Pat Morita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pat Morita
Morita como Sr. Miyagi no filme The Karate Kid de 1984.
Nome completo Noriyuki Morita
Outros nomes Pat
Nascimento 26 de julho de 1932
Sacramento, CA
 Estados Unidos
Morte 24 de novembro de 2005 (73 anos)
Las Vegas, NV
 Estados Unidos
Ocupação ator
Atividade 1967 - 2005

Noriyuki "Pat" Morita (Sacramento, 28 de Junho de 1932 - Las Vegas, 24 de Novembro de 2005) foi um ator nipo-americano mais conhecido pelos papéis de Arnold no show de TV Happy Days e o Sr. Miyagi no filme Karatê Kid, pelo qual foi indicado para o Óscar de melhor ator coadjuvante em 1984.

Foi dublado no Brasil pelos também falecidos Magalhães Graça, Garcia Neto e Eleu Salvador.

Juventude[editar | editar código-fonte]

Morita nasceu em Isleton, California. Filho de imigrantes japoneses; seu pai era um empresário dono de uma loja de presentes em chinatown.[1] Morita desenvolveu tuberculose espinhal aos dois anos e passou a maior parte dos próximos nove anos nos hospitais do norte da Califórnia, incluindo o "Shriners Hospital" em San Francisco. Por longos períodos ele teve o corpo inteiro envolto por ataduras e lhe foi dito que nunca caminharia. Frequentemente sozinho e isolado, o jovem Morita fazia fantoches de meias para se divertir. Ele atuou nas ruas algumas vezes, ganhando algum dinheiro extra.

Depois que um cirurgião ligou quatro vértebras em sua coluna, Noriyuki finalmente aprendeu a andar aos 11 anos. Nesta época, sua família nipo-americana foi enviada para um campo de concentração para serem detidos pela duração da II Guerra Mundial ele foi transportado do hospital diretamente ao campo do rio Gila no Arizona para unir-se a eles. Nesta época ele conheceu um padre católico do qual ele posteriormente tomaria seu nome artístico "Pat". Por algum tempo após a guerra, a família gerenciou o "Ariake Chop Suey", um restaurante em Sacramento. O adolescente "Nori" iria entreter seus clientes com piadas e servir como mestre de cerimônias para jantares.

Noriyuki formou-se na Armijo High School em Fairfield, brevemente depois se mudou de volta para a área de Sacramento, onde tomou um emprego na "Aerojet-General", uma companhia aeroespacial que desenhava e manufaturava motores de foguetes.

Somente depois de subir na empresa até chefe do departamento de operações computacionais é que Morita, já casado, pai e bastante obeso, decidou que havia tomado o caminho errado em sua vida. Ele se demitiu e tornou-se um comediante "stand-up". Frequentemente chamado de "the Hip Nip" no seu ato, ele se tornou um membro de uma trupe de comédia de improviso "The Groundlings".

Carreira no Cinema e na Televisão[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro papel em filme foi um capanga estereotípico em Thoroughly Modern Millie (1967). Ele também atuou como o Vice-almirante "Ryunosuke Kusaka", no filme Midway em 1976. Depois, um papel recorrente como o Capitão do Exército sul-coreano "Sam Pak" na série M*A*S*H o ajudou a avançar em sua carreira de ator comediante.

Ele também teve um papel recorrente no show Happy Days comos Matsuo "Arnold" Takahashi, dono do restaurante Arnold's. Depois da primeira temporada (1975–1976), ele deixou Happy Days para estrelar como o inventor Taro Takahashi em seu próprio show, Mr. T and Tina, a primeira série asiático americana na rede de TV estadunidense. A série foi colocada nos Sábados à noite pela ABC e foi rapidamente cancelada depois de um mês no outono de 1976. Em 1977, Morita estrelou no breve Blansky's Beauties como Arnold. Morita eventualmente retornou a Happy Days, reprisando seu papel na temporada de 1982–1983. Apareceu num episódio de The Odd Couple, e também teve um papel recorrente na série da NBC Sanford and Son em meados de 1970, como um chefe de cozinha japonês chamado "Ah Chew".

