Peptídeo sinal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Peptídeo sinal é uma sequência que possui entre 15 e 60 aminoácidos geralmente localizada na região N-terminal de proteínas.[1] . Muitas das proteínas sintetizadas nos compartimentos celulares não desempenham seus papéis biológicos necessariamente nos locais onde são geradas, necessitando ser exportadas para a região específica onde exercerão suas funções. A sequência do peptídeo sinal tem por função marcar as proteínas que serão exportadas para determinados locais, como por exemplo, o ambiente extracelular. Estas proteínas são reconhecidas por meio do peptídeo sinal, o qual, após a exportação, é removido da proteína por meio da ação de proteases. Peptídeos sinais também podem ser compostas por sequências localizadas internamente em proteínas, não sendo posteriormente removidas, mantendo-se como parte integrante da proteína.[2] [1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b ALBERTS, B.; JOHNSON, A.; LEWIS, J.; RAFF, M.; ROBERTS, K.; WALTER, P.. Molecular Biology of the Cell. NewYork: Garland science, Taylor & Francis Group, 2008. 1268 p. ISBN 9780815341062
  2. CLARK, D. P.. Molecular Biology: Understanding the Genetic Revolution. Oxford: Elsevier Academic Press, 2005. ISBN 0121755517.
Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia molecular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.