Paul Di'Anno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paul Di'Anno
DiAnno.jpg
Informação geral
Nome completo Paul Andrews
Também conhecido(a) como Paul Di'Anno
Nascimento 17 de Maio de 1958 (56 anos)
Origem Chingford, Inglaterra
País  Reino Unido
Gênero(s) Heavy metal, punk rock
Instrumento(s) vocal
Período em atividade 1978 - atualmente
Afiliação(ões) Iron Maiden, Fear, Battlezone, Gogmagog, Killers, Icarus Witch]
Página oficial site oficial

Paul Andrews, também conhecido como Paul Di'Anno (Chingford, 17 de maio de 1958) é um vocalista Inglês. É mais conhecido pelo seu trabalho como vocalista do Iron Maiden.

[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Iron Maiden[editar | editar código-fonte]

Paul cresceu em Chingford, subúrbio de Londres, e durante a adolescência cantou em várias bandas de rock enquanto trabalhava como açougueiro e cozinheiro. Ele entrou no Iron Maiden após a saída de Dennis Wilcock, sendo apresentado a Steve Harris pelo baterista Doug Sampson, um velho amigo de Steve que tocou com ele na banda Smiler. Foi nesta época que Paul adotou o sobrenome "Di'Anno" – que depois ele usaria para afirmar ser descendente de italianos.

O primeiro teste com Paul não ocorreu, porque Paul foi preso pela polícia ao ameaçar um homem com uma faca em via pública, mas Paul acabou entrando na banda e gravando o primeiro álbum em 1980, Iron Maiden, que tornou-se um clássico do gênero, misturando punk com riffs de heavy metal e alguns elementos de rock progressivo. Em 1981, Paul gravou o segundo álbum, Killers, e um EP, Maiden Japan.

Tensões começaram a surgir na banda por causa do comportamento de Paul. Alguns shows chegaram a ser cancelados por falta de vontade ou pelo estado em que Paul se encontrava, pelo uso excessivo de bebidas alcoólicas e cocaína. Por causa desses problemas, a banda resolveu substituí-lo por outro vocalista que conseguisse cumprir os compromissos das turnês, e acabaram escolhendo o ex-vocalista do Samson, Bruce Dickinson.[2] [3]

Di'Anno[editar | editar código-fonte]

Após a saída do Iron Maiden, Paul montou uma banda própria chamada Di'Anno, com Lee Slater e P.J. Ward nas guitarras, Kevin Browne no contra-baixo, Mark Venables nos teclados e Dave Irving na bateria. A banda perdurou por dois anos, gravando apenas um álbum (Di'anno) em 1984.

Battlezone[editar | editar código-fonte]

Em 1985, Di'Anno criou a banda Battlezone, com a qual fez shows por quatro anos e gravou 3 álbuns: Fighting Back, Children of Madness e Warchild.

The Killers[editar | editar código-fonte]

Após o fim da Battlezone, Paul e Steve Hopgood (também integrante do Battlezone) decidiram formar uma nova banda, que Paul nomeou Killers, em homenagem ao seu segundo album no Iron Maiden

Rockfellas[editar | editar código-fonte]

Paul se uniu a músicos brasileiros como Canisso (baixista dos Raimundos), Marcão (ex-guitarrista do Charlie Brown Jr.) e Jean Dolabella (ex-baterista do Sepultura) para a formação de uma nova banda,. Após um concurso em sua página no MySpace, a banda ganhou o nome de Rockfellas[4] , iniciando uma turnê pelo Brasil. Após o Rockfellas, em suas últimas turnês pelo Brasil, Paul teve o apoio da banda porto-alegrense Scelerata em seus shows.

Referências

  1. Do Iron Maiden ao São Paulo. Esse é Paul Di’Anno (em português) Full Rock (1-9-2010).
  2. The Canyon. 3 Bands That Lost Their Front Men to Drug Addiction (em inglês). Visitado em 26 de dezembro de 2012.
  3. Classic Rock Magazine (15 de novembro de 2012). Paul Di’Anno: I don’t sing opera – I’m not gay (em inglês). Visitado em 26 de dezembro de 2012.
  4. Definido nome da banda de Paul Di’Anno, Canisso, Dolabella e Marcão, RockOnline.com, 23/07/2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]