Morita ganhou fama mundial como o sábio professor de karatê Keisuke Miyagi que ensinou o jovem "Daniel-san" (Ralph Macchio) em The Karate Kid, um filme que incluiu a famosa citação "Pra cima, pra baixo" e também ensinou a jovem "Julie-san" (Hilary Swank) em The Next Karate Kid. Entretanto na vida real ele não sabia karatê e falava inglês fluentemente. Ele foi indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante bem como o Golden Globe de melhor ator coadjuvante e atuou novamente como Sr. Miyagi em três sequências. Apesar de vir usando o nome de "Pat Morita" por anos, o produtor Jerry Weintraub sugeriu que Pat fosse creditado com seu nome real para soar mais "étnico'.[2]

Morita atuou como Tommy Tanaka no filme para TV Amos (pelo qual foi indicado para o Golden Globe Award e o Emmy Award), estrelando Kirk Douglas. Ele então estrelou como o personagem título num programa de detetive da ABC Ohara que foi ao ar em 1987 e terminou um ano depois devido à baixa audiência. Ele então escreveu e estrelou no filme sobre a II Guerra Mundial Captive Hearts (1987).

O ator "Pat" Morita também atuou em 1999 no filme Inferno como Jubal Early, ao lado do astro Jean Claude Van Damme. Mais tarde em sua carreira, Morita estrelou um seriado na Nickelodeon The Mystery Files of Shelby Woo teve um papel recorrente na comédia The Hughleys. Ele também atuou em um episódio de Um Amor de Família, estrelou o curta, Talk To Taka, de certa maneira reprisando seu papel de Arnold, com um chef de sushi que dá conselhod pra quem o escutar. Em 1998, Morita dublou a voz do Imperador da China na 36ª animação da Disney Mulan e reprisou o papel em Kingdom Hearts II e Mulan II, uma sequência direct-to-video.

Morita fez uma aparição na música "Movies" de Alien Ant Farm (2001), parodiando seu papel em The Karate Kid. De certa maneira, ele também reprisaria este papel na série animada Robot Chicken. No episódio S&M Present, assume-se que ele é o Sr. Miyagi, mas ele imediatamente nega dizendo "Em primeiro lugar, eu sou Pat *expletivo* Morita, seu *expletivo*!" Ele ensina Karate a Joey Fatone para derrotar os capangas da e Yakuza que mataram os outros membros do 'N Sync.

Um dos últimos papéis de Morita foi como Mestre Udon no episódio "Ilha do Karate" da série Bob Esponja. O episódio foi dedicado a ele após a sua morte 6 meses depois da primeira veiculação.[3] Um de seus últimos papéis em filmes foi no filme independente Only the Brave (2005), sobre o "442º Regimento de Infantaria" dos EUA, onde ele interpreta o pai do ator principal (e diretor) Lane Nishikawa. Seu último filme foi Royal Kill que também estrelou Eric Roberts, Gail Kim, e Lalaine e foi dirigido por Babar Ahmed.

Na vida real, Morita falava inglês com um sotaque americano mas frequentemente era elencado para um sotaque japonês ou coreano.

Morte[editar | editar código-fonte]

Morita morreu de causas naturais em 24 de novembro de 2005 em sua casa em Las Vegas, Nevada aos 73 anos.[4] [5] Foi cremado e suas cinzas foram colocadas no "Palm Green Valley Mortuary and Cemetery".[6]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pat Morita Biography (1932?-2005) (em inglês).
  2. The Glittering Eye » Blog Archive » Pat Morita, 1932-2005.
  3. Karate Island (Episode) - SpongePedia (em inglês).
  4. Karate Kid actor Pat Morita dies (em inglês). Visitado em 6 de maio de 2010.
  5. Cinema perde Pat Morita (em português). Visitado em 6 de maio de 2010.
  6. Movie Fans Mourn the Loss of Film Star Pat Morita (em inglês). Visitado em 6 de maio de 2010.