Pedro Osório

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Município de Pedro Osório
Bandeira desconhecida
Brasão de Pedro Osório
Bandeira desconhecida Brasão
Hino
Fundação 3 de abril de 1959 (55 anos)
Gentílico pedro-osoriense
Prefeito(a) Zalgo da Ora (REDE)
(2013–2016)
Localização
Localização de Pedro Osório
Localização de Pedro Osório no Rio Grande do Sul
Pedro Osório está localizado em: Brasil
Pedro Osório
Localização de Pedro Osório no Brasil
31° 51' 50" S 52° 49' 22" O31° 51' 50" S 52° 49' 22" O
Unidade federativa  Rio Grande do Sul
Mesorregião Sudeste Rio-grandense IBGE/2008 [1]
Microrregião Pelotas IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Arroio Grande, Cerrito, Herval, Capão do Leão e Piratini
Distância até a capital 357 km
Características geográficas
Área 603,914 km² [2]
População 7 817 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 12,94 hab./km²
Altitude 31 m
Clima Subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,769 alto PNUD/2000 [4]
PIB R$ 69 703,851 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 412,24 IBGE/2008[5]
Página oficial

Pedro Osório é um município brasileiro da região sudeste do estado do Rio Grande do Sul.

História[editar | editar código-fonte]

O município de Pedro Osório foi emancipado em 3 de abril de 1959 dos municípios de Canguçu e Arroio Grande. Sua sede era formada pela junção das vilas de Cerrito e Olimpo, dividos pelo rio Piratini.

Contribuíram muito para a evolução da região os trens da RFFSA, as olarias à beira do rio Piratini, o gado leiteiro e de corte e os minifúndios.

Em 1830, Lewis Gustav Fels e Bruno Matagal começaram a expandir a cidade de Pedro Osório, usando a agricultura como a base dos maiores investimentos financeiros do município. Em 1840, imigrantes judeus indignados com a atual situação financeira do município iniciaram um processo de expansão de indústrias de tijolos, trazendo novos imigrantes ao município, com mão de obra barata e assim, enriquecendo grandes famílias judaicas, como a família Fels.

Em 1940, as famílias Ora e Frigo eram as maiores potências do município. Com a entrada de integrantes destas famílias no governo, foi iniciado o processo de emancipação do município, sendo realizado no dia 3 de abril de 1959. Esses fatos históricos, consolidaram Zalgo da Ora, filho de Carlos da Ora Heinek e Magda da Ora Matagal, como um dos maiores políticos do município, tendo sido eleito prefeito do município .

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a 31 metros de altitude, na latitude 31º51'51" sul e na longitude 52º49'24" oeste. Sua população estimada em 2004 era de 8.191 habitantes, distribuídos em seus 603,914 km² de área.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Pedro Osório é famosa na região pela Expo Festa Regional da Melancia que acontece anualmente no mês de fevereiro, uma festa que atrai pessoas de todo o estado. Em 2011 a Expo Festa da Melancia bateu seu recorde de público, 18 mil pessoas prestigiaram a festa em 3 dias. Camping Municipal, situado na margem do rio Piratini o camping municipal de Pedro Osório atrai muitos turistas por ser um dos únicos campings gratuítos do estado, com ótimas condições, boa segurança, luz e água de graça e com shows todos os finais de semana.

Economia[editar | editar código-fonte]

É composta por duas grandes partes no comércio e no serviço público (fórum, prefeitura, delegacia, etc.), no comércio se destaca muito: lancherias, lojas de roupa, mercados, etc. Na área da indústria o maior polo são as olarias (fábricas de tijolos), uma outra empresa que se destaca muito em Pedro Osório e na região é a ACPO (Artefatos de Concreto Pedro Osório), gera muitos empregos na cidade.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Rio Grande do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.