Pedro de Araújo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pedro de Araújo (? m. 1715) foi um compositor e organista português.

Dados Biográficos[editar | editar código-fonte]

Pedro de Araújo (cerca de 1640-1705) foi um organista e compositor português. Trabalhou na Arquidiocese de Braga, havendo registo de ter exercido os cargos de Mestre de Coro, e professor de música, no Seminário Conciliar de S. Pedro e S. Paulo em Braga, entre 1662 e 1668, e de segundo organista da Sé Catedral de Braga até 1665. Em 1665, ele assumiu um cargo em Joane (Famalicão), onde trabalhou até, pelo menos, 1704.

Pedro de Araújo tem 13 obras para órgão, e outras seis são-lhe atribuíveis devido a características estilísticas. A sua escrita musical inclui elementos Aragoneses, italianos e português. A sua peça mais famosa é a Batalha de 6º tom, que inclui muitos elementos da Batalha de Clément Jannequin.

[1] [2]

Referências

  1. Manuel Valença A arte organística em Portugal, 1326-1750, Braga, 1990, pp. 190-196: "IMPORTÂNCIA DA OBRA DE PEDRO DE ARAÚJO: Do seu labor consciente como organista compositor algo resta de muito valioso. Tanto quanto basta para nos revelar a alta qualidade da sua produção musical. "
  2. Macario Santiago Kastner Carlos de Seixas, Coimbra editora limitada, 1947: "Organistas como Cabanilles, Elias, Pedro de Araújo e os seus contemporâneos são os últimos fanais do concentrado estilo organístico da tradição hispânica"

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Apel, Willi (1972), The History of Keybord Music To 1700, Bloomington/London, Indiana University Press. [pp. 775-776].

Bernardes, J. M. R. e Bernardes, I. R. S. (2003), Uma Discografia de Cds da Composição Musical em Portugal: Do Século XIII aos Nossos Dias, INCM, pp. 56-60.

Cabral, Luís (1982), “Catálogo do Fundo de Manuscritos Musicais”, Biblioteca Portucalensis, 2ª Série, n.º 1, Porto, pp. 44-48.

Carneiro, Álvaro (1959), A Música em Braga, Separata de Theologia, pp. 54-55.

Doderer, Gerhard (1974), Obras Selectas para Órgão: Ms. 964 da Biblioteca Pública de Braga, Portugaliae Musica, vol. XXV, Fundação Calouste Gulbenkian.

Doderer, Gerhard (2001), “Araújo, Pedro de”, The New Grove Dictionary of Music and Musicians, vol. 1, p. 840, Segunda Edição, Londres, Macmillan.

Kastner, Macário Santiago (1946), “Três libros desconocidos con música orgánica en las Bibliotecas de Oporto y Braga”, Anuário Musical, vol. I, Barcelona, pp. 143-151.

Kastner, Macário Santiago (1947), Carlos Seixas. Coimbra: Coimbra Editora. [pp. 35-46].

Kastner, Macário Santiago (1950), Cravistas Portugueses, Vol. II, pp. 2-5, Edition Schott.

Kastner, Macário Santiago (1973), “Orígenes y evolución del tiento para instrumentos de tecla”, Anuário Musical, Barcelona, vol. XXVIII, pp. 11-86. [Ver: pp. 78-79]

Kastner, Macário Santiago (1978), Pedro de Araújo: Cinco Peças para Instrumentos de Tecla, Edição Valentim de Carvalho, CI SARL.

Kastner, Macário Santiago (1979), Três Compositores Lusitanos: António Carreira, Rodrigues Coelho, Pedro de Araújo, Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 117-144.

Nery, Rui Vieira (1994), Batalhas & Meios Registos, [Notas ao CD de Joaquim Simões da Hora], Movieplay, Lisboa.

Speer, Klaus (1967), Fr. Roque da Conceição: Livro de Obras de Órgão, Portugaliae Musica, vol. XI, Fundação Calouste Gulbenkian.

Speer, Klaus (1980), “Araújo, Pedro de”, The New Grove Dictionary of Music and Musicians, vol. 1, p. 544, Londres, Macmillan.

Valença, Manuel (1990), A Arte Organística em Portugal: c. 1326-1750, vol. I, Braga, pp. 190-196.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Janeiro, João Paulo (2000), A influência da Música Italiana para Tecla: Na 2ª Metade do Século XVII e 1ª Metade do Século XVIII, MoviePlay Classics.

Castro, Ana Mafalda (1995), Música Portuguesa para Tecla: Séculos XVI e XVII, Emi-Valentim de Carvalho Música. Clássicos Portugueses 4, Jornal Público.

Hora, Joaquim Simões da (1994), Lusitana Musica, Volume I, Órgãos Históricos Portugueses: Évora, Porto, Emi-Valentim de Carvalho Música.

Hora, Joaquim Simões da (1994), Lusitana Musica, Volume III, Órgãos Históricos Portugueses: Faro, Óbidos, Emi-Valentim de Carvalho Música.

Hora, Joaquim Simões da (1994), Batalhas & Meios Registos, MoviePlay. Fundação Calouste Gulbenkian e Lisboa 94: Capital Europeia da Cultura.

Vaz, João (2011), El Organista “Portogoes”: Livro de obras de Orgão juntas pella coriosidade do P. P. Fr. Roque da Cõceição, Anno de 1695: Zaragoza, Institucion Fernando El Católico.