Penhascos brancos de Dover

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os penhascos brancos de Dover

Os penhascos brancos de Dover, ou, na sua forma portuguesa, de Dôver, são falésias que formam parte da costa inglesa em frente ao Estreito de Dover e a França. As falésias são parte da formação North Downs. A face do penhasco, que atinge até 110 m,[1] deve a sua impressionante fachada a sua composição de giz, acentuada por listras de sílex preto. As falésias se propagam a leste e a oeste da cidade de Dover, no condado de Kent, um antigo e ainda importante porto Inglês.

As falésias têm grande valor simbólico na Grã-Bretanha porque se situam em frente à Europa Continental, através da parte mais estreita do Canal da Mancha, onde invasões têm historicamente ameaçado o país, e contra as quais as falésias formam uma guarda simbólica. Dover foi à principal rota para o continente antes do advento das viagens aéreas, a linha branca de falésias também formou a primeira ou a última visão da Inglaterra para os viajantes.

Localização[editar | editar código-fonte]

Os penhascos vistos a partir de Cap Gris Nez, France

As falésias estão localizadas ao longo da costa da Inglaterra entre as coordenadas 51° 06′ N 1° 14′ E e 51° 12′ N 1° 24′ E. Os penhascos brancos estão em uma extremidade do Kent Downs sendo designados como uma Area of Outstanding Natural Beauty.[2]

Durante o verão de 1940, os jornalistas se reuniam no Shakespeare Cliff para assistir os combates aéreos entre aviões alemães e britânicos durante a Batalha da Inglaterra.[3] Em um dia claro, as falésias são facilmente visíveis a partir da costa francesa.

Em 1999, um centro de visitantes do National Trust foi construído na área. O edifício abriga um restaurante, um centro de informações sobre o trabalho do National Trust, e detalhes do local, arqueologia, história e paisagem.[4]

Referências

  1. Coastal walk – White Cliffs of Dover, South-East Kent The National Trust.
  2. Area of Outstanding Natural Beauty, The White Cliffs Countryside Partnership, retrieved 25 October 2012.
  3. Sperber, A. M.. Murrow, His Life and Times. [S.l.]: Fordham University Press, 1998. 161 pp. ISBN 0-8232-1881-3.
  4. Susan Dawson, Visitor Centre, White Cliffs of Dover van Heyningen & Haward Architects, Architects Journal, 27 May 1999 (subscription required).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Penhascos brancos de Dover