Paul-Henri Spaak

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Paul-Henri Spaak
Paul-Henri Spaak
Primeiro-ministro Flag of Belgium.svg Bélgica
Mandato 1º - 15 de Maio de 1938
até 20 de Fevereiro de 1939

2º - 13 de Março de 1946
até 31 de Março de 1946
3º - 20 de Março de 1947
até 11 de Agosto de 1949

Vida
Nascimento 1899
Morte 1972
linkWP:PPO#Bélgica

Paul-Henri Spaak (18991972) foi um político da Bélgica. Ocupou o lugar de primeiro-ministro da Bélgica. Foi o primeiro Presidente do Parlamento Europeu.

Era tio da atriz Catherine Spaak.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Paul-Emile Janson
Primeiro-ministro da Bélgica
1938 - 1939
Sucedido por
Hubert Pierlot

Segundo dados encontrados na obra do Coronel reformado do Exército e professor de Escatologia no IBICAMP, autor do livro intitulado "O que virá após o arrebatamento" 1ª edição 1997, Editora Associação Religiosa Imprensa da Fé, o Dr. Henri Spaak foi um dos pioneiros da fundação do MCE (Mercado Comum Europeu), hoje União Européia (UE) que declarou: "Precisamos de um homem de estatura suficiente para garantir-se a liderança de todas as pessoas e para arrancar-nos do atoleiro econômico em que estamos mergulhando. Que nos enviem um homem. Seja ele Deus ou demônio, nós o receberemos". O cel. Eliseu P. Lopes conclui que como o arrebatamento previsto na Bíblia Sagrada já está próximo, o homem dos anseios de Henri Spaak não será Deus, mas sim um demônio em pessoa!

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.