Passione

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Passione
Passione (BR)
Logotipo oficial da telenovela
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Romance
Suspense
Duração 01h 10min (exceto quartas-feiras)
50 minutos (quartas-feiras)
01h 30min (último capítulo)
Criador(es) Sílvio de Abreu
País de origem  Brasil

Inadequado para menores de 12 anos i DEJUS (Brasil) [1]

Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Denise Saraceni
Elenco Fernanda Montenegro
Tony Ramos
Mariana Ximenes
Reynaldo Gianecchini
Aracy Balabanian
Carolina Dieckmann
Rodrigo Lombardi
Mayana Moura
Marcello Antony
Vera Holtz
Irene Ravache
Werner Schünemann
Leandra Leal
Gabriela Duarte
Bruno Gagliasso
Maitê Proença
Daniel de Oliveira
Cauã Reymond
Francisco Cuoco
ver mais
Tema de abertura "Aquilo que Dá no Coração" - Lenine[2]
Tema de
encerramento
"Aquilo que Dá no Coração" - Lenine[2]
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 17 de maio de 2010 - 14 de janeiro de 2011
N.º de episódios 209
Cronologia
Último
Último
Viver a Vida
Insensato Coração
Próximo
Próximo
Programas relacionados A Próxima Vítima
Belíssima
Guerra dos Sexos
Torre de Babel
Rainha da Sucata

Passione é uma telenovela brasileira produzida e exibida pela Rede Globo no horário das 21 horas, entre 17 de maio de 2010 e 14 de janeiro de 2011, em 209 capítulos[3] , substituindo Viver a Vida e sendo substituída por Insensato Coração.

Foi escrita por Silvio de Abreu, com a colaboração de Daniel Ortiz, Sérgio Marques e Vinícius Vianna, direção de Natália Grimberg, Allan Fiterman e André Câmara, direção geral de Carlos Araújo e Luiz Henrique Rios e direção de núcleo de Denise Saraceni.

Contou com Tony Ramos, Mariana Ximenes, Reynaldo Gianecchini, Carolina Dieckmann, Rodrigo Lombardi, Marcello Antony, Maitê Proença, Daniel de Oliveira, Leandra Leal, Bruno Gagliasso, Gabriela Duarte, Cauã Reymond, Larissa Maciel, Mayana Moura, Werner Schünemann, Irene Ravache, Francisco Cuoco, Vera Holtz, Aracy Balabanian e Fernanda Montenegro nos papéis principais da história.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg Tudo acontece porque aos 75 anos ela, Bete Gouveia, descobre que seu filho ainda está vivo. E essa descoberta modifica a vida de todos os personagens, que de uma maneira ou de outra, estão ligados a essa história. Apesar dos vários núcleos e personagens, a novela conta uma única história. Não é uma novela de tramas paralelas. As tramas são todas convergentes. Este é o grande diferencial entre Passione e as outras novelas. Tudo é interligado. Cquote2.svg
Silvio de Abreu, sobre o enredo[4]
Gtk-paste.svg Aviso: Esta seção contém revelações sobre o enredo.
Ao falecer, o personagem Eugênio Gouveia revela à sua esposa o segredo que dá origem à trama.

Cerca de 55 anos antes do início da trama, a personagem Bete, grávida de outro homem, teria conhecido e se casado com Eugênio Gouveia[5] , que, inicialmente, se comprometeu em assumir a criança[6] .

Durante toda sua vida, Bete acreditou que seu filho não tinha resistido ao parto e falecera, mas, no primeiro capítulo[5] [7] , Eugênio, à beira da morte, lhe revela que, por não suportar a ideia de criar o filho de outro, teria forjado o falecimento da criança. Essa criança teria sido adotada por um casal de italianos e crescido na Itália, com o nome de "Antonio Mattoli"[6] . Antonio, mais conhecido como Totó, mora na região da Toscana com sua irmã mais velha Gemma e seus quatro filhos: Adamo, Agostina, Agnello e Alfredo[6] .

Após a revelação, Eugênio revela que dispôs de metade da sua fortuna, deixando-a para o filho bastardo de sua esposa. Clara - uma jovem extremamente ambiciosa que até então fingia ser uma enfermeira para trabalhar próxima a Eugênio - ouve a conversa e junto a Fred, seu amante e comparsa, começa a arquitetar um meio de se apoderar da fortuna da família[6] . Enquanto Bete começa uma investigação para encontrar seu filho e passar a Metalúrgica Gouveia para seu nome, seguindo as instruções deixadas por seu falecido marido em seu testamento, Clara e Fred roubam joias de Bete e incriminam a governanta da casa[6] .

Com a governanta presa, os dois viajam para a Itália, objetivando aplicar um grande golpe em Totó. Clara seduz o italiano, que, solitário desde a morte de sua mulher, não resiste aos encantos da aparentemente boa moça, e se apaixona perdidamente por ela. Clara e Fred usam esse sentimento para que Totó assine uma procuração, fazendo com que Fred retorne ao Brasil representando Totó e tomando o controle de ações na metalúrgica Gouveia[8]

Agnello e Agostina acompanham Fred ao Brasil[9] [10] e, uma vez no país, Agnello chama a atenção de Stela, que, até então, se envolvia apenas casualmente com os homens que conhecia - por Agnello, entretanto, fica enlouquecidamente apaixonada e tem sucessivos encontros, sem estabelecer nenhum compromisso[11] [9] [12] . Numa noite, ele conhece Lorena, e, sem saber que ela seria a filha de Stela, encerra o relacionamento com a mãe, em meio a protestos, para se envolver com a filha[13] [10] [12] . Quando Lorena apresenta o namorado à família, deixa, sem saber, ambos consternados com a situação - e faz com que Stela se posicione contra o relacionamento, buscando seu término.

Clara é abandonada por Fred, após ele se aliar a Saulo para tirar de Bete a presidência da metalurgica. Ela, com a ajuda de Matilde, volta a se prostituir, como fazia na adolescência, e é num desses programas que se vê envolvida com Danilo. Prometendo vingança contra Fred, volta a Itália, pagando a passagem com dinheiro da prostituição e lá passa a se vestir e ter hábitos cotidianos como a falecida esposa de Totó, que se vê ainda mais encantada por ela[9] [10] .

Na trama há destaque para um segundo triângulo amoroso, composto por Diana, Mauro e Gerson. Diana, uma estudante de pós-graduação em jornalismo, se envolve inicialmente com Mauro, mas é com seu melhor amigo, Gerson, com quem acaba se casando[6] . O triângulo torna-se um "quadrado" após a personagem Melina, irmã de Gerson, revelar-se apaixonada por Mauro[6] .

O segredo de Gerson[editar | editar código-fonte]

O personagem Gerson, durante uma consulta com o psicoterapeuta Flávio Gikovate.

O segredo de Gerson não foi revelado durante os anúncios da Rede Globo, mas algumas matérias publicadas no ocasião do lançamento de Passione informavam que o personagem seria homossexual[6] . Durante a festa de lançamento da telenovela, o ator Marcello Antony, intérprete de Gerson, negou que o personagem seria homossexual e disse que a imprensa estaria inventando isso, chegando inclusive a xingar os repórteres responsáveis. Silvio de Abreu, entretanto, teria dito que essa característica do personagem já estava prevista no enredo, e que o ator deveria ter tomado conhecimento do fato antes de aceitar interpretá-lo[14] [15] [16] .

Posteriormente, fora noticiado que o personagem seria não um homossexual, mas um pedófilo e, que Diana descobriria isso durante a lua-de-mel dos dois. Durante essa lua-de-mel, Gerson chegou a abandonar a esposa sozinha no quarto de hotel onde estavam hospedados para acessar a internet, e passou a mão nos cabelos de uma menina de forma considerada "suspeita", durante um passeio pela praia. Quando às suspeitas, Silvio de Abreu declarou que Gerson "tem um segredo ligado ao computador, mas não é pedófilo, nem gay, nem estéril", o que, na visão do jornalista Daniel Castro, contribuiu para ampliar a especulação em cima do personagem, numa estratégia para gerar uma maior repercussão para a trama[17] [18] [19] .

No capítulo exibido em 30 de novembro de 2010, foi revelado que o segredo de Gerson era sentir prazer em ver todo tipo de pessoa fazendo "sexo sujo" e sexo em lugares fétidos, foi noticiado que foram frustradas as expectativas do público e que a revelação não alavancou a audiência da novela[20] [21] [22] .

Segredos familiares[editar | editar código-fonte]

A atriz Fernanda Montenegro interpreta Bete Gouveia, personagem tida como "o eixo da história"[23] [4] .

A presença de segredos familiares é uma constante na trama[6] . Além de Gerson, os personagens Fred, Clara, Berilo, Stela e Felícia também apresentam segredos que são desenvolvidos a partir da primeira fase da trama. Os dois primeiros usam o segredo que compartilham para justificar suas ações, enquanto Berilo esconde ser bígamo e Stela, uma vasta série de casos extraconjugais[6] .

O segredo de Fred é revelado após ele conseguir tomar o controle da metalúrgica: seu pai havia sido funcionário da empresa anos antes, e teria se matado após ser demitido por processar a Metalúrgica Gouveia pela amputação de uma mão, o que teria motivado sua vingança[24] .

A irmã de Fred, Felícia, compartilha com ele e com Candê, a mãe dos dois, um outro segredo: ser a mãe de Fátima, que foi criada como sua "irmã"[10] . Adolescente, Felícia engravidou do seu namorado à época e, incapaz de criar a criança, pediu à sua mãe que assumisse, como sua filha, a neta. A identidade do namorado não é revelada inicialmente, sendo levado ao conhecimento do público apenas que ele seria ligado à Metalúrgica Gouveia, onde já trabalhou o personagem "seu Fortunato" - que sabe a identidade do pai de Fátima, mas promete à Felícia que não irá revelar nada[25] - posteriormente, entretanto, descobre-se que é Gerson o pai de Fátima - o que a torna prima de seu próprio namorado, Sinval[26] .

Assassinatos[editar | editar código-fonte]

Prevista inicialmente para o centésimo capítulo estava a ocorrência do assassinato de um dos personagens, inserindo uma trama policial no enredo, um tema recorrente do autor[11] [23] [27] [28] [29] . A personagem Diana, vista pelo jornalista Flávio Ricco como "um papel mal composto e mal desenvolvido" e a pior interpretação da carreira da atriz Carolina Dieckmann, foi apontada como a possível vítima, em razão da pouca repercussão da personagem junto ao público[30] .

A morte de Diana, entretanto, era apenas uma das cinco cenas que poderiam ser exibidas. Em 11 de outubro de 2010, durante a exibição do capítulo 127, a verdadeira vítima foi revelada: Saulo Gouveia[31] [32] , morto à facadas no interior de um motel. Laura revela que era amante de Saulo e outro mistério é levantado: a natureza do relacionamento entre Laura e Arturzinho, que passam a demonstrar serem muito íntimos e temerem a investigação da polícia[33] .

