Pedreiras do Antigo Egito

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde setembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Templos de pedra esculpidos diretamente nas rochas no sítio arqueológico de rochas de Silsilé, próximo a Assuão

As pedreiras do Antigo Egito foram as localidades de onde os antigos egípcios extraíam as rochas utilizadas para a construção dos monumentos decorativos, tais como esculturas, pirâmides e obeliscos. Alguns desses sítios, hoje sítios arqueológicos, são bem identificados e a composição química de suas rochas também são conhecidas, permitindo que a origem geográfica de muitos dos monumentos sejam rastreadas utilizando técnicas de petrografia, incluindo a análise por ativação neutrônica.

Em Junho de 2006 o Conselho Supremo de Antiguidades (CSA) do Egito estabeleceu um novo departamento para conservação das antigas pedreiras e minas do Egito. O novo departamento atuará em cooperação com escritórios regionais do CSA e programas especiais de treinamento para Inspetores de Antiguidades serão realizados para permitir que as autoridades regionais realizem inventário, documentação, análise de riscos e gerenciamento das antigas minas e pedreiras.

Wadi Hammamat[editar | editar código-fonte]

Wadi Hammamat é uma área de pedreira localizada no Deserto Oriental do Egito. Este sítio é famoso, pois é descrito no primeiro mapa topográfico antigo conhecido na atualidade: o Mapa de Turim, que descreve uma expedição mineira preparada por Ramsés IV.

Minerais típicos deste sítio:

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.