Peyton Manning

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Peyton Manning

Peyton Manning com a camisa dos Broncos (2012).
No. 18     Denver Broncos
Quarterback
Informações pessoais
Data de nascimento: 24 de março de 1976 (38 anos)
Local de nascimento: Nova Orleães, Luisiana
Colegial : Isidore Newman High School
Altura: 6 ft 5 in (1 96 m) Peso: 230 lb (104 kg)
Informação da carreira
Faculdade: Universidade do Tennessee
Draft da NFL: 1998 / Rodada: 1 / Escolha: 1
Estreou em 1998 pelo Indianapolis Colts
História da carreira
 Como jogador:
Pontos altos na carreira e prêmios
Estatísticas de carreira na NFL até a temporada de 2013
Passes tentados     8 452
Passes completados     5 532
PCT     65,5%
TD-INT     491–219
Jardas aéreas     64 964
QB Rating     97,2
Estatísticas no NFL.com

Peyton Williams Manning (Nova Orleães, 24 de março de 1976) é um jogador de futebol americano que atua na posição de quarterback pelo Denver Broncos na National Football League.[1] Começou sua carreira pela Universidade do Tennessee em 1994 e depois jogou por catorze anos pela equipe profissional do Indianapolis Colts da NFL. Manning é reconhecido por muitos especialistas do esporte como um dos melhores atletas de sua geração, sendo nomeado cinco vezes o Jogador Mais Valioso (MVP) da liga, mais do que qualquer outro jogador.[2]

Peyton é filho de Archie Manning (ex-quarterback do New Orleans Saints) e Olivia Manning. É o irmão mais velho do quarterback do New York Giants Eli Manning e mais novo do ex-receiver de Ole Miss Cooper Manning.[3]

Possui diversas marcas e recordes na NFL, incluindo maior quantidade consecutiva de temporadas com somatório de passes maior que quatro mil jardas (seis, entre as temporadas de 1999 e 2006) e maior quantidade de temporadas com somatório de passes maior que quatro mil jardas, com um total de treze[4] [5] e ainda detém o recorde de maior quantidade de jardas e de passes para touchdown em uma única temporada (55 TDs e 5 477 jardas em 2013). Desde que foi recrutado pelos Colts em 1998, Manning liderou o seu time com o melhor índice de conversão de terceiras descidas da liga, com 44,6%, e em quartas descidas, com 61,1%. Na temporada em que os Colts venceram o Super Bowl XLI, em 2006-07, Manning ajudou o time a quebrar o recorde da NFL, convertendo 56,1% de suas terceiras descidas.[6]

Em 2010, ele foi citado pela revista The Sporting News como um dos "jogadores mais inteligentes" dos esportes americanos.[7] Manning também é conhecido por fazer inúmeros comerciais e ser garoto-propaganda de muitas marcas rentáveis. Ele foi inclusive capa do jogo eletrônico de futebol americano para Xbox NFL Fever e também foi apresentador de um episódio do programa Saturday Night Live.[8] [9]

Em 2011 o jogador passou por três cirurgias (duas no pescoço e uma na coluna), o que o forçou a ficar de fora da temporada daquele ano.[10] Então, em 7 de março de 2012, foi anunciado em uma entrevista coletiva em Indianápolis que o quarterback estava oficialmente deixando os Colts.[11]

Começo da carreira[editar | editar código-fonte]

Colegial[editar | editar código-fonte]

Manning estudou na Isidore Newman School, onde liderou seu time e conquistou 34 vitórias e cinco derrotas nos três anos em que foi titular.[12] [13] Manning chegou a ser nomeado para o Gatorade Circle of Champions National Player-of-the-Year[14] e Columbus (Ohio) Touchdown Club National Offensive Player-of-the-Year, em 1993.[12]

Universidade do Tennessee[editar | editar código-fonte]

Peyton Manning atuou por quatro anos pelo Tennessee Volunteers, pelo qual fez 11 201 jardas e 89 touchdowns, ganhando 39 dos 45 jogos como titular, um recorde até então. Manning recebeu uma indicação para o Troféu Heisman em 1997, mas acabou ficando em segundo lugar, perdendo para o cornerback Charles Woodson.[15] Na faculdade ganhou vários prêmios e reconhecimento, sendo considerado o melhor QB da história da Universidade do Tennessee e foi também selecionado para a Seleção Universitária (All-America) várias vezes.[16] [17]