Bete e Brígida recebem uma carta dizendo que Eugênio tinha sido assassinado e isto é confirmado numa autópsia pedida pela viúva e por Gerson. Já no capítulo 145, o personagem Noronha é morto acidentalmente com um tiro, pois procurava o dossiê que Mauro tinha contra ele e Saulo. No Capítulo 169, a personagem Myrna morre com uma queda drástica do elevador. O assassino é Fred, pois ela descobriu que ele está por tras de Otabol, a empresa que comprou as ações de Bete, Totó e Gerson[34] .

Antes do fim da trama ocorre a morte da personagem Diana no parto prematuro de sua filha Vítória, vitimada por uma eclampsia em razão de sua pressão alta[35] [36] . Quando os médicos lhe informam de que talvez não fosse possível salvar ambas, a jornalista pede que a equipe médica priorize a criança, uma vez que o sonho de Mauro era seu pai[35] . Ele, após a morte de Diana, diz odiar Melina, pelo tratamento que ela dispensara a Diana[37] [38] . Acontece ainda a morte do personagem Totó: Clara, que previamente havia forjado um testamento onde Totó lhe colocava como a única herdeira de seus bens[39] , planejou com Diogo reunir toda a família do italiano em um jantar, quando apareceria um ladrão - Diogo disfarçado - e este mataria Totó. Só que ao plano dá errado, e quem acaba disparando contra Totó é Clara[40] , que jura que os disparos haviam sido acidentais[41] [42] .

Otabol[editar | editar código-fonte]

Fred, através de desvios de dinheiro, consegue ser o presidente da empresa e espera um pouco para iniciar seu plano de tomar tudo de vez. Saulo descobre e o chantageia - na mesma noite, Saulo falece num motel com facadas na barriga. Após Fred manifestar sua vontade de mudar o nome da Metalúrgica Gouveia para "Metalúrgica Lobato", Bete passa a cobrar uma dívida milionária de Fred, decorrente de um empréstimo tomado pelos acionistas da empresa. Com isso, ele chantageia Clara e passa a fazer um inferno na vida dela, para que ela convença Bete a desistir de cobrar a dívida. Com muito custo e se fingindo de arrependida, ela "convence" Bete, que, claro, nunca acreditou em Clara, que a cada dia comete mais maldades com seu amante e se revela um monstro[34] .

Assim, Bete vai até a empresa e entrega a ele a prova de todos os crimes que ele cometeu na empresa, que ela recebeu da Suíça, que autorizou a quebra do sigilo bancário dele. Bete diz que ele perdeu a metalúrgica e será preso, por comprar a Gouveia com dinheiro desviado de uma empresa fantasma, a Otabol ("Lobato" ao contrário)[34] . Com isso Fred fica sem saída e pode ser preso a qualquer momento. Acuado, o vilão planeja uma fuga e, através de meios ilícitos, consegue um falso passaporte para viajar sem ser percebido. Entretanto, o plano dá errado e na fronteira a polícia identifica a sua verdadeira identidade, fazendo com que Fred tome uma atitude impulsiva e fuja da polícia, sendo perseguido. Fred é preso, mas, com a ajuda de Clara, obtem um habeas corpus que o permite responder o processo em liberdade[34] .

Final da trama[editar | editar código-fonte]

Após ajudar Fred a obter o direito a responder ao processo em liberdade, Clara vai até a casa de Bete, onde é surpreendida com a presença de Gemma, Agnello, Adamo, Agostina, Alfredo e Diogo, que se revela um investigador de polícia. Mas a maior surpresa para Clara é a presença de Totó, que aparece vivo[43] , revelando uma armação feita entre todos os presentes: Diogo estava investigando Clara como suspeita da morte de Eugênio[44] , e ele e Totó executaram um plano: Diogo fingiu gostar de Clara e passou a ser seu amante para que ela lhe contasse porque queria matar Totó. Diogo descobriu e contou para Totó o plano da vilã e eles se uniram para desmascará-la. As balas que atingiram Totó eram, na verdade, de festim, e tanto a perícia quando o velório foram forjados[45] .

Clara é então presa e colocada na mesma cela que sua avó[46] . Diogo também era responsável por comandar a operação policial que encontrou, no interior do apartamento de Fred, a faca que matou Saulo[47] . Clara foge da prisão, deixando a avó para trás e baleando outra presa, que havia fugido com ela. Pega, então, todos os seus pertences na casa de Totó e parte com o carro dele, mas, quando está fugindo em alta velocidade, passa por um bloqueio policial. O penúltimo capítulo encerra com o carro que ela dirigia capotando em uma ribanceira e explodindo[48] [49] .

No último capítulo, Fred é condenado pelo assassinato de Saulo, apesar de se jurar inocente. Em uma das últimas cenas, Valentina lembra-se de quando apresentou Clara, então uma criança, a Saulo, dizendo-lhe "sua netinha" iria fazer "tudo que o titio" mandasse. Após ser preso, Fred recebe um cartão postal remetido de uma ilha no Pacífico, enviado por Clara - que, assinando como "anta" - o xingamento que Clara utilizava -, pergunta se ele havia gostado do presente que ela havia deixado atrás da geladeira, no apartamento[47] . Nesse momento, é revelado que Clara estava viva, trabalhando como enfermeira de um milionário. Uma série de flashbacks desvenda os mistérios da trama: Clara havia sequestrado Ednéa, uma das funcionárias da cantina italiana, e a deixou dentro do carro pouco antes do capotamento. Saulo envenenou Eugênio para tentar ficar no comando da Metalúrgica e enviou as cartas suspeitas à Bete e Brígida, e Clara foi quem assassinou Saulo no capítulo 127, vingando-se dos abusos sexuais que teria sofrido quando criança[50] . Passione termina com Clara com o milionário do qual cuida, e depois olhando para a câmera com um sorriso[51] .

Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens tiveram início em 18 de janeiro de 2010[52] e os primeiros capítulos da telenovela foram parcialmente gravados na Itália a partir de março de 2010[53] . Por 25 dias, a equipe de produção e oito membros do elenco gravaram cenas em mais de 50 locações diferentes[7] [54] , incluindo algumas cuja exibição estava prevista apenas para muito além da semana de estréia, com duas ocasiões consideradas bastante avançadas na oportunidade: o centésimo capítulo, aonde ocorreria uma reviravolta na trama, e o próprio final de Passione[6] . Os 42 capítulos iniciais da telenovela já tinham seu roteiro escrito quando a produção viajou ao país, mas chegaram a ser gravadas cenas que seriam exibidas além dessa previsão[55] [56] . A cidade cenográfica montada para a telenovela passou a ser utilizada em filmagens a partir de 19 de abril de 2010[57] . Trechos de cenas envolvendo os atores Tony Ramos e Fernanda Montenegro chegaram a ser gravados antecipadamente na Itália, com suas gravações finalizadas apenas em junho de 2010, na cidade cenográfica montada no Projac[58] .

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

O personagem "Totó", interpretado por Tony Ramos, foi o primeiro desenvolvido pelo autor e, consequentemente, o primeiro ator a ser escolhido, logo após a conclusão das filmagens da telenovela Belíssima. Inspirado pelo canção "Malafemmena", Silvio de Abreu compôs o personagem, um senhor que se apaixona por uma mulher desonesta, e, a partir dele, criou os núcleos e os personagens nos dois países que compõem a trama: Itália e Brasil[11] [6] [59] [60] .

Cenário[editar | editar código-fonte]

O bairro do Tatuapé, na cidade de São Paulo, é um dos principais cenários da trama.

Na cidade de São Paulo, o Autódromo de Interlagos,[61] a CEAGESP,[62] e os bairros de Jardim América, Tatuapé[63] e Vila Maria servem de cenário para os personagens[63] . Teresina, capital do Piauí, foi a locação escolhida para a fábrica de bicicletas Houston, para onde o ator Rodrigo Lombardi viajou para gravar suas cenas[64] .

A equipe de cenografia é capitaneada por May Martins, Fernando Schmidt e João Cardoso Filho[65] e uma cidade cenográfica foi construída para a telenovela para a gravação tanto das cenas na região da Toscana quanto das cenas em São Paulo. Para reproduzir o cenário italiano, uma equipe formada por quinze profissionais registrou cerca de 6 mil fotos, durante três viagens ao país. O cenário principal da cidade cenográfica, entretanto, é uma reconstituição do bairro do Tatuapé, localizado originalmente na zona Leste da cidade de São Paulo[57] [66] .

Uso do italiano[editar | editar código-fonte]

O autor Silvio de Abreu escreveu originalmente em italiano os diálogos do núcleo de italianos que compõem o elenco. Antes das gravações, entretanto, os atores tiveram seus ensaios observados por Cecília Casini, professora de italiano da USP, para que incorporassem em sua interpretação o sotaque e a gesticulação típica da região da Toscana, ao mesmo tempo em que evitavam o uso de palavras cujo sentido fosse muito diferente em português, como o termo "prego", que, em italiano, significaria "de nada"[59] [67] .

A caracterização não foi vista de forma positiva por parte da imprensa. Marcelo Marthe, da Revista Veja criticou tanto a errônea pronúncia de mamma quanto o fato do núcleo italiano, apesar de situado na Toscana, refletir os hábitos napolitanos[59] , enquanto a jornalista Patrícia Kogut chegou a declarar que "o sotaque não funciona mesmo. O italiano predomina sobre o português e o que se ouve não é nem carne, nem peixe e sim uma espécie de pilha de clichês sonoros"[68] , visão semelhante à de Marcella Huche, do site Laboratório Pop[69] . O público demonstrou rejeitar a predominação do italiano, e as críticas mostraram-se negativas o suficiente para que mais expressões em português passassem a ser utilizadas[70] .

Exibição[editar | editar código-fonte]

A personagem "Stela", interpretada pela atriz Maitê Proença, causou considerável controvérsia.

Após cerca de trinta capítulos, uma pesquisa envolvendo vários grupos de discussão foi promovida pela emissora, aonde fora confirmado que as tramas eram conduzidas num ritmo considerado muito "alucinado" pelos telespectadores, algo que a produção havia percebido e, a partir do capítulo 24, tratou de corrigir, reduzindo o ritmo de desenvolvimento das tramas, com menos situações transcorrendo ao mesmo tempo. Certos momentos, como o encontro entre as personagens Jéssica e Agostina, interpretadas respectivamente por Gabriela Duarte e Leandra Leal, foram postergados. Além da redução de ritmo, nenhuma outra mudança foi cogitada, com a pesquisa apontando que nenhum personagem havia sido rejeitado pelo público[71] [72] [13] [73] [74] .

