Paulo César Saraceni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Paulo César Saraceni
Saraceni em 2006
Nascimento 5 de novembro de 1933
Rio de Janeiro, RJ
Morte 14 de abril de 2012 (78 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação Roteirista, Produtor e Diretor
IMDb: (inglês)

Paulo Cesar Saraceni (Rio de Janeiro, 5 de novembro de 193314 de abril de 2012) foi um roteirista, produtor de cinema, ator e cineasta brasileiro.

Foi um dos mentores do movimento Cinema Novo, ao lado de Glauber Rocha e Nelson Pereira dos Santos, entre outros.

Nos anos 1950, foi crítico de cinema e assistente de direção teatral. Começou a dirigir curta-metragens em 1957. Estudou no Centro Experimental de Cinema, em Roma. O Festival do Rio BR 2000 apresentou uma retrospectiva de sua obra e em 2001 Saraceni realizou três filmes para a RAI - TV italiana: Fórum Mundial de Porto Alegre, Movimento dos sem-terra e Garrincha.

Foi internado em outubro de 2011 após sofrer um acidente vascular cerebral, morrendo em abril de 2012 em decorrência de falência múltipla dos órgãos.[1]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Candango de Melhor Filme, no Festival de Brasília, por "A Casa Assassinada" (1970).
  • Candango de Melhor Diretor, no Festival de Brasília, por "A Casa Assassinada" (1970).
  • Prêmio Especial do Júri, no Festival de Brasília, por "O Viajante" (1998).
  • Candango de Melhor Roteiro, no Festival de Brasília, por "Capitu" (1967).
  • Prêmio Especial do Júri, no Festival de Cinema Brasileiro de Miami, por "O Viajante" (1998).
  • Prêmio FIPRESCI, no Festival de Moscou, por "O Viajante" (1998).

Referências

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Paulo César Saraceni
Ícone de esboço Este artigo sobre cineastas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.