Patrice Chéreau

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Patrice Chéreau
No 66º Festival de Veneza
Nascimento 2 de novembro de 1944
Lézigné, França
Morte 7 de outubro de 2013 (68 anos)
Paris, França
Nacionalidade França Francês

Patrice Chéreau (Lézigné, 2 de novembro de 1944 — Paris, 7 de outubro de 2013) foi um ator, cineasta, realizador, encenador e produtor francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Patrice Chéreau nasceu em Lézigné, Maine-et-Loire, e foi para a escola em Paris. Ainda jovem, tornou-se conhecido para os críticos parisienses como diretor, ator e diretor de cena da sua escola de teatro. Aos 15 anos, foi entusiasticamente comemorado como um prodígio do teatro. Em 1964, com 19 anos, começou a dirigir para teatro profissional.

Em 1976, no centenario de Der Ring des Nibelungen, dirigido por Pierre Boulez e encenação de Patrice Chéreau.

Em 1966 criou um Public-Theatre, no subúrbio parisiense de Sartrouville. Em 1969, encenou sua primeira ópera. No ano seguinte, estabeleceu uma relação estreita com a liderança do Piccolo Teatro, em Milão, Paolo Grassi e Giorgio Strehler. Em 1975, trabalhou na Alemanha pela primeira vez dirigindo Lear por Edward Bond. Várias vezes colaborou com Claude Stratz.

A maior produção de Chéreau foi a encenação em 1976, no centenário da tetralogia de Richard Wagner Der Ring des Nibelungen no Festival de Bayreuth, conduzida por Pierre Boulez.

Faleceu em 7 de outubro de 2013 em Paris, vítima de câncer de pulmão.[1]

Teatro (realizador)[editar | editar código-fonte]

  • 1981 - Peer Gynt de Ibsen no Amandiers - gravado para TV
  • 1985 - La Fausse suivante de Marivaux no Amandiers - gravado para TV
  • Combat de Nègre et de Chiens de Bernard-Marie Koltès no Amandiers
  • 1985 - Quai Ouest de Bernard-Marie Koltès no Amandiers
  • 1986 - Dans la solitude des champs de coton de Bernard-Marie Koltès no Amandiers - gravado para TV
  • 1988 - Le Retour au Désert de Bernard-Marie Koltès no Amandiers
  • 1989 - Hamlet no Amandiers - gravado para TV
  • 1992 - Le Temps et la Chambre de Botho Strauss no Odéon - gravado para TV
  • 1995 - Dans la solitude des champs de coton no Ivry, Wiener Festwochen e Brooklyn Academy of Music - gravado para TV
  • 2003 - Phèdre de Racine no Odéon e Wiener Festwochen - gravado para TV/DVD

Ópera (encenação)[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Realizador[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

(companhia "Azor Films")

  • 2005 - Così fan tutte (TV)
  • 2005 - Gabrielle
  • 2003 - Son frère
  • 2001 - Intimacy
  • 1995 - Patrice Chéreau, Pascal Greggory, une autre solitude (TV documentário)
  • 1986 - Chéreau - L'envers du théâtre (TV documentário)
  • 1983 - L'Homme blessé

Ator[editar | editar código-fonte]

Próprio[editar | editar código-fonte]

  • 2004 - Freedom to speak
  • 1995 - Patrice Chéreau, Pascal Greggory, une autre solitude (TV)
  • 1987 - Il était une fois dix neuf acteurs (TV)
  • 1986 - Chéreau - L'envers du théâtre

Notável na TV[editar | editar código-fonte]

  • 2003 - Claude Berri, le dernier nabab(TV)
  • 2002 - Bleu, blanc, rose (TV)

Referências

  1. Morre em Paris o diretor de cinema e óperas Patrice Chéreau. G1 (7 de outubro de 2013). Página visitada em 7 de outubro de 2013.
  2. Tim Ashley (4 junho 2007). From the House of the Dead. The Guardian. Página visitada em 2007-09-07.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cineastas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.