Pedro Henriquez d'Azevedo y Toledo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde Maio de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

D. Pedro Henriquez d'Azevedo y Toledo, (Zamora, 18 de Setembro de 1525Milan, 22 de Julho de 1610) foi o Conde de Fuentes, além de um general espanhol e um renomado estratega e diplomata.

Págem na corte de Felipe II de Espanha, partiu em campanha a Portugal, sob alçada do Duque de Alba e logo conseguiu, em 1582, o supremo comando das tropas espanholas. Entre as suas acções esteve a 2 de Agosto a tomada da ilha do Faial, Açores.

Em 1591, começou um longo período de contratempos para a Espanha, como a morte de Alexander Farnese, Duque de Parma, e a subida do seu sucessor ao poder da Flandres, persuadindo assim o rei espanhol, tornando-se também o governador e capitão-general dos milaneses. O temer de uma nova guerra alastrou-se por toda a Itália e, mesmo os nobres venezianos estavam em pânico, armados, prontos para combater. Azevedo y Toledo, assinou então um tratado com o Conde de Saboia e assistiu, posteriormente, à Conspiração de Biron.

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.