Petites écoles de Port-Royal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Imagem de uma construção de Port-Royal que abrigava as Petites écoles no século XVII (antes de sofrer ampliação no século XIX, vista na foto). Atualmente, lá está localizado o museu existente no local.

Petites écoles de Port-Royal (em português: Escolinhas de Port-Royal) foi o nome dado às escolas que utilizavam um sistema de ensino estabelecido em 1637 pelos intelectuais que se reuniram em Port-Royal-des-Champs na metade do século XVII no auge da controvérsia Jansenista. Elas funcionaram até 1660.

Estudantes e professores[editar | editar código-fonte]

Jean Racine foi aluno[1] de 1655 a 1666. Outro aluno destacado foi o economista Pierre Le Pesant de Boisguilbert.

Seus professors estavam entre os maiores intelectuais da época:

Referências

  1. Stanford Encyclopedia of Philosophy. Antoine Arnauld (em português). Página visitada em 18 de abril de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Frédéric Delforge, Les petites Ecoles de Port-Royal, Paris Cerf, 1985.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.