Perfis UML

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os perfis UML constituem um mecanismo de extensão do padrão UML. Perfis não são considerados um mecanismo de extensão de primeira classe, dado que não permitem a modificação de metamodelos existentes, em vez disso, possibilitam a adaptação de um metamodelo existente adicionando construções específicas de um domínio, plataforma ou método em particular.[1]

Aplicação[editar | editar código-fonte]

Um perfil estende, com uma finalidade bem específica, um subconjunto de UML, adaptando-o de acordo com a necessidade. Exceto para as pessoas envolvidas com o design de metamodelos, raramente se cria um novo perfil. Em vez disso, é mais comum que se use um perfil criado para um propósito específico [2] , como, por exemplo, para modelar elementos de Programação orientada a aspecto.

Referências

  1. Especificação UML 2.4 Beta 2 - Infrastructure, Capítulo 12
  2. Fowler, Martin. UML Distilled - 3a. Edição. Addison-Wesley. 2003, p.66.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]