Pedro Botelho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Botelho
Nome completo Pedro Viana Botelho
Nascimento 1948 (66 anos)
Lisboa
Nacionalidade Portugal portuguesa
Ocupação arquitecto
Prémios Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura, 2008; Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura, Menção honrosa, 1987
Estação ferroviária, Cais do Sodré

Pedro Viana Botelho (n. Lisboa, 20 de Dezembro de 1948) é um arquitecto português[1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho do arquiteto José Rafael Botelho; neto de Carlos Botelho. Diplomado em Arquitetura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, 1973. Vive e trabalha em Lisboa.

É Professor Auxiliar Convidado no Departamento de Arquitetura e Urbanismo do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, desde 2003. Coordenador da Comissão Pedagógica da Licenciatura em Arquitetura e do Mestrado Integrado em Arquitetura – ISCTE - IUL 2005-09 [2] .

Colaborador dos Arquitetos Francisco Keil do Amaral, Nuno Teotónio Pereira e Nuno Portas, 1970-75 [3] .

Colabora na equipa dos Serviços Centrais do SAAL, 1974-75.

Arquiteto nos Centros Regionais da Reforma Agrária de Portalegre e Setúbal, Ministério da Agricultura e Pescas e nos Serviços Municipais de Habitação da Câmara Municipal de Évora, 1975-78.

Membro da Direção da Secção Regional do Sul da Associação dos Arquitetos Portugueses, 1984-86 e 1987-89. Membro do Conselho Nacional de Admissão, Ordem dos Arquitetos, 1999-01.

Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura, 2008; Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura, Menção honrosa 1987 [4]

Membro da Equipa coordenada pelos Prof (s) Isabel Guerra e Nuno Portas, Plano Estratégico Nacional para uma Política de Habitação, 2007-13, IHRU, Secretaria de Estado do Ordenamento do Território 2006-08.

Trabalhou em associação com Nuno Teotónio Pereira, Nuno Portas e José Rafael Botelho; presentemente trabalha em associação com Maria do Rosário Beija [5] .

Principais projetos e obras construídas / Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 2012 – Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura, 2008 (Estação Metropolitana e Ferroviária do Cais do Sodré, Lisboa) [6] .
  • 1999/2003 – Complexo Multifuncional de Couros, Reabilitação e Intervenção em Zona Histórica; Câmara Municipal de Guimarães, Equipamentos Públicos [11] .
  • 1998 – Concurso para o Plano de Pormenor de Cacilhas - 2º Prémio, Câmara Municipal de Almada.
  • 1995 – Prémio Municipal Eugénio dos Santos (Edifício do Antigo Café Lisboa, Av. Liberdade, Lisboa, REVILLA Internacional, 1992-1993).
  • 1993 – Concurso para o Anfiteatro da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, 2º Prémio , Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
  • 1990-1993 – Chiado, Rua Ivens, 53 a 61 e Rua Garrett, 13 a 23, Lisboa; Habitação, Escritórios e Comércio, Reabilitação e reconstrução no âmbito do Plano do Chiado.
  • 1988-1993 – Alto da Loba, Paço de Arcos, Câmara Municipal de Oeiras; Habitação Social, Equipamento e Comércio, Menção Honrosa, Prémio Nacional de Arquitetura AAP, 1993 e Menção do Júri, Prémio INH, 1994 [12] .
  • 1988 – Concurso para o Centro Cultural de Belém, Menção Honrosa, Centro Cultural de Belém, Lisboa. Concurso de Ideias para a renovação da zona ribeirinha de Lisboa, 2º Prémio Geral - tema livre (ex-aequo), AAP. Concurso DYRUP - Cidade de Lisboa para a valorização do Elevador de Santa Justa, 1º Prémio, DYRUP.
  • 1987-1992 – Laveiras/Caxias, Câmara Municipal de Oeiras; Habitação Social, Equipamento e Comércio, Prémio INH de promoção municipal (ex-aequo), 1992 [13] .
  • 1972/1985 – Restelo, Lisboa, EPUL; Conjunto Habitacional; Menção Honrosa do Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura, 1987 [14] [15] .
  • 1978/1980 – Plano Integrado da Nazaré, Funchal, Governo Regional da Madeira; Habitação Social, Comércio e Serviços [16] .

Conjunto Habitacional, Restelo, Lisboa[editar | editar código-fonte]

Complexo Multifuncional, Guimarães[editar | editar código-fonte]

Escola Secundária Pedro Nunes, Lisboa[editar | editar código-fonte]

Estação de metropolitano e ferroviária, Cais do Sodré, Lisboa[editar | editar código-fonte]

Terminal Fluvial do Cais do Sodré, Lisboa[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pedro Viana Botelho (em português) Curricula DeGóis. Visitado em 10 de Julho de 2012.
  2. ISCTE – Pedro Viana Botelho
  3. A.A.V.V. – III Exposição de Artes Plásticas da Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1986
  4. Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura 1980/1989 (em português) Câmara Municipal de Lisboa / Prémio Valmor e Municipal de Arquitectura. Visitado em 10 de Julho de 2012.
  5. Plataforma DeGóis – Pedro Viana Botelho
  6. Diário de Notícias, Prémio Valmor Municipal de Arquitetura. Página visitada em 09-11-2012
  7. A.A.V.V. – Arquitetura e Cidadania: Ateliê Nuno Teotónio Pereira. Lisboa: Quimera / Centro Cultural de Belém, 1994, p. 252, 253, 280
  8. Escola Secundária De Diogo de Gouveia. In: Parque Escolar 2007-2011 – Intervenção em 106 Escolas, Parque Escolar, EPE, Lisboa, Junho 2011, p. 34, 35
  9. Prémio IHRU 2011. Página visitada em 21-07-2012
  10. A.A.V.V. – Arquitetura e Cidadania: Ateliê Nuno Teotónio Pereira. Lisboa: Quimera / Centro Cultural de Belém, 1994, p. 228-237, 280, 282, 284
  11. A.A.V.V. – Arquitetura e Cidadania: Ateliê Nuno Teotónio Pereira. Lisboa: Quimera / Centro Cultural de Belém, 1994, p. 238-243, 283
  12. A.A.V.V. – Arquitetura e Cidadania: Ateliê Nuno Teotónio Pereira. Lisboa: Quimera / Centro Cultural de Belém, 1994, p. 227
  13. A.A.V.V. – Arquitetura e Cidadania: Ateliê Nuno Teotónio Pereira. Lisboa: Quimera / Centro Cultural de Belém, 1994, p. 226, 227, 276
  14. Prémio Valmor e Municipal de Arquitetura, 1987. Página visitada em 21-07-2012
  15. A.A.V.V. – Arquitetura e Cidadania: Ateliê Nuno Teotónio Pereira. Lisboa: Quimera / Centro Cultural de Belém, 1994, p. 216-223, 171
  16. A.A.V.V. – III Exposição de Artes Plásticas da Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1986

Ver também[editar | editar código-fonte]