Pau de fita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A dança do pau-de-fitas ou dança das fitas é uma dança folclórica coreografada originária da Europa.

A coreografia desenvolve-se como uma ciranda de participantes que orbitam ao redor de um mastro central (pau) fincado no chão. O peculiar é que no topo do mastro são presas as pontas de longas fitas coloridas, cuja extremidade pendente é sustentada por cada dançante. Durante a translação em zigue-zague em torno do fulcro central, as fitas vão sendo trançadas, encurtando a parte pendente até que fique impossível prosseguir. Faz-se após o movimento contrario, destrançando as fitas.

Há variações na música e instrumentos por causa da regionalização.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Chamada de dança das Fitas ou do Mastro faz parte dos festejos da dança de Garvão. Nos Açores é chamada de dança do Cadarço.

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil teve grande popularidade durante as festas de Reis, do Divino, do Natal, do Ano-bom. Hoje, embora mais rara, ainda é encontrada em vários pontos do país, recebendo nomes diversos: trancelim Crato no Ceará e dança-do-trancelim na [[região do Cariri, no Ceará, dança-das-fitas em São Paulo, dança-da-trança, dança-do-mastro ou trança-fita em Minas Gerais, vilão em Pernambuco e zona rural de Varginha de Minas Gerais.

Segundo Luís da Câmara Cascudo, é também conhecido como trançado, engenho ou moinho. Também chamada jardineira e trança esta dança se disseminou nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, dançada especialmente durante festejos de origem açoriana, gaúcha, alemã e em festas juninas. Em Santa Catarina é sempre precedida pela jardineira; no Rio Grande do Sul é dançada juntamente com a jardineira e o boizinho. No Rio Grande do Norte aparece no final do bumba-meu-boi, com o nome de engenho-de-fitas. Na Amazônia é parte da dança-do-tipiti.

Cantoria da dança do pau-de-fita[editar | editar código-fonte]

Recolhida no Ribeirão da Ilha em Florianópolis.

O amor quando nasce
Parece uma flor
É tão delicado
Tão cheio de amor
Seria tão bom
Que ele fosse uma flor
Sem ter espinhos
Da dor
Depois que tudo
É sonho ao luar
Começam os desencantos
O amor passa a existir
Nessa voz do nosso canto

Dança das fitas:

  • Tradição muito antiga,dos povos arianos, trazida ao Brasil pelos portugueses e espanhóis. É também praticada em outros países da América, do México ate a Argentina.
  • A coreografia principal é o trançado.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]