Pedro António Avondano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pedro António Avondano, (Lisboa 1714 - Lisboa 1782), foi um violinista e compositor português[1]

Avondano foi o primeiro-rabeca da capela real de D. João V[1] .

Após o terramoto de 1755, reorganizou a Irmandade de Santa Cecília dos Músicos da Corte, o que lhe permitiu ajudar outros músicos com dificuldades[2] .

Este compositor, compôs música religiosa e profana.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Il mondo della luna (burletta)
  • Berenice (ópera)
  • Il Filosofo di campagna (ópera)
  • Morte d'Abel (oratória)
  • Il voto di Jefte (oratória)
  • Adão e Eva (oratória)
  • diversas árias para cravo
  • diversos minuetes para dois violinos e baixo

A oratória Morte d'Abel foi recuperada em edição crítica, tendo a estreia moderna mundial estado a cargo da orquestra Divino Sospiro, em fevereiro de 2012.

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.