Vinheta de abertura[editar | editar código-fonte]

Produzida pela empresa Ciranda Filmes, a vinheta de abertura da telenovela conta com imagens de obras do artista plástico Vik Muniz e foi filmada por Hans Donner. Muniz foi convidado pessoalmente pela diretora Denise Saraceni, e inspirou-se nos temas da telenovela, em especial na reciclagem de lixo, para compor uma única estrutura bastante detalhada, cujas nuances seriam lentamente reveladas durante a sequência de abertura, até, no final, revelar sua forma completa: um casal se beijando. Para compor essa imagem fora realizado um ensaio fotográfico com a atriz Cristiane Machado, que serviria de referência à Muniz. Os girassóis presentes na vinheta são uma referência à região da Toscana, um dos cenários da produção. Em entrevista ao site G1, Muniz revelou ter utilizado cerca de 4 toneladas de material reciclado para compor a imagem do casal, num processo que durou mais de dois meses e transcorreu no interior de um de seu ateliês, no Brasil[75] [76] [77] [78] [79] .

Classificação etária[editar | editar código-fonte]

Com base na sinopse fornecida pela emissora, o Departamento de Justiça, Classificação, Títulos e Qualificação classificou inicialmente Passione como "não recomendada para menores de 12 anos", antes do início de sua exibição. A Rede Globo recorreu da decisão, e conseguiu decisão favorável à classificação de "não recomendada para menores de 10 anos", o que permitira com que fosse exibida em qualquer horário, como, por exemplo, parte integrante do "Vale a Pena Ver de Novo", onde foi a primeira novela do horário nobre a ter essa classificação. As cenas envolvendo a personagem Stela, interpretada por Maitê Proença, entretanto, levantaram controvérsia suficiente para fazer com que o Ministério da Justiça considerasse alterar a classificação ainda em suas primeiras semanas[80] .

Inicialmente, cenas consideradas não condizentes com a classificação teriam sido editadas[80] [81] , mas ainda assim teria sido emitida uma advertência formal à emissora, o que fez com que a trama, a partir de 10 de junho de 2010, fosse classificada como "não recomendada para menores de 12 anos"[80] [82] .

Conteúdo transmídia[editar | editar código-fonte]

Quando do lançamento da telenovela, a jornalista Patrícia Kogut, sobre o site da mesma, disse: "Lançado pouco antes da estreia do folhetim, ele impressiona. Não se trata de uma derivação da novela, de um serviço complementar, ou de uma “versão virtual” do que se vê na TV. O site tem vida própria, conteúdo exclusivo". E, dentre esse conteúdo exclusivo destacou as cenas gravadas exclusivamente para serem exibidas na internet e versões estendidas de cenas exibidas na novela, com a inclusão de curtos monólogos em que os personagens refletem sobre a situação presente na cena[83] [84] . O autor Silvio de Abreu chegou a ironizar que o "segredo" do personagem Gerson poderia ser visitar tudo que é disponibilizado no site da telenovela.

A produção da telenovela criou, para alguns personagens, perfis no Twitter e comunidades no Orkut[85] .

Exibição Internacional[editar | editar código-fonte]

Além do Brasil, a telenovela foi exibida na Argentina, pela emissora Telefe, e em Portugal, pela SIC, mas em ambas as oportunidades não apresentou índices muito significativos de audiência[86] [87] . Na Telefe, especificamente, os resultados foram considerados tão negativos que a emissora preferiu cancelar a exibição da produção e substituí-la pela telenovela colombiana El fantasma de Elena[88]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Cquote1.svg Não são caricaturas ou "tipos" que representam este ou aquele valor moral para servir à trama. O bom tem justificativa para ser bom e o mau tem justificativa para ser mau. Mas isso não impede de a novela ter uma linha clara entre o bem e o mal, sem ser maniqueísta. Quem é bandido é bandido, quem é mocinho é mocinho. Mas a bandida tem um lado que pode fazer você gostar dela. Cquote2.svg
O autor, Silvio de Abreu, sobre os personagens de Passione[89] .
Cinco membros da família Mattoli: Agostina, Alfredo, Agnello, Adamo e, abaixo e à frente, Dino.

Há quatro "núcleos" de personagens em Passione: um deles capitaneado por Tony Ramos e Aracy Balabanian e situado na fictícia cidade italiana de Laurenza-in-Chianti, e os três restantes situados na cidade de São Paulo, no Brasil[90] .

O núcleo italiano é composto majoritariamente pelos membros da família Mattoli. Tony Ramos interpreta o patriarca, Antonio "Totó" Mattoli, e Aracy Balabanian, sua irmã mais velha, Gemma. Gemma e "Totó" cresceram juntos, e ela o ajudou a criar seus quatro filhos - Adamo, Agostina, Agnello e Alfredo, interpretados respectivamente por Germano Pereira, Leandra Leal, Daniel de Oliveira e Miguel Roncato - e seu neto, Dino, interpretado por Edoardo Dell'Aversana[91] [92] [93] . Complementam o núcleo italiano o ator Marcelo Médici, como o carteiro Mimi, um rapaz apaixonado por Agostina, a atriz Marcella Valente, que interpreta a garota de programa Francesca, uma mulher que, após ser manipulada por Clara, se vê romanticamente envolvida com Adamo e o ator Emiliano Queiroz, que interpreta o avô de Mimi, "Nonno Benedetto"[93] [94] [95] .

O pai de Dino é Berilo Rondelli, um jovem interpretado por Bruno Gagliasso que se muda para o Brasil e, apesar de já casado com Agostina, contrai um segundo casamento com Jéssica, uma herdeira milionária interpretada por Gabriela Duarte[25] [96] . Jéssica faz parte de um dos três núcleos brasileiros - a família Silva, capitaneada por dois "novos ricos": Olavo e Clotilde. Olavo, um homem que obteve sua fortuna através da reciclagem de lixo, é interpretado por Francisco Cuoco e sua esposa, Clotilde, pela atriz Irene Ravache. A família faz parte do núcleo humorístico da trama, que é completado pelos atores Flávio Migliaccio, Alexandra Richter e Simone Gutierrez. Migliaccio interpreta Fortunato, um aposentado, enquanto Richter e Gutierrez interpretam, respectivamente Jaqueline "Jackie" Mourão e Lurdinha[91] [97] [98] [99] .

Completam ainda o elenco da telenovela os seguintes atores:

Ator Personagem
Fernanda Montenegro Elizabete Monteiro Gouveia (Bete).[11]
Mariana Ximenes Clara Miranda Medeiros[11] [100]
Tony Ramos Antonio Mattoli (Totó)[101] [11] [102]
Reynaldo Gianecchini Frederico Lobato Filho (Fred)[11] [100]
Werner Schünemann Saulo Gouveia[6]
Aracy Balabanian Gemma Mattoli[103]
Rodrigo Lombardi Mauro Santarém[11] [104] [105]
Carolina Dieckmann Diana Rodrigues[11] [100]
Mayana Moura Melina Gouveia[106]
Marcello Antony Gerson Gouveia[11] [107]
Carol Macedo Kelly Miranda Medeiros[6]
Daisy Lucidi Valentina Miranda[6]
Vera Holtz Maria Candelária "Candê" Lobato[6] [108]
Cauã Reymond Danilo Gouveia[109] [110]
Francisco Cuoco Olavo da Silva, o Rei do Lixo [111] [112]
Irene Ravache Clotilde Iolanda de Souza [nota 1] [6] [112]
Gabriela Duarte Jéssica da Silva Rondelli[111]
Leandra Leal Agostina Mattoli[6] [103]
Bruno Gagliasso Berilo Rondelli[6] [111]
Maitê Proença Stela Gouveia[11] [113] [114]
Daniel de Oliveira Agnello Mattoli[11] [103]
Bianca Bin Fátima Lobato Gouveia [6] [115]
Miguel Roncato Alfredo Mattoli[6] [103]
Germano Pereira Adamo Mattolli[103] [116]
Tammy di Calafiori Lorena Gouveia[6] [113]
Adriana Prado Laura
Daniel Boaventura Diogo Dias[117]
Larissa Maciel Felícia Lobato[52] [6]
Alexandra Richter Jaqueline "Jackie" Mourão[118]
Leonardo Villar Antero (Giovanni Melatto)
Cleyde Yáconis Brígida Gouveia[6] [119]
Elias Gleizer Diógenes Santarém[6] [119]
Flávio Migliaccio Fortunato da Silva[120]
Kayky Brito Sinval Gouveia[113] [121]
Marcella Valente Francesca
Júlio Andrade Arthurzinho
Guta Ruiz Roberta
Débora Duboc Olga Junqueira[120]
Simone Gutierrez Maria de Lurdes "Lurdinha"[120]
Marcelo Médici Carmelo "Mimi" Melatto [120]
Gabriela Carneiro da Cunha "Cris" (Cristina)[122]
Gabriel Wainer Chulepa[118] [9]
Emiliano Queiroz Benedeto Melatto[120]
André Luiz Frambach "Cridinho"[118]
Rodrigo dos Santos Roberto Noronha[120]
Luiz Serra Talarico
Giulio Lopes Dr. Cavarzere[120]
Edoardo Dell'Aversana Dino Mattoli Rondelli[6]
Pedro Lobo Amendoim[118]
Andréa Bassit Guida
Kate Lyra Myrna[123]

Música[editar | editar código-fonte]

O diretor musical da Globo, Mario Rocha, foi o responsável pela seleção da canção "Aquilo que Dá no Coração", do cantor Lenine para ser a música de abertura de Passione e pela seleção dos cantores que colaborariam com a telenovela, cedendo suas canções ou até produzindo-as especialmente para serem utilizadas, como foi o caso do cantores Ivan Lins e Paolo Luna, que colaboraram com "A Gente Merece Ser Feliz" e com uma regravação de "Malafamenna", respectivamente[2] [60] [124] .

Lançamento e repercussão[editar | editar código-fonte]

A interpretação de Mariana Ximenes foi bem-recebida pela crítica e recebeu ampla cobertura pela mídia.

Com os baixos índices de audiência de Viver a Vida, a estreia de Passione foi vista com muito entusiasmo[7] [125] [67] , mas seu primeiro capítulo atingiu apenas 36,5 pontos no Ibope[126] .

Ainda que a fraca repercussão de Viver a Vida tenha sido apontada como a responsável pela falta de interesse em Passione, a migração dos telespectadores para canais fechados oferecidos por operadoras de televisão por assinatura foi apontada como o fator que mais contribuiu para a diminuição dos números obtidos pela Rede Globo, em especial no horário nobre, em que a telenovela é exibida. Sobre o fenômeno, o jornalista Daniel Castro comentou que "Os 'outros canais', que nos relatórios do Ibope aparecem sob a sigla OCN, vêm crescendo nos últimos anos, mas nunca registraram um aumento de mais de décimos em um só mês. Em maio, no entanto, 'explodiram': juntos, eles cresceram 36%"[127] [128] [129] [130] .

