Paul Bert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paul Bert
fisiologia
Nacionalidade French
Nascimento 17 de outubro de 1833
Local Auxerre (Yonne)
Morte 11 de novembro de 1886
Local Hanói
Atividade
Campo(s) fisiologia
Instituições Sorbonne
Alma mater École Polytechnique
Conhecido(a) por efeito Paul Bert
Influência(s) Louis Pierre Gratiolet
Claude Bernard

Paul Bert (17 de outubro de 183311 de novembro de 1886) foi um zoólogo, fisiologista e político francês.

Vida[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Auxerre (Yonne). Entrou na École Polytechnique, em Paris, com a intenção de tornar-se engenheiro; mudou de idéia e estudou Direito; finalmente, sob influência do zoólogo Louis Pierre Gratiolet (1815-1865), dedicou-se à fisiologia, fazendo-se um dos mais brilhantes pupilos de Claude Bernard. Depois de graduar-se, em Paris, como doutor de medicina, em 1863, e doutor de ciência, em 1866, foi escolhido professor de fisiologia sucessivamente em Bordéus (1866) e na Sorbonne (1869).

Após a Revolução Francesa, passou a fazer parte da política como assessor de Gambetta. Em 1874, foi eleito para a Assembléia, onde integrava a extrema esquerda, e, em 1876, para a câmara dos deputados. Foi um dos mais determinados inimigos do clericalismo e um ardente advogado da "libertação nacional da educação das seitas religiosas, tornando-a acessível a todos os cidadãos."

De 14 de novembro de 1881 a 30 de janeiro de 1882, foi ministro da educação, ocupando o gabinete de Gambetta, e, em 1881, causou sensação com uma palestra sobre o catolicismo moderno, apresentada em um teatro de Paris, na qual ridicularizou as fábulas e loucuras das mensagens do chefe religioso e dos manuais que circulavam, especialmente, no sul da França. No início de 1886, foi indicado residente-geral em Annam e Tonkin. Morreu de disenteria, em Hanói, em 11 de novembro daquele ano.

Obra[editar | editar código-fonte]

Paul Bert foi mais reconhecido como um cientista do que como político ou administrador. Sua obra clássica La Pression barometrique (1878), incorpora pesquisas que lhe valeram o prêmio bienal de 20.000 francos da Academia de Ciência, em 1875, e é uma abrangente investigação dos efeitos fisiológicos da pressão do ar, abaixo ou acima do normal. O epônimo "efeito Paul Bert" descreve a narcose por nitrogênio a pressões hiperbáricas1

Suas primeiras pesquisas, que lhe forneceram material para suas duas teses de doutorado, devotaram-se à enxertia animal e à vitalidade do tecido animal e foram seguidas por estudos sobre a ação fisiológica de vários venenos, sobre anestésicos, respiração, asfixia, as causas da mudança de cor do camaleão etc.

Também se interessou sobre a fisiologia vegetal, em particular sobre os movimentos das plantas sensitivas e sobre a influência da luz em diferentes cores na vida das vegetações. Depois, em 1880, aproximadamente, produziu vários textos-livros elementares de instrução científica e também diversas publicações sobre temas educacionais e afins.

Escreveu um bem-sucedido manual de ensino com Raphael Blanchard: Éléments de zoologie G. Masson (Paris), 1885.

Referências

  1. Dejours P, Dejours S (1992) "The effects of barometric pressure according to Paul Bert: the question today" International Journal of Sports Medicine 13 Suppl 1:S1-5.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Código postal:89000