Passa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Passas

Passa ou uva-passa é o nome dado a um tipo de uva especial, de tamanho menor, que sofreu um processo de desidratação. As passas de uva surgiram como forma de conservação das frutas, através de um processo de desidratação, que resulta da exposição prolongada ao sol. É possível encontrar diferentes variedades de passas de uva, que diferem na cor, tamanho e sabor. As uvas mais usadas cultivam-se em Portugal, Grécia, Itália e Espanha, sendo as variedades mais conhecidas os corintos e as passas de Esmirna, as sultanas (douradas ou escuras) também chamadas de passas brancas e as passas de Málaga. Umas mais doces, outras mais ácidas, as passas de uva contêm sempre uma concentração de açúcar superior às dos bagos frescos. Ricas em vitaminas e fibras, as passas de uva podem ser utilizadas como aperitivo ou como ingrediente em receitas doces (pães, bolos...) ou salgadas. Nem todas as variedades de uvas são indicadas para as passas: só as de alto conteúdo de açúcar, polpa firme e casca fina. Em geral usam-se uvas do tipo Thompson sem sementes, tanto pretas como douradas, ou as moscatel. Cerca de 3,5kg de uvas resultam num quilo de passas. A uva sofre um processo desidratação para redução do teor de água até um determinado nível, no qual as concentrações de açúcares, ácidos, sais e outros componentes sejam suficientemente altas para impedir o crescimento e a reprodução de microrganismos responsáveis pela deterioração dos alimentos. A remoção de água resulta, ainda, em maior facilidade no transporte, armazenamento e manuseio do produto final. Para diminuir a resistência da casca, apressando a secagem, uma etapa opcional pode ser realizada, que consiste na imersão da fruta em solução de 0,2-0,3% de hidróxido de sódio em ebulição por alguns segundos (caso não faça esta etapa, a secagem se estenderá por um tempo maior). Em seguida lavada com água fria antes da secagem ao sol ou desidratação artificial (ar quente). Na prática industrial, o tempo de secagem pode variar de 15 a 45 horas. O teor de umidade final da passa varia entre 10 e 14%.

Contém vitaminas do complexo B e sais minerais como fósforo, potássio, ferro e cálcio.

Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.