Dos temas abordados[editar | editar código-fonte]

Os temas clássicos introduzidos no primeiro capítulo foram bem recebidos pela mídia. Daniel Castro, ao assisti-lo, declarou que Silvio de Abreu estava resgatando o uso dos elementos básicos de uma telenovela: "mocinhos, vilões, dramas, humor, mentiras, lágrimas, glamour, riqueza, poder, ambição, sexo e até personagens e situações improváveis"[100] . Jorge Brasil, redator-chefe da revista "Minha Novela", também viu Passione como um "novelão à moda antiga" com "trama rocambolesca, muitas intrigas, histórias de amor complicadíssimas e boas doses de humor", chegando a declarar, após assistir ao primeiro capítulo, que "a união do texto inteligente e gostoso do novelista [Silvio de Abreu] com a direção ágil e sempre inventiva de Denise [Saraceni] rendeu um capítulo de estreia delicioso, em que a apresentação dos personagens serviu de pano de fundo para a introdução do principal drama da história: da mãe que descobre (...) que seu filho está vivo"[131] .

Posteriormente, o mesmo Jorge Brasil acrescentaria, no site da revista Contigo!, que Passione era "um banquete para os olhos e mentes mais exigentes", elogiando especialmente a vinheta de abertura, a interpretação dos atores Tony Ramos, Reynaldo Gianecchini e Mariana Ximenes, e ainda, a química entre os dois últimos na interpretação dos vilões da trama[132] .

Do elenco[editar | editar código-fonte]

O elenco selecionado também foi bem recebido. A interpretação da atriz Mariana Ximenes, como a ex-prostituta Clara, vilã da trama, chegou a ser citada pela jornalista Fabíola Reipert como a de maior destaque na telenovela, eclipsando inclusive a de sua antagonista Carolina Dieckmann[133] - visão oposta à de Marcella Huche, que, ao analisar o início da telenovela, via Ximenes como "um boneco de cera de belos olhos, estática ao lado da patroa", se comparada à interpretação de Fernanda Montenegro[69] [89] . A interpretação de Reynaldo Gianecchini, intérprete de Fred, outro vilão da trama, também foi alvo de bastante atenção pela mídia. Ainda que tenha classificado a interpretação de Mariana Ximenes como superior, ao analisar os primeiros capítulos de Passione, o crítico José Armando Vanucci demonstrou surpresa com a compentente interpretação do ator, que mostrava "firmeza como o rapaz oportunista que deseja vingar a morte do pai"[89] [134] . O jornalista Jorge Brasil chegou a classificar Fred como um "papel extraordinário, cheio de nuances", corroborando o entendimento do autor Silvio de Abreu, e acrescentando que o papel representaria o "maior desafio" da carreira do ator, por ser um personagem complexo, sem maniqueísmos. Em sua visão, embora inicialmente bem desempenhado, teria perdido parte de sua sutileza conforme os planos do personagem foram avançando - e a atuação não correspondia ao que se esperaria[135] . Conforme as críticas negativas se ampliavam, e as comparações com o desempenho de Mariana Ximenes aumentavam, o próprio ator chegou a declarar que seriam "poucas as pessoas que valem a pena respeitar a crítica", e que estaria satisfeito com o próprio trabalho[136] .

Mesmo personagens tidos como "menores" apresentavam grandes performances, com quase todo o elenco, na visão de Patrícia Kogut, sendo "de alto nível". A performance das atrizes Vera Holtz e Daisy Lúdici, que interpretam respectivamente as vizinhas "Candê" e "Valentina", foi particularmente bem recebida pela jornalista, que destacou os trejeitos que cada uma fazia uso para caracterizá-las[137] . As interpretações de Holtz, de Fernanda Montenegro e Aracy Balabanian foram vistas como os maiores destaques de seus respectivos núcleos[69] .

Da segunda fase[editar | editar código-fonte]

Patrícia Kogut viu de forma negativa as mudanças no personagem Fred, que careciam de um mínimo de realismo ou credibilidade: "Como acreditar que Fred, apresentado nos primeiros capítulos como um tipo inculto que tropeçava no português, tenha se tornado um MacGyver de uma hora para outra? Como acreditar que ele, um 171 de subúrbio, tenha planejado um golpe envolvendo bancos suíços? Como acreditar que ele, que, pelo relato da mãe, teve uma educação péssima, fale agora inglês fluente?". A causa da manifestação foi a falta de coerência na cena em que Fred, planejando assassinar a personagem Myrna, demonstrou conhecimento técnico inédito até então, sendo capaz de desligar o sistema de iluminação da empresa onde trabalhava, desarmar todo o sistema de segurança e sabotar um elevador usando apenas uma chave de fenda[138] .

Não seriam apenas as mudanças em Fred que seriam criticadas: A revelação do segredo de Gerson, a mudança extrema na personalidade de Melina - que, inicialmente, uma doce estilista, "de uma hora para a outra, virou um monstro, quase psicopata" - e a mentira contada ao público, que fora levado a acreditar que a personagem Clara havia deixado de ser uma vilã. "Silvio de Abreu, um mestre das novelas de suspense, vide “A próxima vítima”, só para citar uma, desta vez não tem conseguido convencer. Personagens e tramas se corrompem o tempo todo. O público se sente traído. (...) E isso talvez explique a audiência que nunca deslanchou", concluiu[138] .

A "fase policial" de Passione foi igualmente criticada pelos jornalistas Maurício Stycer[139] [140] [141] , Flávio Ricco e Jorge Luiz Brasil[142] . Em visão oposta, o jornalista Daniel Castro disse que "a bem costurada trama policial" havia sido um dos dois "principais méritos da novela", ao lado do "desafio a algumas regras", o que classificavam Passione como uma novela não-convencional[143] .

Audiência[editar | editar código-fonte]

Durante a sua primeira semana, a telenovela alcançou, em seu primeiro capítulo, uma média de 37 pontos, com picos de 40, segundo dados do Ibope[144] [145] [146] Os capítulos seguintes apresentariam acentuada queda: ao passo que o segundo e terceiro capítulo de Passione marcaram médias de 33 pontos[147] [148] [149] [150] , o quinto capítulo atingiu a mais baixa audiência em um dia útil de telenovela exibida no horário, num comparativo com os últimos dez anos[104] [151] .

A audiência mais baixa foi registrada no décimo-segundo episódio, exibido originalmente em 29 de maio de 2010, que marcou 24 pontos, de acordo com dados consolidados do Ibope. Neste mesmo dia, a telenovela Escrito nas Estrelas, exibida como "novela das seis", registrou os mesmos índices[130] [152] . Durante seus primeiros 38 capítulos, exibidos entre maio de junho de 2010, foi registrada uma média de 32 pontos no Ibope, muito inferior àquela obtida pelo horário nos anos anteriores, mas visto pelo autor Silvio de Abreu como um "movimento natural" enfrentado por toda a televisão, mas que a telenovela continuava como o programa mais assistido da emissora[72] [153] .

Em 21 de setembro a telenovela bateu seu recorde de audiência na Grande São Paulo: 38 pontos de média, e share de 63%, segundo dados consolidados do Ibope[154] . Em 4 de outubro, esse recorde anterior de audiência foi superado, com a produção atingindo pela primeira vez 40 pontos de audiência[155] . As mortes dos personagens Saulo, interpretado por Werner Schünemann, e Diana, interpretada por Carolina Dieckmann, representaram novos recordes de audiência para a telenovela: 42 e 43 pontos no Ibope, respectivamente, superando todas as médias anteriores.[156] Em 27 de dezembro de 2010, uma segunda-feira, com a morte do personagem principal, Totó, o recorde de audiência mais uma vez é superado: desta vez, são 46 pontos no Ibope e 63% de share[157] [158] [159] . Em 4 de janeiro, tal índice se repetiria: a telenovela alcançaria também 46 pontos, mas com uma participação maior: 68% dos televisores ligados naquela noite assistiam Passione[160] .

Na semana antecedendo o término da telenovela, a jornalista Cristina Padiglione, responsável pela coluna "Sem Intervalo" do jornal Estado de S. Paulo, disse que, num comparativo com os índices de audiência obtidos pelas produções exibidas no mesmo horário anteriormente, Passione possuía a menor média já registrada: até o capítulo 175, registrou-se, em média, 34,2 pontos na medição do Ibope, com 53,2% de share (termo utilizado para designar a quantidade televisores ligados e sintonizados na emissora, no horário)[161] .

Em seus últimos capítulos, entretanto, a telenovela passou a obter índices consideravelmente superiores a todos os anteriormente registrados: Em 8 de janeiro de 2011, um sábado, dia em que os índices de uma telenovela costumam ser mais baixos, a morte de Totó revelou-se uma simulação, e o personagem reaparecia, vivo, confrontando sua "assassina", Clara - e a audiência foi de 40 pontos de média, atingindo 44 pontos no momento do reaparecimento do personagem[162] . No dia 10 de janeiro de 2011, dando sequência ao reaparecimento do personagem, a novela bateu novo recorde de audiência, com 54 pontos de média[163] , 57 de pico e 76% share, a maior desde o último capítulo de Caminho das Índias, que cravou 55[carece de fontes?]. No dia seguinte, registrou-se 52 pontos, com pico de 55 e 69% de share. No último capítulo, exibido em 14 de janeiro de 2011, a novela atingiu 52 pontos, com picos de 55, e uma das maiores participações: 73,3%[163] .

Apesar dos elevados índices registrados nesses capítulos, a telenovela termina com 35,3 de média - audiência inferior à registrada por Viver a Vida[164] . O site da telenovela, onde os capítulos também podiam ser assistidos, entretanto, superou as expectativas: 211 milhões de acessos foram contabilizados durante a exibição da produção, provenientes de aproximadamente 8 milhões de visitantes únicos por mês - número 15% superior ao registrado pelo site de Viver a Vida[165] .

Avaliação em retrospecto[editar | editar código-fonte]

A atuação de Reynaldo Gianecchini como "Fred" foi um dos pontos mais comentadas da produção.

Mauricio Stycer, do site UOL, analisou a telenovela após a exibição de seu último capítulo, comparando-a a antecessora: "Comparada à Viver a Vida, que ocupou a atenção do espectador como um barco numa lagoa, Passione, que a sucedeu, ofereceu as emoções de uma viagem a bordo de um transatlântico em alto mar". A resolução do triângulo amoroso protagonizado por Bruno Gagliasso, Leandra Leal e Gabriela Duarte foi elogiada, assim como os finais dos vilões "Clara" e "Fred". A fase policial decorrente do assassinato de Saulo, que já havia sido criticada pelo autor anteriormente, foi novamente vista de forma negativa, mas foi relativizada a importância do uso do "Quem matou?" para a trama, uma vez que, iniciada o mistério, a telenovela teria passado a obter índices mais satisfatórios de audiência. Mauricio acabou por finalizar dizendo: "Passione, em resumo, foi uma boa companhia nesse tempo todo. Afinal, não é isso o que esperamos de uma novela?"[139] .