Estatísticas na NCAA
Tennessee Volunteers
Temporada Passando a bola Correndo com a bola
Comp Ten Jardas Pct% TD Int QB Rating Ten Jardas Média TD
1994 89 144 1 141 61,8% 11 6 145,2 21 -28 -1,3 0
1995 244 380 2 954 64,2% 22 4 146,5 41 6 0,1 0
1996 243 380 3 287 63,9% 20 12 147,7 42 -131 -3,1 0
1997 287 477 3 819 60,2% 36 11 147,7 49 30 0,6 0
Total 863 1 381 11 201 62,5% 89 33 147,1 153 -183 -0,6 0

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

NFL[editar | editar código-fonte]

Indianapolis Colts[editar | editar código-fonte]

Temporada de 1998: temporada como calouro[editar | editar código-fonte]

Manning foi o primeiro jogador selecionado na primeira rodada do Draft de 1998 da NFL, pelo Indianapolis Colts. Em sua primeira temporada ele passou para 3 739 jardas, além de ter feito 26 touchdowns e também quebrou cinco recordes diferentes para um calouro (rookie). A primeira vitória como profissional veio contra o San Diego Chargers do quarterback Ryan Leaf (a grande decepção do Draft).[18] Na semana seguinte Manning enfrentou Steve Young e fez três touchdowns, quebrando o recorde de TDs de um novato em um jogo para um QB dos Colts, mas o San Francisco 49ers conseguiu fazer um field goal decisivo, marcando 34 a 31 no final. Em novembro, em um jogo contra o New York Jets, Manning lançou mais três TDs e foi nomeado AFC Offensive Player of the Week (jogador ofensivo da semana pela AFC)[19] e durante essa partida teve sua primeira campanha para a vitória (game-winning drive) da carreira, lançando um touchdown para o recebedor Marcus Pollard. Naquela temporada, os Colts perderam muitos jogos por poucos pontos e terminaram com três vitórias e treze derrotas.[20]

Temporada de 1999: primeiros quatro mil[editar | editar código-fonte]

Os Colts abriram a temporada de 1999 com uma vitória por 31 a 14 sobre o Buffalo Bills,[21] mas na semana seguinte veio uma derrota para o New England Patriots[22] depois de estar vencendo por 28 a 7. Depois veio uma vitória sobre os Chargers por 27 a 19, ocasião em que Manning lançou para quatrocentas jardas.[23] Depois de uma derrota para o Miami Dolphins, os Colts venceram onze dos doze jogos seguintes, ganhando a divisão com uma campanha de treze vitórias e três derrotas. Nos playoffs de 1999, o Indianapolis acabou perdendo para o Tennessee Titans por 19 a 16, e Manning não conseguiu fazer um TD na partida. Ele encerrou a temporada com 4 135 jardas e 26 touchdowns, sendo chamado para o Pro Bowl (jogo das estrelas) e também nomeado para a seleção da temporada (All-Pro), sendo as duas nomeações as primeiras de sua carreira.[24]

Temporada de 2000[editar | editar código-fonte]

Os Colts começaram a temporada de 2000 de forma inconsistente.[25] Depois de uma vitória sobre o Kansas City Chiefs, o time deixou o Oakland Raiders virar um jogo que perdia por 21 a 0. O Indianapolis respondeu com uma vitória em pleno Monday Night Football, um dos programas de maior audiência da televisão americana, contra o Jacksonville, por 43 a 14, com ótima atuação de Manning, que lançou para 430 jardas e quatro touchdowns. Peyton foi nomeado Jogador Ofensivo da AFC naquela semana por sua atuação.[26] Os Colts venceram então quatro dos cinco jogos seguintes, incluindo uma vitória sobre o New England, em que Manning teve seu primeiro jogo com um índice de aproveitamento (rating) perfeito em sua carreira, mas em seguida perderam quatro de cinco partidas. Porém, o time de Indiana conseguiu vencer os últimos três jogos da temporada, incluindo uma vitória por 31 a 10 sobre o Minnesota Vikings na semana 17, quando Manning lançou quatro touchdowns e foi mais uma vez nomeado jogador ofensivo da semana na sua conferência, e a equipe terminou a temporadada com dez vitórias e seis derrotas, classificando-se para os playoffs na repescagem (wild card). No jogo de repescagem os Colts perderam na prorrogação para o Miami Dolphins por 23 a 17. Manning passou para 194 jardas e apenas um touchdown durante aquela derrota. Ele terminou essa temporada com 4 413 jardas e 33 touchdowns, e foi nomeado pela segunda vez All Pro e para o Pro Bowl, onde lançou para três touchdowns.[27]

