Paulo Vítor Barbosa de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Paulo Vítor
Paulo Vitor.jpg
Informações pessoais
Nome completo Paulo Vítor Barbosa de Carvalho
Data de nasc. 7 de junho de 1957 (57 anos)
Local de nasc. Belém (PA),  Brasil
Altura 1,82 m
Informações profissionais
Clube atual Aposentado
Número 1
Posição ex-Goleiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
19741976
1977
1978
1978
19791980
19811987
19881989
1989–1990
1990–1991
1991
1991
1992
1993
1994
Brasil CEUB
Brasil Operário-MT
Brasil Brasília
Brasil Vila Nova
Brasil Vitória-ES
Brasil Fluminense
Brasil America
Brasil Coritiba
Brasil Sport
Brasil São José
Brasil Grêmio Maringá
Brasil Remo
Brasil Paysandu
Brasil Volta Redonda
2 (0)

16 (0)


463 (0)
8 (0)

10 (0)



1 (0)
Seleção nacional
19841986 Brasil Brasil 8 (0)

Paulo Vítor Barbosa de Carvalho, ou simplesmente Paulo Vítor (Belém, 7 de junho de 1957) é um ex-futebolista brasileiro, que atuava como goleiro.

Belenense radicado em Brasília, Paulo Vitor foi jornaleiro antes de iniciar sua carreira no CEUB do Distrito Federal em 1974.

Depois de passar por pequenos times, o goleiro que tinha por costume usar camisas de tom azul, é contratado em 1981 pelo Fluminense, iniciando marcante trajetória no clube.

Foi tricampeão carioca em 1983/1984/1985 e campeão brasileiro de 1984, tendo tido no Campeonato Carioca de 1985 uma média de apenas 0,5 gols, com os 12 gols tomados em 24 jogos e no Campeonato Brasileiro de 1982, uma média de 0,52 gols, a média de gols mais baixa dos goleiros do Fluminense em campeonatos brasileiros. Carismático com a torcida tricolor, tornou-se o segundo goleiro que mais defendeu as cores da equipe, atrás apenas de Castilho.

Disputou oito jogos pela Seleção Brasileira e foi à Copa do Mundo de 1986 como reserva de Carlos.

Em 1994, seu último ano como jogador, jogando pelo Volta Redonda, defendeu um pênalti contra seu clube de coração, o Fluminense, cobrado pelo atacante Ézio, e foi ovacionado pela torcida rival.

Atualmente, o ex-goleiro é comentarista esportivo em Brasília, pelo canal Sportv. Também trabalhou na Secretaria de Esportes do Governo do Distrito Federal.

Seu filho Rodrigo participou do Big Brother Brasil 11, e foi o segundo eliminado com 62% dos votos.

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.