Pescênio Níger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Caio Pescênio Níger (português brasileiro) ou Caio Pescénio Níger (português europeu) (em latim: Gaius Pescennius Niger; ca. 140194) foi um usurpador romano, nascido de uma antiga família equestre.[1] Tomou o título de imperador romano a partir de abril ou maio de 193 (o "ano dos cinco imperadores") até outubro de 194.

Moeda cunhada por Pescênio Níger.

Níger era governador da província romana da Síria, e foi proclamado imperador pelas legiões orientais do Império, após o assassinato de Pertinax e o "leilão" do título imperial feito a Dídio Juliano. Entre as províncias que ficaram sob seu controle direto estava o Egito, e ele conseguiu também o apoio do governo da Ásia. Emboras estas terras contivessem grandes riquezas, outro general rebelde, Septímio Severo, conseguiu tomar Roma, inicialmente, e marchou para o Oriente. Níger foi derrotado em Cízico e Niceia (193) e, de maneira definitiva, em Isso (194); forçado a recuar até Antioquia, Níger foi morto enquanto tentava fugir para a Pártia.

O nome Niger significa "negro" em latim - o que estabelece um curioso contraste com um de seus rivais pelo trono, em 194, Clódio Albino.

Referências

  1. Dião Cássio, Livro 75.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Southern, Pat. The Roman Empire from Severus to Constantine. London and New York: Routledge, 2001.
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.