Daniel Castro, em seu blog para o site R7 publicou uma extensa entrevista com o autor Silvio de Abreu durante a última semana de exibição, e, após a exibição do último capítulo, avaliou a trama. A maior falha de Passione teria sido a heroína Diana, interpretada por Carolina Dieckmann, que havia sido um fracasso, seja em termos de desenvolvimento, seja em aceitação junto ao público. As ações da personagem "Clara" foram vistas como "uma vingança justificável", em razão da revelação de que teria sido abusada sexualmente quando criança pelo personagem Saulo. A ausência do maniqueísmo típico das produções do horário também foi elogiado, assim como a resolução não-convencional dos triângulos amorosos protagonizados pelo bígamo "Berilo" e pela octagenária recém-divorciada "Dona Brígida", sintetizando[143] :

Cquote1.svg No balanço geral, Passione teve mais pontos altos do que baixos. Foi, enfim, boa teledramaturgia Cquote2.svg

Jorge Luiz Brasil, redator-chefe da revista especializada "Minha Novela", avaliou a telenovela em duas oportunidades, em seus blogs junto ao site da revista Contigo! e ao portal "M de Mulher", ambos da Editora Abril. Enquanto para o último foi publicada apenas uma avaliação do último capítulo[50] , para o primeiro o jornalista avaliou os pontos positivos e negativos da produção. Foram positivamente avaliados os vilões da trama: "Mariana Ximenes foi espetacular da primeira à última cena da novela e dosou as fases de Clara com o mesmo talento. Já Reynaldo Gianecchini ficou passos atrás da colega, mas, mesmo assim, fez de Fred um vilão irresistível! E curti demais Werner Schünemann como o repugnante Saulo". O "time" de atores veteranos foi igualmente elogiado, com destaque para Irene Ravache. Também receberam elogios a interpretação de Gabriela Duarte e Larissa Maciel. Apontando o segredo de Gerson como o ponto mais fraco da produção, o texto também listou como pontos negativos o casal formado por Diana e Mauro, a "burocrática e preguiçosa" interpretação de Carolina Dieckmann, o excessivo sotaque italiano utilizado pelos personagens, a ausência de "consistência" do desenvolvimento do romance entre Agnello e Stela, a pouca importância dos personagens Adamo e Alfredo para a história, assim como a fraca interpretação de Kayky Brito[166] .

Dois outros pontos foram vistos pelo jornalista de forma negativa: A falsa morte do personagem Totó e a suposta transformação da vilã Clara. Acerca destes pontos, disse: "Foi muito malfeita a armação de Totó para desmascarar Clara. Não convenceu toda a família dele fingir sofrimento por sua “morte”, mesmo quando estavam sozinhos. Tudo pessimamente articulado (...) Mariana Ximenes realmente arrasou e até eu quase acreditei que Clara tinha se regenerado, afinal, a moça sofreu muito e em seu quarto falou em voz alta sozinha, várias vezes, o quanto estava arrependida de tudo que fez. Não havia motivo para ela fazer isso se estava fingindo"[166] . Em reportagem, a jornalista Vanessa Sulina consultou Claudino Mayer, especialista em teledramaturgia, que disse que o ritmo intenso da trama teria sido um dos pontos negativos. Mayer também mencionou a fala morte de Totó: "Outro ponto negativo foi a morte do Totó [Tony Ramos]. O autor causou perplexidade no púbico quando revelou que a família do italiano sabia de todo o plano e armou a morte dele. Silvio enganou a todos nós. Ele poderia ter dado indícios disso tudo ao público e feito todo mundo torcer contra a Clara e a favor do Totó. Soubemos da volta de Tony à trama pela imprensa, o autor não nos deu nenhum indício no folhetim"[167] .

Também para o site da revista Contigo!, Elisa Oliveira listou o "In" e o "Out" da produção: Como pontos positivos, mencionou a interpretação de Gianecchini e de Daisy Lucidi e os personagens Berilo, Jéssica, Agostina, Dona Brígida e Clô. Como negativos, listou, dentre os personagens, Kelly, Danilo e Diogo[168] .

A revista Veja, por sua vez, viu a telenovela como uma obra menor na carreira de Silvio de Abreu, mas adequada ao horário: "Não foi, portanto, o que se pode chamar de grande novela, dessas que mobilizam o país como o próprio autor já foi capaz de fazer no passado, em A Próxima Vítima, com 11 assassinatos, ou em Torre de Babel. Mas teve o mérito de manter viva uma forma de entretenimento que, dada a concorrência cada vez mais acirrada de gadgets, filmes e a internet, encontra cada vez mais dificuldade para prender espectadores por tantos meses"[169] .

Listas e premiações[editar | editar código-fonte]

Em 3 de janeiro de 2011, o jornalista Jorge Luiz Brasil publicou em seu blog junto à revista Contigo! um texto listando aquelas produções que representariam "o melhor e o pior de 2010". Sobre Passione, declarou[170] :

Cquote1.svg (...) nada foi mais decepcionante do que Passione. É até triste acompanhar o declínio de uma trama que começou tão sofisticada, ágil e com uma história vibrante chegar à sua reta final de forma tão melancólica. Brinquei até na redação que Silvio de Abreu deve ter escrito apenas os primeiros capítulos e, depois, largou a novela nas mãos dos colaboradores, porque não vi nada de sua inteligência nessa produção Cquote2.svg

Embora Passione tenha sido escolhida, ao lado de Tempos Modernos, a pior telenovela de 2010, e Carolina Dieckmann, uma das piores atrizes daquele ano, pela interpretação da personagem "Diana", a maior parte do elenco feminino foi vista de forma positiva[170] .

A atriz Irene Ravache foi eleita pela Associação Paulista de Críticos de Arte a melhor atriz de televisão do ano de 2010[171] . A atriz Gabriela Duarte foi a atriz mais reconhecida da produção, tendo sido eleita a melhor atriz de 2010 tanto pelo "Prêmio Arte Qualidade Brasil"[172] quanto pelos visitantes dos sites iG[173] e UOL[174] e indicada à categoria de "Melhor Atriz Coadjuvante" no Prêmio Extra de Televisão, promovido pelo jornal homônimo. A telenovela, indicada à seis categorias do prêmio, ganhou apenas três: "Melhor Ator Coadjuvante", "Melhor Novela" e "Melhor Figurino[175] . A telenovela receberia ainda o Troféu de Prata no Seoul International Drama Awards, concedido em agosto de 2011, na categoria "Drama Series"[176]

Problemas de sucessão[editar | editar código-fonte]

O ator Gabriel Braga Nunes durante o lançamento da telenovela Cidadão Brasileiro, que protagonizou na Rede Record.

Gilberto Braga e Ricardo Linhares estavam escalados para serem os responsáveis pela produção que sucederia Passione desde 2009. A trama, cujo título provisório chegou a ser "Lado a Lado"[177] , ganhou o título oficial de "Insensato Coração"[178] . Suas filmagens, previstas para terem início no último quadrimestre de 2010, na cidade de Florianópolis[179] [180] , foram realizadas em setembro, numa iniciativa que visava impedir que as gravações ocorressem no mesmo período em que a quantidade de turistas na cidade aumenta[181] .

Entretanto, o trio de protagonistas inicialmente escalado - Ana Paula Arósio, Fábio Assunção e Eriberto Leão - seria quase que integralmente substituído: Arósio faltou às gravações em mais de uma oportunidade, e, tendo acumulado ainda vários atrasos, acabou sendo desligada da produção em 13 de outubro de 2010[182] . Após sucessivas especulações sobre quem a sucederia, a atriz Paola Oliveira foi anunciada como a substituta em 18 de outubro de 2010[183] . No final do mês seguinte, Assunção faltou dois dias de gravação[184] , após as gravações em Florianopólis já terem se encerrado[185] e a produção se mudado integralmente para o Rio. O ator foi convocado pela direção da emissora para uma reunião emergencial[186] , e, em 2 de dezembro, anunciou seu desligamento da produção[187] .

A jornalista Patrícia Kogut, ligado ao jornal O Globo e ao portal de notícia Globo.com, ventilou quatro possíveis substitutos: Wagner Moura, Selton Mello, Rodrigo Santoro e Eduardo Moscovis[188] . Outros jornalistas também anunciaram tais profissionais como possíveis substitutos, incluindo os atores Márcio Garcia, Gabriel Braga Nunes e Malvino Salvador entre os concorrentes[185] [187] [189] . Garcia negou ter sido convidado[187] , e, em 3 de dezembro, o jornalista Flávio Ricco, do UOL, anunciou como "confirmada" a escolha do ator Gabriel Braga Nunes[190] .

Braga Nunes, que havia em 2010 saído da Rede Record e retornado à Globo numa aclamada participação no episódio "A Atormentada da Tijuca", da série As Cariocas, onde havia atuado ao lado de Paola Oliveira[191] [192] , acabou sendo oficialmente anunciado como o substituto de Assunção no mesmo dia. Os atrasos na produção de Insensato Coração, cuja estreia havia sido anunciada para 17 de janeiro de 2011 levaram à imprensa à especular que Passione poderia se estendida, não mais encerrando-se em 14 de janeiro - o que foi prontamente negado pelo autor Silvio de Abreu, quando questionado pela imprensa[193] [194] .

