Pennywise (personagem)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Traje de Halloween do personagem Pennywise.


Pennywise ou (Parcimonioso, em português) é uma criatura sobrenatural que muda de forma, mas geralmente aparece na forma de um palhaço para atrair a sua presa preferida as crianças, alimentando-se dos medos e fobias das crianças que moram na cidade fictícia de Derry, no livro It (A Coisa), publicado em 1986 pelo escritor de livros de terror Stephen King. É um dos seus romances mais volumosos, com mais de 1.000 páginas. A criatura pode ler a mente de suas vítimas e tomar a forma do que lhe da mais medo, assim como Freddy Krueger. Se denomina como devorador de mundos e de crianças também.

Essa entidade em forma de palhaço foi interpretado pelo ator inglês Tim Curry no filme IT - Uma Obra Prima do Medo em 1990.

Serviu de inspiração para o nome da banda de punk rock californiana Pennywise.

Essa criatura tambem é representada na serie Supernatural na segunda temporada.

Origem[editar | editar código-fonte]

Pennywise é uma criatura que pode mudar de forma, ler pensamentos, estar em mais de um lugar ao mesmo tempo e possivelmente causar câncer nas pessoas (como ameaçara certa vez durante o livro).

Pennywise apareceu na Terra há muitos séculos, em um evento cataclismático, similar a uma colisão de um asteroide, em um lugarzinho que futuramente seria Derry, no estado do Maine (onde se passa a história do livro). Aparentemente, Pennywise esperou milhões de anos em silêncio até o aparecimento dos humanos (O que de alguma forma ele sabia que iria acontecer). Desde então ele acorda em ciclos de 25 a 30 anos, e caça crianças, atraindo-as como um simples palhaço para depois devorá-las.

De acordo com o próprio Pennywise, ele prefere crianças porque os medos de uma criança são mais fáceis de tomar uma forma física e consequentemente é mais fácil de assustá-las (diferente de adultos, que tem medo de coisas mais sem forma, como falência, solidão, o que vem após a morte, etc). Para Pennywise, deixar a criança assustada antes de devorá-la equivale a "temperar a carne". Os ciclos da Coisa são conhecidos por serem extremamente violentos, mas as pessoas acabam se esquecendo disso devido a influência que a Coisa tem sobre o povo e a cidade de Derry.

A coisa possui um rival, conhecido como "A Tartaruga", outra entidade superior que criara o Universo em que vivemos, mas que tanto a Coisa quanto a Tartaruga são seres criados por outra entidade maior, conhecida como "O Outro". A Coisa e a Tartaruga são eternos inimigos, já que a primeira é a forma da destruição, enquanto a segunda representa a criação.

Apesar de serem praticamente idênticos e opostos, a Coisa considera-se um ser superior, acreditando que seu rival é "quase tão superior quanto ele" e os humanos são meros brinquedos. Em algumas partes do livro vemos as coisas do ponto de vista da Coisa, onde descobrimos o que ele pensa, porque ele age da maneira que age, e tantas outras coisas.

Durante o livro, a Coisa enfrenta um grupo de crianças conhecidas como "O Clube dos Perdedores", o que a força a entrar em hibernação mais cedo do que o esperado. No próximo ciclo, a coisa desperta e volta a assassinar crianças, forçando as crianças do Clube dos Perdedores, agora adultos, a voltar e acabar definitivamente com o monstro.

As Principais formas da coisa[editar | editar código-fonte]

Na realidade, de onde a Coisa veio, as formas são de um plano além do físico, e a aranha é o mais perto que chegamos a ver de sua forma real. Esse plano é batizado pela Coisa de "Deadlights", que nunca são vistas no nosso plano e portanto a verdadeira forma da Coisa nunca é revelada. Dizem que conseguir encontrar as "Deadlights" leva qualquer pessoa a insanidade.

Quanto ao nome, a Coisa afirma que se chama Robert Gray

Os Ciclos da Coisa[editar | editar código-fonte]

  • 17401743: A Coisa desperta e cria um reinado de terror de três anos que termina com centenas de pessoas desaparecidas na cidade de Derry.
  • 1851: A Coisa desperta quando um homem envenena sua família e depois comete suicídio comendo um cogumelo altamente venenoso, causando uma morte horrível.
  • 18761879: A Coisa desperta e volta a hibernar após um grupo de lenhadores ser encontrado morto.
  • 19571958: A Coisa desperta durante uma grande tempestade. São os eventos que dão início a história do livro.
  • 19841985: A Coisa desperta novamente quando um grupo de homofóbicos assassina um casal gay, jogando um dos homens de uma ponte, eventos que realmente aconteceram no Maine. É a segunda parte do livro, que finaliza a história da "A Coisa".

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.