Pedro Palma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde junho de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde agosto de 2013) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pedro Palma
Nome completo João Pedro Palma
Nascimento 13 de Agosto de 1959 (55 anos)
Serpa, Portugal
Residência Cascais
Nacionalidade Portugal Portuguesa
Cônjuge Karima Sadrudin Manji (1984-1996)
Clara Pinto Correia (2008-2010)
Ocupação Jornalista, Cartoonista, Fotojornalista, Artista plástico, Escritor, Designer de comunicação
Profissão Jornalista (Carteira nº 2013)
Página oficial
pedropalma.eu

João Pedro Palma (Serpa, 13 de Agosto de 1959) é um cartoonista, jornalista e foto-jornalista português. Iniciou a carreira como cartoonista no Semanário Tempo, em 1980 e colaborou, praticamente, com toda a imprensa nacional. É ainda repórter[1] e dedica-se à criação artística (Gestualismo) e à ficção literária.

Tem três livros publicados: "Caricartoons" (Gradiva, 1993), "Direitos do Homem - em cartoons e caricaturas" (Jornal Público, 2005) e "Retratos", um livro de fotografia em grande formato (Jornal Público, 2008). Os seus desenhos e textos integram ainda várias colectâneas internacionais.

É membro da "New York Times - News Service Syndicate" (Cartoonists and Writers Syndicate, na origem), desde 1994.[2]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • 1988 - Prémio Salão Nacional de Caricatura - Expresso pela obra de António e Pedro Palma.
  • 1989 - Grande Prémio do II Salão Livre de Cartoon Porto de Mós.
  • 1991 - Prémio Gazeta, Clube de Jornalistas.
  • 1996 - Prémio Nacional de Cartoon de Imprensa X Salão Nacional de Caricatura.
  • 2000 - Menção Honrosa atribuída pelo Site de Fotografia FOTO-PT em 24 de Novembro
  • 2001 - Uma caricatura de Jorge Amado, publicada na primeira página do Diário de Notícias, de 8 de Agosto valeu a Pedro Palma uma menção honrosa pelo júri do European Newspaper Award que o elegeu como o jornal nacional com melhor design.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Pedro Palma colaborou nas seguintes publicações: Semanário Tempo, Diário de Notícias, Expresso, Exame, Correio da Manhã, Grande Reportagem (primeira série), Diário de Lisboa, Jornal de Notícias, Açoriano Oriental, Notícias Magazine, Focus, Ego, Revista Máxima, África Notícias, O Europeu, Revista Valor, The European, Jeune Afrique, Le Fígaro, e RTP e Rádio Central FM. Actualmente é distribuído internacionalmente pelo New York Times.

Fez parte dos Órgãos Sociais do Clube de Jornalistas nos biénios 1996/1998, 1998/2000, 2001/2003 e 2003/2005 [3]

Em Janeiro de 2010 fez uma polémica exposição de fotografia - "Sexpressions" - no Centro Cultural de Cascais, em co-autoria com a sua então mulher, Clara Pinto Correia.[4]

Pedro Palma depositou o seu espólio - aproximadamente 1 100 desenhos originais - no Museu Nacional da Imprensa (MNI), no Porto, em protocolo assinado em 5 de Dezembro de 2008. O MNI ficou como fiel depositário dos seus trabalhos, sendo esta a única colecção integral que o museu possui de um cartoonista.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Integra as seguintes antologias[editar | editar código-fonte]

  • The Finest International Cartoons of our Time (Várias edições anuais da Witty World, 1992, 1993 e 1994, algumas delas publicadas em Portugal pela Gradiva)
  • Human Rights - as seen by the world's leading cartoonists (editada pela "Conference of Human Rights - Vienna" - 1993
  • Thin Black Lines Rides Again - Autores: Colm Regan, Scott Sinclair e Martin Turner, 1995

Ascendência e descendência[editar | editar código-fonte]

Filho de João Maria Palma (1 de Dezembro de 1933 - 28 de Agosto de 1996) e de Maria do Côrro (23 de Dezembro de 1936). Tem dois filhos (um casal) do seu primeiro casamento (14 de Agosto de 1984) com Karima Sadrudin Manji e foi casado em segundas núpcias (10 de Outubro de 2008) com Clara Pinto Correia, de quem se divorciou em 18 de Novembro de 2010, sem descendência.

Notas e referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]