Paul Scholes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paul Scholes
Paul Scholes
Scholes atuando pelo Manchester United
Informações pessoais
Nome completo Paul Aaron Scholes
Data de nasc. 16 de novembro de 1974 (39 anos)
Local de nasc. Salford, Reino Unido
Altura 1,70 m
Destro
Apelido Principe Ruívo
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Posição Médio Ofensivo Centro
Clubes de juventude
1991–1993 Inglaterra Manchester United
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1994–2013 Inglaterra Manchester United 0071800(155)
Seleção nacional3
1993
1997–2004
Flag of England.svg Inglaterra Sub-18
Flag of England.svg Inglaterra
00003 0000(0)
00066 000(14)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 19 de maio de 2013.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 2 de maio de 2011.

Paul Aaron Scholes (Salford, 16 de novembro de 1974) é um ex-futebolista inglês que atuava como Médio Ofensivo. Atualmente é auxiliar técnico no Manchester United.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Paul Scholes fez parte da nova safra de talentos que emergiram com David Beckham, Ryan Giggs, Nicky Butt e os irmãos Neville - Gary Neville e Phil Neville, em meados de 1990. Marcou duas vezes na sua estreia na Taça da Liga em Port Vale em 1994–95, e também no seu primeiro jogo do campeonato, contra o Ipswich Town.

Substituiu Eric Cantona, quando este foi suspenso por nove meses, ficando inclusive em segundo lugar na lista dos artilheiros, atrás do próprio Cantona, com 14 gols; foi também importantíssimo na conquista da Liga dos Campeões da UEFA de 1998–99, embora uma suspensão lhe tenha retirado a possibilidade de jogar na final contra o Bayern de Munique.

Elegante e compacto, com passes precisos. A sua excelente visão de jogo, chute de longa distância e as arrancadas do meio campo ao ataque, também serviram brilhantemente na Seleção da Inglaterra onde jogou por 66 vezes.

Um problema em um de seus olhos, manteve o "Príncipe Ruivo" (apelido que os fãs lhe puseram) fora dos gramados por grande parte da temporada 2005/06, mas ele voltou em grande estilo durante a temporada seguinte, onde desempenhou papel fundamental na conquista do título. A nível pessoal os seus melhores momentos da temporada foi o gol que marcou contra o Liverpool, que seria o primeiro da partida na vitória do United por 2-0, em outubro de 2006, e outro nos 3-0 na vitória em Villa Park dois meses depois contra o Aston Villa. Este valeu-lhe o Prêmio Gol do Ano, na entrega de prêmios do clube.

A sua contribuição foi reconhecida tanto por jogadores como imprensa – acabou em terceiro lugar no Jogador do Ano da Liga e em quarto no Estatísticas do Futebol - ambos os prêmios por coincidência foram ganhos pelo seu colega de equipe Cristiano Ronaldo.

Entre todos os jogadores que já representaram o United, Paul Scholes encontra-se na 7ª posição com mais jogos pelo clube e na 12ª posição de artilheiros do clube.

Aposentadoria e retorno[editar | editar código-fonte]

Em 31 de maio de 2011, anunciou a sua retirada do futebol, depois de uma carreira muito vitoriosa.[2]

Porém, no dia 7 de janeiro de 2012, Scholes anunciou seu retorno aos gramados para ajudar os Diabos Vermelhos, a pedido do técnico Alex Ferguson, que sofre com uma série de lesões entre os jogadores da posição. A sua reestreia aconteceu no dia 8 de janeiro, no clássico contra o Manchester City, pela Copa da Inglaterra, vencido por 3-2 no dia 14 reestreiou na Premier League fazendo o seu gol e colaborando na vitoria de 3–0 contra o Bolton Wanderers United.[3]

Aposentadoria definitiva[editar | editar código-fonte]

Após saber que Alex Ferguson resolveu se aposentar do comando dos Red Devils ao fim da temporada 2012–13, Scholes também o fez. Seu último jogo foi contra o West Bromwich Albion pela 38° rodada.[4]

Seleção Inglesa[editar | editar código-fonte]

Após ter estreado pela seleção inglesa em um amistoso contra a seleção sul-africana, em 1997, Scholes jogou nos primeiros jogos da seleção inglesa na Copa do Mundo de 1998 e na UEFA Euro 2000, e sendo titular do English Team na Copa do Mundo de 2002. Anunciou a sua aposentadoria da seleção inglesa após a UEFA Euro 2004, onde marcou um gol contra a seleção croata ainda na fase de grupos, o último dos 14 gols feitos em 66 jogos em competições internacionais.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clube[editar | editar código-fonte]

Club Temporada Premier League FA Cup Copa da Liga Competições
Continentais
Outros¹ Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Manchester United 1994–95 17 5 3 0 3 2 2 0 0 0 25 7
1995–96 26 10 2 1 1 2 2 1 0 0 31 14
1996–97 24 3 2 2 2 1 4 0 1 0 33 6
1997–98 31 8 2 0 1 0 7 2 1 0 42 10
1998–99 31 6 6 1 1 0 12 4 1 0 51 11
1999–00 31 9 0 0 11 3 3 0 45 12
2000–01 32 6 0 0 0 0 12 6 1 0 45 12
2001–02 35 8 2 0 0 0 13 1 1 0 51 9
2002–03 33 14 3 1 6 3 10 2 0 0 52 20
2003–04 28 9 6 4 0 0 5 1 1 0 40 14
2004–05 33 9 6 3 2 0 7 0 1 0 49 12
2005–06 20 2 0 0 0 0 7 1 0 0 27 3
2006–07 30 6 4 0 0 0 11 1 0 0 45 7
2007–08 24 1 3 0 0 0 7 1 0 0 34 2
2008–09 21 2 2 1 3 0 6 0 3 0 35 3
2009–10 28 3 0 0 2 1 7 3 1 0 38 7
2010–11 22 1 3 0 0 0 7 0 1 0 33 1
2011–12 17 4 2 0 0 0 2 0 0 0 21 4
2012–13 16 1 3 0 0 0 2 0 - - 21 1
Total na carreira 499 107 49 13 21 9 134 26 15 0 718 155

¹Incluindo a FA Community Shield, UEFA Super Cup e a Copa do Mundo de Clubes da FIFA.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Manchester United

Referências

  1. Scholes back to assist Giggs (em inglês) Sítio oficial Manchester United (23 de abril de 2014).
  2. Scholes se aposenta e deve assumir cargo na comissão técnica do Manchester United esportes.uol.com.br (31 de maio de 2011).
  3. Scholes larga aposentadoria e volta ao Manchester após seis meses globoesporte.globo.com (8 de janeiro de 2012).
  4. Campeonato inglês termina com despedida de Ferguson e Scholes Veja (19 de maio de 2013).