Atenágoras I de Constantinopla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Patriarca Atenágoras I)
Ir para: navegação, pesquisa
Atenágoras I
Αριστοκλής Σπύρου
Atenágoras I (1967)
Nascimento 25 de março de 1886
Flag of Greece.svg Épiro, Grécia
Morte 7 de julho de 1972
Flag of the Greek Orthodox Church.svgFlag of Turkey.svg Constantinopla, Turquia
Nacionalidade Flag of Greece.svg Grego
Ocupação Flag of the Greek Orthodox Church.svg Patriarca Ecumênico

Atenágoras I (em grego: Αθηναγόρας Α', transl. Athinagóras; nascido Αριστοκλής Σπύρου, transl. Aristocles Spyrou) nasceu em 25 de março de 1886 em Épiro, na Grécia e foi de 1948 até seu falecimento aos 7 de julho de 1972 Patriarca Ecumênico. Revogou a excomunhão da Cristandade Ocidental que havia desde o Cisma de 1054.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiros Anos[editar | editar código-fonte]

Filho de médico, aos 13 anos era órfão de mãe. Ingressou na Escola Teológica de Halki onde, em 1910, graduou-se e, em seguida, foi criado diácono com o nome religioso de Atenágoras. Manteve-se Arqui-diácono da Diocese de Pelagônia até que, em 1919, ascendeu a secretário de Melécio IV Metaxakis, arcebispo. Após 12 anos de diaconia, ascendeu ao Episcopado como Metropolita de Corfu.

Durante o bispado de Fócio II, recebeu do Metropolita Damaskinos a indicação para Arcebispo Greco-ortodoxo da América. Aceito aos 30 de agosto de 1930, tornou-se arcebispo pelas mãos do Patriarca em 24 de fevereiro de 1931. Teve, por esse tempo, a tarefa de dirigir a diocese que se encontrava dividida entre gregos monarquistas e venizelistas - divisão na qual se incluiam os próprios bispos. Como política de governo, centralizou o poder clerical em suas mãos e dirigiu os demais bispos como auxiliares. Após a reorganização arquidiocesana, fundou a Escola Teologal da Santa Cruz (em inglês: Holy Cross School of Theology).

Patriarcado[editar | editar código-fonte]

Patriarca Atenágoras I

Ainda na América, foi eleito Patriarca Ecumênico em sucessão a Máximo V, 1 de novembro de 1948. Para seu retorno à Constantinopla, foi cedido pelo presidente americano Harry Truman o avião presidencial. Foi entronizado em janeiro de 1949.

Seu encontro com o papa Paulo VI em 1964, na cidade de Jerusalém, foi importante no sentido de anular as excomunhões do Grande Cisma do Oriente de 1054. Foi um passo significativo em restaurar a comunhão entre a igreja de Roma e a de Constantinopla. Esse encontro produziu a declaração de União Católico-Ortodoxa em 1965, simultaneamente ao encontro público do Concílio Vaticano II e uma cerimônia especial em Istambul. A declaração não acabou com o cisma, mas mostrou um grande desejo de reconciliação entre ambas as igrejas, representados por Paulo VI e Atenágoras I. Contudo, essa declaração de união católico-ortodoxa não foi aceita por todos os bispos da Igreja Ortodoxa.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Atenágoras I
(1948 - 1972)
Precedido por: Cruz ortodoxa.png
Lista dos patriarcas grego ortodoxos de Constantinopla
Sucedido por:
Máximo V Demétrio I