Peste Noire

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Peste Noire
Informação geral
Origem Avinhão, França
Gênero(s) Black metal
Período em atividade 2000–presente
Gravadora(s) La mesnie Herlequin [1]
Afiliação(ões) Alcest
Valfunde
Integrantes La sale Famine de Valfunde
Ardraos
Sainte Audrey-Yolande de la Molteverge
Ex-integrantes Argoth
Neige
Winterhalter
Andy Julia
Ragondin
Indria [2]

Peste Noire ("peste negra" em francês), também conhecida como P.N. ou K.P.N. (Kommando Peste Noire) é uma banda de black metal de La Chaise-Dieu, originalmente de Avinhão. A banda toca black metal tradicional com algumas influências da música gálica. Quase todas as músicas foram escritas pelo fundador e único membro fixo da banda, La Sale Famine de Valfunde. [3] . Os temas mais frequentes em suas músicas são a idade média, conflitos pessoais e o nacionalismo francês, já tendo usado poemas de François Villon e Charles Baudelaire em suas letras.

O grupo foi fundado por Valfunde em 2000, sob o nome de Dor Daedeloth, nome tirado de uma região fictícia do mundo de Senhor dos Anéis. Na época, contava com Neige como baterista e Argoth, que depois contribuiria para Alcest, como baixista. Logo após lançar a demo "Aryan Supremacy", a banda mudou o nome para Peste Noire.

A banda é frequentemente acusada de racista e fascista, o que foi negado por Valfunde, que se autodenomina um anarquista de direita, além de negar os frequentes cultos a Satã presentes na cena do black metal. [4] Instituições a quem a banda mostrou admiração incluem a Legião Estrangeira Francesa e a Action Française

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio
  • La Sanie des siècles – Panégyrique de la dégénérescence (2006)
  • Folkfuck Folie (2007)
  • Ballade cuntre lo Anemi francor (2009)
  • L'ordure à l'état pur (2011)
  • Peste Noire (2013)
EP
  • Lorraine Rehearsal (2007)
Splits
  • Mémoire Païenne (2002)
  • Horna/Peste Noire (split com Horna) (2007)
Compilações
  • Mors orbis terrarum (2007)
  • Les démos (2012)
Demos
  • Aryan Supremacy (2001)
  • Macabre transcendance... (2002)
  • Phalènes et pestilence – Salvatrice averse (2003)
  • Phalènes et pestilence' (2005)

Referências