Paulo Alexandre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Paulo Alexandre
Informação geral
Nome completo Paulo Alexandre
Nascimento 16 de Fevereiro de 1931 (83 anos)
Local de nascimento Vouzela

Portugal Flag of Portugal.svg
Ocupação(ões) Músico
Período em atividade 1954 - presente

Paulo Alexandre (pseudónimo de Modesto Pereira da Silva Santos, nascido em Vouzela no dia 16 de Fevereiro de 1931) é um Cantor português.

Percurso[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Vouzela mas foi cedo viver para Lisboa.

A sua carreira artística iniciou-se em 1954, na extinta Emissora Nacional, no programa "Ouvindo as Estrelas" ao lado de nomes como Luis Piçarra, Maria de Lurdes Resende e Rui de Mascarenhas.

Em 1958 junta-se a três solistas da Emissora nacional (Nuno d'Almeida, Américo Lima e Fernando La Rua) para formar o "Conjunto vocal 4 de Espadas".

Grava um EP com a Orquestra de João Nobre que incluía o tema "Agora Ou Nunca" de Nóbrega e Sousa e António José Lampreia.

Com os Telestars lança um EP que incluía temas como "Dancemos O Twist" e "Horizonte de Esperança". Na televisão foi o protagonista da opereta "Romance na Serra" de José de Oliveira Cosme e Alves Coelho Filho.

Grava versões dos temas das bandas sonoras dos filmes "Love Story" e "Romeu e Julieta".

Com António Sala foi um dos fudadores da editora Rossil. O tema "Verde Vinho" de 1977 é um grande sucesso com dois discos de Ouro em 1977 e 1978.

O disco foi durante largo tempo "Best-Seller" no Brasil onde conquistou o disco de Ouro. O sucesso do disco leva mesmo à feitura de um filme com o mesmo nome protagonizado pelo actor Dionisio Azevedo e pelo próprio Paulo Alexandre. A banda sonora do filme inclui um dueto com Maria de Lourdes ("Desgarrada", da autoria de Mário Rocha) e ainda os temas "Verde Vinho", "Adeus Meu Pais", "Agora Ou Nunca" e "Voltei Para Ficar".

Lança o single "Voltei Para Ficar". Novo single com os temas "Oferece As Tuas Mãos" da dupla Nóbrega e Sousa e Eduardo Olimpio e "Foi Tudo" da autoria de António Sala.

A editora brasileira Chantecler lança em 1978 um álbum com os temas "Romance Romance", "Escravo", "Concerto Para Ti", "Rosas Vermelhas Para O Meu Amor", "Vem Valsar Com O Papa", "Meu Refugio", "Oferece As Tuas Maos", "Minha Noite Esta Vazia", "Agora Ou Nunca", "Fui Tudo", "Nocturno" E "Verde Vinho".

O single "Meninos da Cidade" é mais uma versão de um tema estrangeiro. No lado B aparece "Gaiato de Lisboa" da autoria do maestro Belo Marques.

Paulo Alexandre canta Camões com o tema "Aquela Cativa". 1979 é o ano de "Vem Comigo a Portugal".

Na CBS lança o single "Verde Milho" e uma nova versão de "Verde Vinho". Grava o álbum "Eu e o Outro" para a editora Transmédia.

Em 1987 grava o single "Guitarra Minha Amiga" para a Polygram. Nesse ano foi ainda o autor de uma peça musical em que deu forma à Parte II da "Mensagem" de Fernando Pessoa: o videograma "Mar Português/possessio Maris". A narrativa sinfónica contou com música do maestro Joaquim Luis Gomes.

Foi locutor e produtor radiofónico, na Rádio Renascença, Antena 1 e RDP Internacional.

Para a Videofono e RTP realiza vários programas de televisão. Com Nuno Fortes produz a série "O Que É Feito de Si" com cerca de 120 programas. Trabalha também com Paula Aresta num programa de televisão.

Apresenta a narrativa na igreja da Graça em Santarém e abandona a carreira artística.

Em 2010 é editado o livro "Duas Vidas numa Só", de subtítulo "Entre Cifrões e Canções", que inclui relatos da sua carreira artística e da sua também bem sucedida profissão como bancário. A compact Records lança um CD com algumas das canções de maior sucesso do artista.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns
  • Eu e o Outro (LP, Transmédia) VLP 50.002
  • Canções Da Minha (CD)
  • Melhor dos Melhores nº 90 (CD)
  • Tributo (CD, Polygram, 1991)
  • Canções da Minha Saudade, vol.1 (CD, Movieplay, 1993)
  • Verde Vinho - Colecção Caravela (CD, EMi)
  • O melhor dos melhores #90 (CD, Movieplay, 1999)
  • Verde Vinho (CD, Compact, 2010)
Singles e EP's
  • Agora Ou Nunca/Ana Cristina/Escravo/Nocturno (EP, Alvorada) AEP 60533
  • Dancemos O Twist/Horizonte de Esperança/T-4/Galope (EP, Alvorada) AEP 60615
  • Estranhos Na Noite (EP, Alvorada)
  • História de Amor/Um Dia, Amor (Orfeu)
  • Concerto Para Ti/África (O Primeiro Do Emigrante) (Single, Orfeu, 1976) KSAT 554
  • Verde Vinho/Vem Valsar Com o Papá (Single, Rossil, 1977) Ross 7001
  • Oferece As Tuas Mãos/Foi Tudo (Single, Rossil, 1978) Ross 7007
  • Voltei Para Ficar/Rosas Vermelhas Para O Meu Amor (Single, Rossil) Ross 7010
  • Meninos da Cidade/ Gaiato de Lisboa (Single, Rossil) Ross 7021
  • Aquela Cativa/Alma Perdida (Single, Rossil) Ross 7066
  • Vem Comigo a Portugal / Ven conmigo A Portugal (Single, Rossil, 1979)
  • Vede Minho (Single, CBS, 1983)
  • Verde Vinho (nova gravação)/Verde Vinho (Versão orquestral) (Single, CBS) CBS A4446
  • Guitarra Minha Amiga/Versão Instrumental (Single, Polygram, 1987)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]