Temporada de 2001[editar | editar código-fonte]

Durante a temporada de 2001, Manning e os Colts apresentaram à liga o que seria a "marca registrada" do ataque do time de Indiana, o chamado ataque sem conferência (no-huddle offense), que foi usado com grande sucesso contra os Jets na semana 1, na vitória por 45 a 24.[28] [29] Na semana seguinte o Indianapolis Colts venceu seu segundo jogo, desta vez contra o Buffalo, quando Manning lançou para 421 jardas e foi nomeado Jogador Ofensivo da AFC naquela semana. Entretanto, os Colts perderam os três jogos seguintes. Depois de duas vitórias, o time perderia sete das nove partidas seguintes, terminando a temporada com uma campanha de seis vitórias e dez derrotas. Apesar da péssima campanha, Manning terminou a temporada com 4 131 jardas e 26 touchdowns. Insatisfeitos com o péssimo desempenho do time e com repetidos fracassos na pós-temporada, os Colts despediram seu treinador Jim Mora.[30]

Peyton Manning (à esquerda) jogando no Pro Bowl de 2007.
Temporada de 2002[editar | editar código-fonte]

Jim Irsay, dono do time, chamou Tony Dungy para ser o novo treinador. Os Colts começaram a temporada de 2002 com quatro vitórias em cinco jogos, mas depois perderam três partidas consecutivas. O Indianapolis respondeu vencendo seis dos últimos oito jogos, incluindo uma vitória por 35 a 13 sobre o Philadelphia Eagles, quando Manning conseguiu o segundo jogo perfeito de sua carreira. Os Colts terminaram 2002 com uma campanha de dez vitórias e seis derrotas, conseguindo um lugar nos playoffs.[31] Contudo, a equipe foi eliminada pelos Jets no jogo de repescagem por 41 a 0, com Manning passando para apenas 137 jardas. Ele terminou o ano com 4 200 jardas e 27 touchdowns e foi nomeado mais uma vez para o Pro Bowl, onde completou cinco de onze passes para cem jardas e um touchdown.[32]

Temporada de 2003: MVP season[editar | editar código-fonte]

Em 2003, os Colts começaram a temporada com cinco vitórias e nenhuma derrota, incluindo uma vitória por 55 a 21 sobre o New Orleans Saints, quando Manning fez o terceiro jogo perfeito de sua carreira, sendo mais uma vez nomeado Jogador Ofensivo da AFC naquela semana. Depois de uma derrota na prorrogação para o Carolina Panthers, os Colts venceram todos os jogos daquela temporada com exceção de três, terminando com uma campanha de doze vitórias em dezesseis jogos.[33] Na semana 14, contra o Atlanta Falcons, Peyton lançou para cinco touchdowns e foi nomeado Jogador da Semana pela segunda semana seguida. Ele também foi nomeado Jogador Ofensivo do Mês na AFC (AFC Offensive Player of the Month) em outubro. No jogo de repescagem dos playoffs, Manning e os Colts derrotaram o Denver Broncos por 41 a 10, a primeira vitória da carreira de Manning na pós-temporada.[34] Ele passou para 377 jardas e lançou para cinco touchdowns nesse jogo, que deu a ele o aproveitamento (rating) perfeito para um quarterback, o segundo daquele ano e o quarto da carreira. Depois do jogo, Peyton recebeu o prêmio de Jogador da Semana pela terceira vez naquela temporada. Nos playoffs de divisão, Manning liderou os Colts na vitória por 38 a 31 em cima do Kansas City Chiefs. Na final da AFC, ele sofreu uma amarga derrota para o New England Patriots, em um jogo dominado pela defesa adversária, quando teve o terceiro pior índice de produtividade de sua carreira, com apenas 35,5 de aproveitamento, num máximo de até 158,3. A defesa dos Patriots interceptou Manning quatro vezes, e ele também sofreu quatro sacks. Os Colts acabaram perdendo o jogo por 24 a 14. Durante a temporada, Manning foi nomeado Melhor Jogador do Mês de Setembro pela liga e também MVP da NFL pela Associated Press, junto com o QB do Tennessee Titans, Steve McNair.[35] Manning também recebeu o prêmio ESPY de melhor jogador do ano. Ele liderou a liga com 4 267 jardas e fez 29 touchdowns, foi nomeado All-Pro e também selecionado para o Pro Bowl. Ele passou para 342 jardas e fez três touchdowns no jogo das estrelas, na derrota da AFC por 55 a 52.[36]

