Pedro (usurpador)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pedro (em latim: Petrus) foi um usurpador romano do início do século VI cujo relato aparece em apenas duas fontes de menor importância: a Consularia de Cesar Augusta (Consularia Caesaraugustana) e a Crônica de Vítor de Tununa. Segundo elas, Pedro seria um "tirano" (ou seja, um usurpador) contra os novos governantes visigodos da Hispânia. Quando eles capturaram a cidade de Dertosa (moderna Tortosa) em 506, Pedro foi capturado e morto e sua cabeça foi enviada para César Augusta (moderna Saragoça, na Espanha).[1]

Nada mais se sabe sobre ele, mas é possível que seja o segundo governador romano (depois de Burdunelo) a tentar tomar o controle do vale do Ebro depois da queda do Império Romano do Ocidente.

Referências

  1. Collins, 35.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Collins, Roger. Visigothic Spain, 409–711. Oxford: Blackwell Publishing, 2004. ISBN 0-631-18185-7.
  • Thompson, E. A. "The End of Roman Spain: Part III." Nottingham Mediaeval Studies, xxii (1978), pp. 3–22. Reprinted as "The Gothic Kingdom and the Dark Age of Spain" in Romans and Barbarians: The Decline of the Western Empire. Madison: University of Wisconsin Press, 1982. pp. 161–187. ISBN 0-299-08700-X.