Notas

  1. A personagem adota a alcunha de "Clô Souza e Silva", assim como os apelidos de "Rainha do Lixo" e "Garota Reciclô"

Referências

  1. Classificação indicativa Ministério da Justiça. Página visitada em 12 de fevereiro de 2014.
  2. a b c Ricco, Flávio. "Passione" terá boas novidades musicais, UOL Televisão, 11 de maio de 2010 (visitado em 18-5-2010).
  3. Memória Globo. Passione - Ficha Técnica. Página visitada em 14 de janeiro de 2010.
  4. a b Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (20 de junho de 2010). Na novela "Passione", todos os caminhos levam a Bete Gouveia (em português) Coluna do Flávio Ricco. Folha de S. Paulo. Página visitada em 06-07-2010.
  5. a b Passione estreia nesta segunda com expectativa de esquentar horário nobre, R7, 17 de maio de 2010 (visitado em 17-5-2010): "A trama principal de Passione começa com a busca de Elizabete (Fernanda Montenegro) por seu filho Totó (Tony Ramos), mais de 50 anos depois de seu nascimento."
  6. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z (14 de maio de 2010) "Assim é se lhe parece" (em português). Revista Minha Novela (558): 6-7. São Paulo: Editora Abril. ISSN 15170179.
  7. a b c Prado, Miguel Arcanjo. Passione gera expectativa após marasmo de Viver a Vida. R7, 7 de maio de 2010 (visitado em 7-5-2010).
  8. (21 de maio de 2010) "Passione" (em português). Revista Dez Minutos (16): 28-29.
  9. a b c d (4 de junho de 2010) "Passione" (em português). Revista Minha Novela (561): 6-8. São Paulo: Editora Abril. ISSN 15170179.
  10. a b c d (25 de junho de 2010) "Passione" (em português). Revista Minha Novela (64): 6-9. São Paulo: Editora Abril. ISSN 15170179.
  11. a b c d e f g h i j k l Cruz, Monica. Passione: Romances e polêmicas à vista (em português) Estrelando. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  12. a b (28 de maio de 2010) "Passione" (em português). Revista Dez Minutos (17): 28-29.
  13. a b Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (03 de julho de 2010). Após rejeição, personagem de Maitê Proença em "Passione" muda de fase (em português) Coluna do Flávio Ricco. Folha de S. Paulo. Página visitada em 06-07-2010.
  14. Dias, Leo (6 de maio de 2010). Marcello Antony será gay em 'Passione' (em português) Retratos da Vida.. Página visitada em 07-07-2010.
  15. Dias, Leo (12 de maio de 2010). Marcello Antony é deselegante na festa de 'Passione' (em português) Retratos da Vida.. Página visitada em 07-07-2010.
  16. Reipert, Fabíola (13 de maio de 2010). Antony bate o pé, mas terá de aceitar papel de gay em novela (em português) R7.. Página visitada em 30-06-2010.
  17. Antony não será gay nem pedófilo, diz Silvio de Abreu (em português) R7. (21 de junho de 2010). Página visitada em 30-06-2010.
  18. Casado, Letícia (23 de junho de 2010). Marcello Antony diz que faria papel de pedófilo (em português) R7.. Página visitada em 30-06-2010.
  19. Castro, Daniel (16 de junho de 2010). Autor esconderá mistério de Antony até fim da novela (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 30-06-2010.
  20. Telespectadores famosos mostram frustração com revelação de Gérson em ‘Passione’ (em português) O Dia (1º de dezembro de 2010). Página visitada em 01-12-2010.
  21. Capixabas se decepcionaram com a revelação de Gerson em Passione (em português) A Gazeta (30 de novembro de 2010). Página visitada em 30-11-2010.
  22. Revelação do segredo de Gerson não alavanca audiência de "Passione" (em português) Folha de S. Paulo (30 de novembro de 2010). Página visitada em 30-11-2010.
  23. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas minhanovela
  24. (04 de junho de 2010) "Passione" (em português). Revista Dez Minutos (18): 28-29.
  25. a b (27 de agosto de 2010) "Passione: Está no ar" (em português). Revista Minha Novela (573): 6-11. São Paulo: Editora Abril. ISSN 15170179.
  26. Brasil, Jorge Luiz (19 de novembro de 2010). Estou enlouquecendo com os laços de família de Passione (em português) TV por Jorge Brasil.. Página visitada em 05-01-2011.
  27. Prado, Miguel Arcanjo. Silvio de Abreu rejeita público que vê novela por não ter mais o que fazer, R7, 17 de maio de 2010 (visitado em 17-5-2010).
  28. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (21 de julho de 2010). Record mexe na programação e adia minissérie para o ano que vem (em português) Coluna do Flávio Ricco. UOL. Página visitada em 21-07-2010. "Silvio de Abreu tem driblado perguntas sobre a reviravolta que vai marcar os próximos capítulos de “Passione” – a morte de um dos protagonistas."
  29. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (18 de julho de 2010). "Passione" terá a morte de importante personagem nos próximos capítulos (em português) Coluna do Flávio Ricco. UOL. Página visitada em 21-07-2010.
  30. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (20 de setembro de 2010). Ficou devendo (em português) Coluna do Flávio Ricco. UOL. Página visitada em 20-09-2010.
  31. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (08 de outubro de 2010). "Passione" agora toma rumo policial e de muito suspense (em português) Coluna do Flávio Ricco. UOL. Página visitada em 12-10-2010.
  32. Pereira Jr, Alberto (18 de outubro de 2010). Record fez convite a Werner Schünemann (em português) Zapping. Folha.com. Página visitada em 20-10-2010.
  33. Bomba em Passione: Arthurzinho é amigo íntimo de Laura (em português) Passione - Site oficial. Globo.com (18 de novembro de 2010). Página visitada em 06-01-2011.
  34. a b c d Na semana de Passione, Fred é preso (em português) Passione: Fique por dentro. Globo.com (09 de janeiro de 2011). Página visitada em 15-01-2011.
  35. a b (10 de dezembro de 2010) "Passione" (em português). Revista Minha Novela (588): 6-8. São Paulo: Editora Abril. ISSN 15170179.
  36. A morte de Diana (Carolina Dieckmann) foi o grande acontecimento da semana em Passione (em português) Fique por dentro - Passione. Globo.com (20 de dezembro de 2010). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  37. Mauro (Rodrigo Lombardi) avisa a Melina (Mayana Moura) que não a quer perto de Vitória (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (23 de dezembro de 2010). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  38. Mauro (Rodrigo Lombardi) expulsa Melina (Mayana Moura) do quarto e afirma que ela ajudou a matar Diana (Carolina Dieckmann) Vem por Aí - Passione. Globo.com (20 de dezembro de 2010). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  39. (3 de dezembro de 2010) "Passione" (em português). Revista Minha Novela (587): 8-10. São Paulo: Editora Abril. ISSN 15170179.
  40. Morte de Totó (Tony Ramos) agita a semana de Passione (em português) Passione. Globo.com (2 de janeiro de 2011). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.[ligação inativa]
  41. Clara (Mariana Ximenes) atira e mata Totó (Tony Ramos) (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (27 de dezembro de 2010). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  42. Gemma (Aracy Balabanian) avança em Clara (Mariana Ximenes) e a acusa de assassina (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (27 de dezembro de 2010). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  43. Bomba em Passione: Totó (Tony Ramos) está vivo! (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (7 de janeiro de 2011). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  44. Reta Final: Diogo (Daniel Boaventura) investiga Clara (Mariana Ximenes) desde a morte de Eugênio! (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (8 de janeiro de 2011). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  45. Reta Final: Totó (Tony Ramos) reúne a família e revela plano para desmascarar Clara (Mariana Ximenes) Vem por Aí - Passione. Globo.com (10 de janeiro de 2011). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  46. Reta final: Nem na prisão Clara e Valentina se entendem (em português) Passione: Vem por Aí. (07 de janeiro de 2011). Página visitada em 15-01-2011.
  47. a b FINAL: Apesar de inocente, Fred é condenado pelo assassinato de Saulo (em português) (14 de janeiro de 2011). Página visitada em 15-01-2011.
  48. Reta Final: Carro de Clara (Mariana Ximenes) explode durante fuga! Será o fim da vilã? (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (13 de janeiro de 2011). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  49. ÚLTIMO CAPÍTULO: Totó (Tony Ramos) descobre que Clara (Mariana Ximenes) está morta! (em português) Vem por Aí - Passione. Globo.com (14 de janeiro de 2011). Página visitada em 30 de janeiro de 2011.
  50. a b Brasil, Jorge Luiz (15 de janeiro de 2011). Passione teve o capítulo final mais morno que já vi. Mas acertei Clara como assassina. Viva! (em português) Blog do Jorge Brasil. M de Mulher. Página visitada em 20 de janeiro de 2011.
  51. FINAL: Clara é a grande assassina e Saulo o mentor da morte de Eugênio! (em português) Passione - Site oficial. Globo.com (14 de janeiro de 2011). Página visitada em 15-01-2011.
  52. a b Castro, Daniel (6 de dezembro de 2009). Intérprete de Maysa, Larissa Maciel será tímida em Passione (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  53. Kogut, Patrícia (18 de maio de 2010). Tony Ramos e Mariana Ximenes dançam antes de gravar cena de beijo (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010. "As primeiras cenas de "Passione" foram gravadas no fim de março, na região da Toscana."
  54. Dias, Leo (25 de abril de 2010). Estrelas gravam 'Passione' na Itália. Veja as fotos (em português) Retratos da Vida.. Página visitada em 07-07-2010.
  55. Kogut, Patrícia (08 de junho de 2010). Tony Ramos adianta: Totó se casa com Clara e novela terá duas viradas (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010.
  56. Kogut, Patríca (25 de maio de 2010). Totó se casará com Clara: 'E brigará com a família', diz Tony Ramos (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010.
  57. a b Ricco, Flávio (20 de abril de 2010). "Passione" inicia gravações na cidade cenográfica (em português) Coluna do Flávio Ricco. Folha de S. Paulo. Página visitada em 06-07-2010.
  58. Kogut, Patrícia (07 de junho de 2010). Grande elenco e produtor estreante (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010. "Parte das cenas do encontro de Bete (Fernanda Montenegro) e Totó (Tony Ramos) em “Passione” foi realizada na Itália. Parte está sendo gravada agora, no Projac."
  59. a b c Marthe, Marcelo. (2 de junho de 2010). "Tutti di nuovo!" (em português). Revista Veja (2167): 235. Editora Abril.
  60. a b Costa, Donizete. Trilhas de 'Passione' incluem clássicos italianos além de músicas de artistas brasileiros (em português) Revista da TV: O Globo. Agência O Globo. Página visitada em 21-07-2010.
  61. Marcello Antony grava cenas de "Passione" no autódromo de Interlagos - UOL
  62. Denise Sarracene (16 de março de 2010). A Itália volta a enfeitar 'Passione', a novela das nove da Globo (em português). Página visitada em 16-5-2010.
  63. a b Oliveira, Christian. 'Passione' estreia hoje na Globo, PB1, 17 de maio de 2010 (visitado em 18-5-2010).
  64. Rodrigo Lombardi grava “Passione” em fábrica no Piauí, diz jornal (em português) Portal Abril.com. Blog Chiado (27 de abril de 2010). Página visitada em 9-5-2010.
