Pax Hispanica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Pax Hispanica[1] , latim para "paz espanhola", refere-se a um período de 23 anos, (cerca de 1598-1621), quando a Espanha teve preponderância na Europa, após vários conflitos com o Reino da França, o Reino da Inglaterra e as Províncias Unidas Holandesas.

A paz foi alcançada por vários tratados:

A Espanha, principal grande potência, havia sido envolvida em conflitos com os holandeses desde o reinado de Felipe II.

Em 1579, os holandeses fundaram a União de Utrecht, após a reconquista de muitos territórios nas províncias holandesas pertencentes à Espanha por Alessandro Farnese.

No ano seguinte, a Espanha obrigou uma união pessoal com o Reino de Portugal, criando assim a União Ibérica (1580-1640). Depois de capturar Oostende de Spínola, os holandeses continuaram a sua rebelião, finalmente alcançando a independência durante o reinado de Felipe III de Espanha.

Após isso, a Espanha conseguiu manter a paz na Europa por mais nove anos, quando a Trégua dos Doze Anos acabou.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. J.H. Elliott. Imperial Spain 1469–1716. [S.l.]: Mentor, 1963. p. 317. MQ 664