Patmos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Localização da ilha de Patmos

Patmos (em grego, Πάτμος) é uma pequena ilha da Grécia a 55 km da costa SO da Turquia, no mar Egeu. É uma das ilhas do Dodecaneso, e possui uma área total de 34,6 km² e uma população de 2700 habitantes (2002).

Constitui uma municipalidade grega com capital em Hora (ou Chora) que às vezes erroneamente é chamada de Patmos. Skala é o único porto.

A ilha é dividida em duas partes quase iguais, uma do norte e outra do sul, unidas por um estreito istmo. A vegetação é limitada, e o relevo, formado de montes relativamente baixos, cujo pico mais alto é o Profitis Ilias (269 m).

História[editar | editar código-fonte]

O porto de Skala, na ilha de Patmos

Conhecida por ser o local para onde o apóstolo João foi exilado — conforme consta na introdução do livro bíblico de Apocalipse —, Patmos foi usada como um lugar de banimento durante os tempos romanos. Segundo uma tradição preservada por Ireneu, Eusébio, Jerônimo e outros, o exílio de João aconteceu em 95 ou 96 d.C., no ano décimo quarto do reinado de Domiciano. A tradição local ainda aponta a caverna onde João teria recebido a revelação para escrever o livro.[1]

Desde 1522, a ilha foi diversas vezes controlada pelos turcos, sendo capturada pelos italianos em 1912. Em 1948 passou definitivamente ao controle grego.

Em 1999, o centro histórico de Chora, o Mosteiro de São João, o Teólogo e a Caverna do Apocalipse, foram declarados como Património Mundial pela UNESCO.

Referências

  1. Smith, William, Dr. Verbete para 'Patmos' no "Smith's Bible Dictionary". [1] 1901.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Grécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.