  65. Passione - Créditos (em português) Passione - Site oficial. Globo.com. Página visitada em 17-07-2010.
  66. Ricco, Flávio (29 de maio de 2010). Globo monta cidade cenográfica de "Passione" em cima de fotos (em português) Coluna do Flávio Ricco. Folha de S. Paulo. Página visitada em 06-07-2010.
  67. a b Castro, Daniel (5 de maio de 2010). Tony Ramos mistura italiano com português em Passione (em português) Portal R7. Blog do Daniel Castro. Página visitada em 7-5-2010.
  68. Kogut, Patrícia (25 de maio de 2010). Sotaque atrapalha ‘Passione’ (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010.
  69. a b c Huche, Marcella (18 de maio de 2010). Só o sotaque é Macarrônico (em português) Laboratório Pop. R7. Página visitada em 21-07-2010.
  70. Dias, Leo (19 de junho de 2010). Silvio de Abreu diminui italiano em novela para aumentar a audiência (em português) Retratos da Vida.. Página visitada em 07-07-2010.
  71. Castro, Daniel (29 de junho de 2010). Autor reduz ‘ritmo alucinado’ para ampliar ibope de Passione (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 06-07-2010.
  72. a b Castro, Daniel (4 de julho de 2010). ‘Só se preocupam com a novela’, reclama Silvio de Abreu (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 06-07-2010.
  73. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (02 de julho de 2010). Autor retarda confronto das personagens de Gabriela Duarte e Leandra Leal em "Passione" (em português) Coluna do Flávio Ricco. Folha de S. Paulo. Página visitada em 06-07-2010.
  74. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (25 de junho de 2010). Devido à audiência, "Passione" antecipa "grupo de discussão" (em português) Coluna do Flávio Ricco. Folha de S. Paulo. Página visitada em 06-07-2010.
  75. Confira a abertura de Passione (em português) Passione - Site oficial. (17 de maio de 2010). Página visitada em 29-06-2010.
  76. Redação de editores Abril (18 de maio de 2010). “Passione” tem uma bela abertura feita por Vik Muniz (em português) Chiado.. Página visitada em 29-06-2010.
  77. Orosco, Dolores (12 de maio de 2010). Vik Muniz cria abertura de 'Passione' e se diz 'filho da cultura de massa' (em português) G1 Pop & Arte.. Página visitada em 29-06-2010.
  78. Kogut, Patrícia (17 de maio de 2010). Nem sinal de Pasmanter (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010.
  79. Mazza, Florença (9 de julho de 2010). Conheça a dona do rosto da abertura de 'Passione'. Ela já fez novela (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 18-07-2010.
  80. a b c Castro, Daniel (27 de maio de 2010). Globo corta sexo de Passione (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 11-06-2010.
  81. Kogut, Patrícia (28 de maio de 2010). ‘Passione’ reeditada e seus efeitos (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 16-06-2010.
  82. Castro, Daniel (12 de junho de 2010). Cauã Reymond vai virar drogado na novela Passione (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 15-06-2010.
  83. Kogut, Patrícia (21 de maio de 2010). ‘Passione’ no ar na internet (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 16-06-2010.
  84. Castro, Daniel (20 de junho de 2010). Com a web, vida real virou série de TV, diz diretor da Globosat (em português) Blog do Daneil Castro. R7. Página visitada em 21-06-2010.
  85. Personagens de 'Passione' já têm perfil no Twitter (em português) Revista Veja. (17 de maio de 2010). Página visitada em 25-07-2010.
  86. A causa de los escándalos, ¿bajó el encendido en la Televisión Abierta? (em espanhol) El Intransigente. (9 de outubro de 2011). Página visitada em 26 de outubro de 2011.
  87. "Insensato Coração" deverá substituir "Araguaia" em Portugal (em português) NaTelinha. (20 de outubro de 2011). Página visitada em 26 de outubro de 2011.
  88. Daniel Castro (14 de novembro de 2011). Novela da Globo é cancelada na Argentina por baixa audiência (em português) Blog do Daniel Castro. R7.com. Página visitada em 14 de novembro de 2011.
  89. a b c Vanucci, José Armando (27 de abril de 2010). Elenco "peso pesado" é o diferencial de "Passione" (em português) Parabólica com José Armando Vanucci.. Página visitada em 27-08-2010.
  90. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas oglobo
  91. a b Rede Globo. Passione: Revelações, amores e intrigas (em português). Página visitada em junho de 2010.
  92. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas mexerico
  93. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas caras1
  94. Redação Estrelando R7. Passione: Marcelo Médici fala sobre personagem (em português). Página visitada em julho de 2010.
  95. Rede Globo. Personagens - Francesca (em português). Página visitada em julho de 2010.
  96. Hospital São Luiz. Em ação inédita, São Luiz marca presença na novela Passione (em português). Página visitada em junho de 2010.[ligação inativa]
  97. Mota, Beatriz (19 de junho de 2010). Irene Ravache diz que se arrepende de não ter investido mais na estética (em português). Página visitada em junho de 2010.
  98. Albanese, Mariana (8 de junho de 2010). Alexandra Richter aprende receita italiana (em português). Página visitada em julho de 2010.
  99. Vannucci, José Armando (24 de agosto de 2010). Francisco Cuoco e Irene Ravache dividem preferência de público em núcleo de humor de “Passione” (em português) Parabólica com José Armando Vannucci.. Página visitada em 27 de agosto de 2010.
  100. a b c d Castro, Daniel (17 de maio de 2010). Crítica: Em Passione, Silvio de Abreu resgata o novelão (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  101. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas estrelandoramos
  102. Gianecchini, Ximenes e elenco de Passione gravam na Itália (em português) Estrelando. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  103. a b c d e Gianecchini, Ximenes e elenco de Passione gravam na Itália (em português) Estrelando. 2 pp. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  104. a b Castro, Daniel (8 de novembro de 2009). Galãs de 30 a 40 anos estão em falta no mercado de atores (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  105. Marcello Antony e Cauã Reymond gravam Passione em São Paulo (em português) Estrelando. 6 pp. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  106. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas danielcastro3
  107. Marcello Antony e Cauã Reymond gravam Passione em São Paulo (em português) Estrelando. 2 pp. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  108. Redação Estrelando (9 de outubro de 2010). Passione: Vera Holtz está confirmada no elenco (em português) Estrelando.. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  109. Conheça a família de Cauã Raymond em Passione (em português) Estrelando. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  110. Marcello Antony e Cauã Reymond gravam Passione em São Paulo (em português) Estrelando. 3 pp. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  111. a b c Ferreira, Leonardo (18 de maio de 2010). 'Passione': Jéssica e Bruno se chamam de Moranguinho e Morangão (em português) Telinha. Jornal Extra (versão online). Página visitada em 26-05-2010.
  112. a b Redação Estrelando. Passione: Cuoco será pai de Gabriela Duarte (em português) Estrelando. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  113. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas estrelando1b
  114. Conheça a família de Cauã Raymond em Passione (em português) Estrelando. 3 pp. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  115. Marcello Antony e Cauã Reymond gravam Passione em São Paulo (em português) Estrelando. 4 pp. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  116. Maziero, Mariana (16 de abril de 2009). Germano Pereira estreia na TV em Passione (em português) R7. Página visitada em 26-05-2010.
  117. Keila Jimenez (24 de outubro de 2010). Cantor de cantina, Daniel Boaventura é chave de mistérios de "Passione" (em português) Folha de S.Paulo.. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  118. a b c d (4 de junho de 2010) "Caderno Novelas: Passione" (em português). Revista Tititi (612): 28-32. São Paulo: Editora Abril. ISSN 1415-9740.
  119. a b Kogut, Patrícia. Trio de ouro em ‘Passione’ (em português) Blog de Patrícia Kogut. O Globo. Página visitada em 03-06-2010.
  120. a b c d e f g Especial "Passione": Paixões e segredos em meio a paisagens turísticas e bucólicas (em português) Na Telinha. UOL. Página visitada em 16-06-2010.
  121. Marcello Antony e Cauã Reymond gravam Passione em São Paulo (em português) Estrelando. 5 pp. R7. Página visitada em 26-05-2010.
  122. Ilustrada (7 de junho de 2010). Carolina Dieckmann e Marcello Antony se casam no Dia dos Namorados (em português) Folha de S.Paulo. Folha.com. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  123. Elizabethe Antunes (14 de maio de 2010). Kate Lyra, de 'brasileiro é tão bonzinho', volta em 'Passione' (em português) Blog de Patrícia Kogut sobre Televisão. O Globo. Globo.com. Página visitada em 21 de julho de 2011.
  124. Kogut, Patrícia (27 de maio de 2010). Otto suprime palavrão por ‘Passione’ (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 16-06-2010.
  125. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas revistaveja2
  126. Castro, Daniel (18 de maio de 2010). Passione estreia com 36,5 pontos na prévia de SP (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 18-05-2010.
  127. Castro, Daniel (09 de junho de 2010). Net abre canais pagos e tira audiência da Globo, diz Ibope (em português) Blog de Daniel Castro. R7. Página visitada em 10-06-2010. "Segundo o Ibope, boa parte da audiência perdida pela TV aberta em maio migrou para canais pagos distribuídos pela Net, operadora da qual a Globo é sócia (...) O estrago dos OCNs está sendo maior justamente no horário de Passione."
  128. Castro, Daniel (2 de junho de 2010). ‘Outros canais’ disparam, e Band reduz diferença para SBT (em português) Blog de Daniel Castro. R7. Página visitada em 10-06-2010. "Além do crescimento da Band na faixa noturna, tiveram destaque no Ibope de maio a queda da Globo e a disparada dos chamados "outros canais", agrupamento de mais de 200 canais pagos e abertos"
  129. Prado, Miguel Arcanjo (9 de junho de 2010). Elenco estelar não levanta audiência de Passione (em português) R7. Página visitada em 10-06-2010.
  130. a b Kogut, Patrícia (1 de junho de 2010). ‘Passione’: crise de audiência (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 16-06-2010. "No sábado, a audiência de “Passione” chegou a 23,3. Foi menos que “Escrito nas estrelas”, que teve 23,6. Na média consolidada, ambas registraram 24 pontos."
  131. Brasil, Jorge (17 de maio de 2010). “Passione” à primeira vista! Adorei a novela. E você? (em português) Blog do Jorge Brasil. M de Mulher. Página visitada em 16-09-2010.
  132. Brasil, Jorge (21 de maio de 2010). Passione: Um banquete para os olhos e mentes mais exigentes (em português) TV por Jorge Brasil. Contigo!. Página visitada em 17-09-2010.
  133. Reipert, Fabíola (9 de junho de 2010). Ximenes é a verdadeira protagonista de Passione (em português) Blog da Fabíola Reipert. R7. Página visitada em 10-06-2010.
