Partido Comunista da Alemanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Partido Comunista da Alemanha
Kommunistische Partei Deutschlands
Fundação 1918
Dissolução 1933 (Alemanha Nazi)
1946 (RDA)
1956 (RFA)
Ideologia Comunismo
Marxismo-Leninismo
Estalinismo
Espectro político Extrema-esquerda
Ala Jovem Liga Jovem Comunista
Membros  (1932) 360.000
Afiliação internacional Comintern

O Partido Comunista de Alemanha (em alemão Kommunistische Partei Deutschlands - KPD) foi um partido político formado em dezembro de 1918 a partir da Liga Espartaquista, que originalmente era uma tendência revolucionária de esquerda no interior do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD), e do grupo Comunistas Internacionalistas da Alemanha (IKD). Ambas as correntes se opuseram à Primeira Guerra Mundial, argumentando que se tratava de um conflito imperialista, no qual a classe operária não tinha nenhum interesse a defender.

História[editar | editar código-fonte]

A Liga Spartacus era dirigida por Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht, que foram assassinados em janeiro de 1919. O Partido Comunista da Alemanha acabou sofrendo uma cisão quando os comunistas internacionalistas (IKD), juntamente com outros grupos políticos, formaram o Partido Comunista Operário da Alemanha (KAPD), em abril de 1920. A partir desta cisão, o Partido passou a ser comandado por Paul Levi, e foi se tornando cada vez mais próximo ao Partido Social-Democrata Independente e ao Partido Social-Democrata, até cair sob a influência do bolchevismo russo. Durante a ditadura nazista, o KPD foi brutalmente suprimido e seus dirigentes, militantes e conhecidos simpatizantes foram enviados a campos de concentração. Depois da Segunda Guerra Mundial, na zona de ocupação soviética, o KPD e o SPD unificaram-se para formar o Partido Socialista Unificado da Alemanha (SED), que governaria a República Democrática Alemã até a reunificação do país, em 1990. A partir de então, o SED se converteu no Partido do Socialismo Democrático da Alemanha (PDS), depois chamado Partido da Esquerda, que continua sendo uma força política relevante na Alemanha hoje, especialmente no leste.

Resultados Eleitorais[editar | editar código-fonte]

Data Votos % Deputados +/- Status
1920 589 454 2,1 (#8) 4 de 459 Oposição
05/1924 3 693 280 12,6 (#4) 62 de 472 +58 Oposição
12/1924 2 709 086 9,0 (#5) 45 de 493 -17 Oposição
1928 3 264 793 10,6 (#4) 54 de 491 +9 Oposição
1930 4 590 160 13,1 (#3) 77 de 577 +23 Oposição
07/1932 5 282 636 14,3 (#3) 89 de 608 +12 Oposição
11/1932 5 980 614 16,9 (#3) 100 de 584 +11 Oposição
03/1933 4 848 058 12,3 (#3) 81 de 647 -19 Oposição
11/1933 Banido
1936
1938
1949 1 361 076 5,7 (#5) 15 de 402 Oposição
1953 607 860 2,2 (#8) 0 de 509 -15 Oposição
Ícone de esboço Este artigo sobre política é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.