Paty (personagem)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Patty
Língua original Espanhol
Idade 8
Origem México
Dublagem Brasil Cecília Lemes, Leda Figueiró
Temporada(s) 1972-1991
Série Chaves
Primeira aparição As Novas Vizinhas
Interpretado por Ana Lilian de la Macorra, Rosita Bouchot, Verónica Fernández
Projecto Televisão  · Portal Televisão

Paty ou Patty é uma personagem do seriado Chaves. Ela mora no apartamento 24 ou 23 acima da escada, nas três primeiras vesões da saga "As Novas Vizinhas". Na versão do Programa Chespirito, a casa fica no segundo pátio. No seriado original, a Paty ocupava a casa do Jaiminho.

Paty foi interpretada por quatro atrizes: a primeira foi Maribel Fernandez (1972), a segunda foi Rosita Bouchot (1975), A terceira e mais conhecida no Brasil foi Ana Lilian de la Macorra (de 1978 a 1979), a quarta versão foi interpretada por Patty Strevel, filha da atriz María Antonieta de Las Nieves.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Paty fez sua estreia em 1972 na primeira temporada da série durante a saga de três sketchs "As Novas Vizinhas", sendo interpretada por uma atriz de nome desconhecido. A história focava na chegada de Patty e sua tia Glória no cortiço, encantando imediatamente os homens e meninos da vila.

A saga foi regravada em 1975, agora com quatro episódios e Patty sendo interpretada por Rosita Bouchot. Apesar do primeiro desses episódios ter sido exibido no Brasil antes do lançamento dos episódios perdidos de 2012 com o título de "Dia Internacional da Mulher", ele não conta com a participação de Patty, enquanto Glória não é mencionada pelo nome.

Para a sétima temporada (1978), a saga é refeita mais uma vez com Ana Lilian de la Macorra, assistente de produção do programa Chapolin, interpretando Paty. Desta vez, Patty se torna uma personagem secundária e participa inclusive de episódios na escolinha e no restaurante, permanecendo na série até 1979. Até o início de 2012, essa foi a única versão da personagem a ser exibida no Brasil.

A última versão de "Novas Vizinhas" foi feita em 1987 no Programa Chespirito, agora com Paty Strevel. Esta versão trouxe muitas modificações, Glória se torna madrinha ao invés de tia, Quico e Seu Madruga não estão mais presentes, e saga conta com apenas dois episódios. Strevel também se tornou parte do elenco de apoio da série voltando para alguns outros episódios.

Personalidade[editar | editar código-fonte]

É uma menina encantadora, principalmente para Chaves e Quico. Quando os meninos a veem ficam encantados com ela, e dão para ela refrescos, brinquedos, como a bola do Quico, a bolinha do Chaves. Por isso deixa a Chiquinha com raiva, que a leva a fazer armadilhas, sempre para deixá-la triste, e, de vez em quando, a Chiquinha tenta bater nela. Ela também é rival da Paty no sonho de Chaves no episódio "Os sonhos do restaurante", pois Chaves em seu sonho, sempre quer o bolo que Paty traz com ela, deixando Chiquinha com raiva, chegando a ponto de jogar o bolo no rosto de Paty, com a intenção de deixá-la triste. É apaixonada por Chaves (e ele é por ela), o que deixa sua arqui-inimiga com raiva.

Além disso quando Chiquinha convida o Chaves para brincar de comidinha, e outras brincadeiras, ele se recusa brincar com ela, e quando a Paty aparece ele aceita brincar, deixando a Chiquinha com mais raiva ainda.

Brinquedos[editar | editar código-fonte]

Em todas as versões, Paty tem um brinquedo que carrega a todo lugar e era roubado por Chiquinha em alguma ocasião. O primeiro foi uma boneca de pano com pernas longas. nas versões seguintes, passa a ser um urso de pelúcia para diferenciá-la da personagem Pópis que era caracterizada por também ter uma boneca. O urso mudou em cada versão: preto com uma touca na segunda, branco na terceira, verde claro e bem pequeno na quarta. Em algumas ocasiões, era também vista com uma bola.

Desenho[editar | editar código-fonte]

Paty aparece com mais frequência nos episódios do desenho, como "Um amor chegou à vizinhança", "A namorada do Chaves", "As olimpíadas", entre outros, ao contrário do seriado, onde ela aparecia raramente. Possivelmente, isso se deve a ausência da Chiquinha no desenho, onde a principal rival dela é Pópis. Ambas se desafiam para ver quem é a melhor (inclusive, aos olhos do Chaves) e ora brigam bastante, ora se dão bem.

Teve dois visuais: na segunda metade da primeira temporada usava uma roupa de jardineira laranja, e a partir da segunda passou a usar um lindo vestido verde.

Assim como no Clube do Chaves, no desenho, ela também mora no segundo pátio, no apartamento da escada, já que o apartamento da escada do primeiro pátio é ocupado por Jaiminho. Nos primeiros episódios, os apartamentos são opostos (Paty mora no primeiro pátio e Jaiminho no segundo). Diferente da série, no desenho, Paty parece corresponder aos sentimentos do Chaves e mesmo quer namorá-lo quando crescerem.

Ela é dublada por duas pessoas, a primeira voz foi de Leda Figueró (dubladora brasileira da personagem, no seriado original). A segunda foi dublada por Aline Ghezzi.

Vozes[editar | editar código-fonte]

A primeira voz da Paty também foi a segunda voz de Chiquinha Cecília Lemes, depois foi por Leda Figueró Leda Figueiró tambem dublou Paty no desenho apenas na primeira temporada substituída por Aline Guezzi .

Relação com outros personagens[editar | editar código-fonte]

Chaves - Paty tem uma relação amistosa e amorosa com o Chaves.

Quico - Paty possui também uma boa relação com Quico, que por sua vez é apaixonado por ela. Ele e Chaves disputam o amor da bela garota.

Chiquinha - A sua inimiga e rival, Chiquinha fica com ciúme quando Paty se dá bem com o Chaves.

Glória - Tem uma boa relação entre tia e sobrinha. No Programa Chespirito, as personagens passam a ser madrinha e afilhada.

Nhonho - Nos episódios da escola (no seriado), a interação entre eles não é mostrada, sendo que no episódio do "Dia das Crianças" ambos demonstraram atritos entre si. Nas esquetes dos anos 80, Nhonho chegou a se apaixonar pela menina, brigando com o Chaves pelo amor dela. Na série animada, eles são apenas amigos.

Pópis - No seriado, a relação entre duas não é mostrada. Na série animada, elas têm uma relação de amizade e, ao mesmo tempo, de inimizade, que serve para compensar a ausência da Chiquinha.

Seu Madruga - Seu Madruga é um dos poucos personagens que não possuem atritos entre eles e a Paty. Seu Madruga chega a defendê-la contra as maldades da Chiquinha.