  134. Vanucci, José Armando (2 de junho de 2010). Maitê Proença e Mariana Ximenes começam a roubar as cenas em "Passione" (em português) Parabólica com José Armando Vanucci.. Página visitada em 27-08-2010.
  135. Brasil, Jorge (11 de julho de 2010). Falta sutileza a Reynaldo Gianecchini (em português) TV por Jorge Brasil.. Página visitada em 27-08-2010.
  136. Reynaldo Gianecchini rebate críticas ao vilão de "Passione" (em português) UOL Televisão. (27 de julho de 2010). Página visitada em 27-08-2010.
  137. Kogut, Patrícia (6 de junho de 2010). CRÍTICA: O grande elenco de ‘Passione’ (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 16-06-2010.
  138. a b Kogut, Patrícia (08 de dezembro de 2010). CRÍTICA/‘Passione’: história que não convence (em português) Blog de Patrícia Kogut. O Globo.. Página visitada em 26-12-2010.
  139. a b Final de "Passione" afronta o senso comum (em português) UOL. televisão.uol (15 de Janeiro de 2011). Página visitada em 15 de Janeiro de 2011.
  140. Stycer, Mauricio (4 de novembro de 2010). Quero minha “Passione” de volta (em português) Blog do Mauricio Stycer. UOL. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  141. Stycer, Mauricio (12 de outubro de 2010). “Passione” perde ao virar uma trama de Agatha Christie (em português) Blog do Mauricio Stycer. UOL. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  142. Brasil, Jorge Luiz (10 de dezembro de 2010). Afinal, o que quer Silvio de Abreu em Passione? (em português) TV por Jorge Brasil.. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  143. a b Crítica: Abusada, Passione desafiou regras do folhetim (em português) R7 (15 de Janeiro de 2011). Página visitada em 15 de Janeiro de 2011.
  144. Redação A Tarde Online (18 de maio de 2010). Passione: audiência na estreia é menor do que "Viver a Vida" (em português) A Tarde.. Página visitada em 29-05-2010.
  145. Kogut, Patrícia (18 de maio de 2010). Estreia marca 37 pontos de média (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 30-06-2010.
  146. Kogut, Patrícia (19 de maio de 2010). Programa tem temporada estendida (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 30-06-2010. "Anteontem, “Passione” rendeu para a TV Globo média de 37 pontos e share de 57%. O primeiro capítulo de sua antecessora, “Viver a vida”, cravou 43."
  147. Prévia: “Passione” registra péssima audiencia em seu segundo capítulo (em português) TamBem.COM. (19 de maio de 2010). Página visitada em 29-05-2010.[ligação inativa]
  148. Redação A Tarde Online (21 de maio de 2010). Passione: audiência em queda no horário nobre da Globo (em português) A Tarde.. Página visitada em 29-05-2010.
  149. Kogut, Patrícia (20 de maio de 2010). Audiências: terceiro capítulo de 'Passione' teve 33 pontos de média (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 30-06-2010.
  150. Kogut, Patrícia (19 de maio de 2010). Veja as principais audiências de terça-feira (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 30-06-2010.
  151. Maziero, Mariana (24 de maio de 2010). Passione não recupera ibope, mas convence especialista (em português) R7. Página visitada em 10-06-2010.
  152. Kogut, Patrícia (30 de maio de 2010). Veja as principais audiências do fim de semana (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 31-05-2010.
  153. "Passione" enfrenta queda de telespectadores no horário nobre (em português) Folha Online - Ilustrada. Folha de S. Paulo (2 de julho de 2010). Página visitada em 06-07-2010. "Apesar da boa história, a trama de Silvio de Abreu marcou apenas 32 pontos de média no ibope nos seus primeiros 38 capítulos."
  154. Mazza, Florença (22 de setembro de 2010). Audiências: 'Passione' bate recorde com 38 pontos e 63% de share (em pt) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  155. Pereira Jr., Alberto (6 de outubro de 2010). 'Passione' bate 40 pontos no Ibope (em português) Zapping. Folha de S.Paulo. Folha.com. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  156. 'Passione' registra recorde de audiência com morte de Diana (em português) Gazetaweb.com. (21 de dezembro de 2010). Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  157. Clara mata Totó e 'Passione' registra recorde de audiência (em português) Gazetaweb.com. (28 de dezembro de 2010). Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  158. Com a morte de Totó, 'Passione' bate recorde de audiência data=28 de dezembro de 2010 (em português) Terra. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  159. Antunes, Elizabete (28 de dezembro de 2010). 'Passione' bate recorde com 46 pontos. Confira o ibope de ontem (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 25 de janeiro de 210.
  160. Mazza, Florença (05 de janeiro de 2011). Audiências: 'Malhação', 'Araguaia' e 'Passione' batem seus recordes (em português) Patrícia Kogut: O Globo.. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  161. Passione é a novela com menor ibope, diz jornal (em português) R7. entretenimento.r7.com (9 de dezembro de 2010). Página visitada em 09-12-2010.
  162. Volta de Totó rende 40 pontos de audiência para Passione (em português) ClickPB. (9 de janeiro de 2011). Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  163. a b 'Passione' chega ao fim com 52 pontos; confira os desfechos (em português) Gazetaweb.com. (15 de janeiro de 2011). Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  164. Prado, Miguel Arcanjo (17 de janeiro de 2011). Passione termina com pior ibope da Globo no horário (em português) Blog da Fabíola Reipert.. Página visitada em 25 de janeiro de 2011.
  165. Ao contrário da TV, "Passione" supera "Viver a Vida" em acessos na internet (em português) Na Telinha. UOL (20 de janeiro de 2011). Página visitada em 20 de janeiro de 2011.
  166. a b Brasil, Jorge Luiz (14 de janeiro de 2011). O que foi bem e foi mal em Passione, que teve o último capítulo mais chato da história. Mas gostei de Clara ter sido a assassina! (em português) TV por Jorge Brasil. Contigo!. Página visitada em 15-01-2011.
  167. Sulina, Vanessa (14 de janeiro de 2011). Título não preenchido, favor adicionar (em português) R7.. Página visitada em 15-01-2011.
  168. Oliveira, Elisa (13 de janeiro de 2011). Final de Passione: o que está In e Out (em português) In & Out.. Página visitada em 15-01-2011.
  169. Último capítulo de Passione reforça as marcas autorais de Silvio de Abreu: suspense e mortes (em português) Veja.com. (14 de janeiro de 2011). Página visitada em 16-01-2011.
  170. a b Brasil, Jorge Luiz (03 de janeiro de 2011). O MELHOR E O PIOR DE 2010 (em português) TV por Jorge Brasil - Contigo!.. Página visitada em 06-01-2011.
  171. Irene Ravache é escolhida a melhor atriz do ano pela APCA; veja vencedores (em português) Ilustrada. Folha.com. (14 de dezembro de 2010). Página visitada em 29-12-2010.
  172. Arte Qualidade Brasil 2010 (em português) Prêmio Arte Qualidade Brasil.. Página visitada em 05-01-2011.
  173. Melhores & Piores 2010 (em português) TV & Novelas - iG. (20 de dezembro de 2010). Página visitada em 29-12-2010.
  174. "Ti-Ti-Ti" é eleita melhor novela pelos internautas na votação Melhores do Ano de PopTevê (em português) UOL. (29 de dezembro de 2010). Página visitada em 19 de janeiro de 2011.
  175. Brasil, Jorge Luiz (08 de dezembro de 2010). Surpresas no Prêmio Extra de Televisão: Passione é eleita a Melhor Novela e Nathália Dill é a Melhor Atriz de 2010 (em português) Blog do Jorge Brasil. M de Mulher. Página visitada em 19 de janeiro de 2011.
  176. http://www.globotvinternational.com/newsDet.asp?newsId=193
  177. Kogut, Patrícia (6 de junho de 2010). Na Paraíba (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 16-06-2010. "Convidado para fazer “Lado a lado”, novela de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, Lázaro Ramos ainda não deu sua resposta."
  178. Kogut, Patrícia (11 de junho de 2010). ‘Insensato coração’ é o nome da novela (em português) Patrícia Kogut: O Globo. O Globo. Página visitada em 16-06-2010.
  179. Castro, Daniel (24 de junho de 2010). Próxima novela das oito será ambientada em Florianópolis (em português) Blog do Daniel Castro. R7. Página visitada em 24-06-2010.
  180. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (20 de julho de 2010). Substituta de "Passione" começa a gravar em setembro (em português) Coluna do Flávio Ricco. UOL. Página visitada em 21-07-2010.
  181. Globo antecipa gravações de "Insensato Coração" para driblar turistas de Florianopólis (em português) Na Telinha. UOL (04 de agosto de 2010).
  182. Reipert, Fabíola (14 de outubro de 2010). Saída de Ana Paula Arósio de novela foi conturbada (em português) Entretenimento R7.. Página visitada em 03-12-2010.
  183. Redação R7 (18 de outubro de 2010). Paola Oliveira substitui Ana Paula Arósio em novela (em português) Entretenimento R7.. Página visitada em 03-12-2010.
  184. Redação R7 (29 de novembro de 2010). Suspeita de recaída pode afastar Fábio Assunção de novela das oito (em português) Entretenimento R7.. Página visitada em 03-12-2010.
  185. a b Jimenez, Keila (1º de dezembro de 2010). Márcio Garcia deve substituir Fábio Assunção (em português) Folha.com - Blog Outro Canal. outrocanal.folha.blog.uol.com.br. Página visitada em 03-12-2010.
  186. Redação R7 (29 de novembro de 2010). Globo decide futuro de Fábio Assunção em Insensato Coração nesta segunda (29) (em português) Entretenimento R7.. Página visitada em 03-12-2010.
  187. a b c Pereira, Alberto (1º de dezembro de 2010). Globo procura vilão; Fábio Assunção prioriza saúde (em português) Zapping. Folha de S.Paulo.. Página visitada em 03-12-2010.
  188. Kogut, Patrícia (2 de dezembro de 2010). Saiba quem pode substituir Fábio Assunção em 'Insensato coração' (em português) Blod de Patrícia Kogut. oglobo.globo.com/cultura/kogut. Página visitada em 03-12-2010.
  189. Ferreira, Leonardo (3 de dezembro de 2010). Gabriel Braga Nunes vai ao Projac e deve substituir Fábio Assunção (em português) Telinha (Jornal Extra). extra.globo.com/blogs/telinha. Página visitada em 03-12-2010.
  190. Ricco, Flávio; Nery, José Carlos (3 de dezembro de 2010). Confirmado: Gabriel Braga Nunes é o escolhido para substituir Fábio Assunção em "Insensato Coração" (em português) Coluna do Flávio Ricco. televisao.uol.com.br/colunas/flavio-ricco. Página visitada em 03-12-2010.
  191. Kogut, Patrícia (7 de novembro de 2010). CRÍTICA: Gabriel Braga Nunes brilha em ‘As cariocas’ (em português) Blog de Patrícia Kogut.. Página visitada em 03-12-2010.
  192. Brasil, Jorge (6 de novembro de 2010). Gabriel Braga Nunes e Paola Oliveira, irresistíveis em A Atormentada da Tijuca, de As Cariocas (em português) Jorge Brasil. M de Mulher - Editora Abril. mdemulher.abril.com.br/blogs/jorge-brasil/. Página visitada em 03-12-2010.
  193. Redação Quem Online (3 de dezembro de 2010). Silvio de Abreu: "Passione não será esticada" (em português) Quem Online. revistaquem.globo.com. Página visitada em 03-12-2010.
  194. Pereira, Alberto (3 de dezembro de 2010). "Passione não será esticada", diz Silvio de Abreu (em português) Zapping. Folha de S. Paulo. folha.uol.com.br/colunas/zapping. Página visitada em 03-12-2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ouça o artigo (info)
Este áudio foi criado a partir da revisão datada de 15 de janeiro de 2013 e pode não refletir mudanças posteriores ao artigo (ajuda com áudio).