Temporada de 2004: MVP pela segunda vez[editar | editar código-fonte]

No começo da temporada de 2004, os Colts começaram com uma derrota por 27 a 24 para os Patriots, depois que Mike Vanderjagt perdeu o field goal que daria o empate aos Colts nos segundos finais.[37] O Indianapolis conseguiu vencer seus quatro jogos seguintes, incluindo uma vitória por 45 a 31 sobre o Green Bay Packers, quando Manning lançou para cinco touchdowns, sendo nomeado melhor jogador da AFC naquela semana. O time, entretanto, perdeu seus dois jogos seguintes, para Jacksonville e Kansas City, apesar de Manning ter somado 840 jardas nas duas partidas.[38] Os Colts se recuperaram vencendo oito jogos consecutivos antes de perder a última partida da temporada para o Denver. Durante o mês de novembro, Peyton foi nomeado Jogador Ofensivo da Semana na AFC por duas vezes: a primeira quando lançou para cinco touchdowns na vitória de 49 a 14 sobre o Houston Texans e a outra na vitória por 41 a 9 sobre o Detroit Lions, quando lançou para seis touchdowns. Pela sua performance em novembro, Manning foi nomeado Jogador Ofensivo do Mês na Conferência Americana. Ele também seria nomeado Jogador Ofensivo da Semana na AFC pela quarta vez na semana 16, em um jogo contra o San Diego, quando comandou a vitória dos Colts por 34 a 31.[39]

Durante a temporada, Manning lançou para 4 557 jardas, terminou com um rating recorde de 121,1 e lançou para 49 touchdowns, quebrando o recorde de Dan Marino, que era de 48. Ele foi escolhido como MVP da NFL pela Associated Press naquela temporada, com 49 dos 50 votos possíveis, foi nomeado jogador ofensivo do ano pela liga e ainda recebeu o prêmio ESPY de melhor jogador da liga pelo segundo ano consecutivo.[9] Manning também recebeu outro prêmio ESPY por sua atuação naquele ano, com seus 49 touchdowns. Os Colts terminaram a temporada com uma campanha de doze vitórias e apenas quatro derrotas e levaram o título da divisão AFC South pela segunda vez consecutiva. Três dos wide receivers do Indianapolis Colts somaram ao menos mil jardas e receberam dez touchdowns cada naquela temporada.[40]

No jogo de repescagem, contra o Denver, Peyton Manning passou para 458 jardas e quatro touchdowns.[41] Contudo, os Colts acabaram derrotados em Foxborough por 20 a 3, a segunda derrota consecutiva na final da AFC diante do New England Patriots, quando Manning teve o seu pior índice de produtividade da temporada: 69,3.[41] Foi a sétima derrota consecutiva de Peyton para os Patriots na casa do adversário, e os Colts fizeram apenas três pontos, em sua pior performance desde a temporada de 2003. Manning foi nomeado novamente para o Pro Bowl, onde lançou para três touchdowns na vitória da AFC por 38 a 27, saindo de lá como MVP do jogo das estrelas. Manning também foi nomeado All-Pro mais uma vez ao término da temporada.[42]

Temporada de 2005[editar | editar código-fonte]

Em 2005, os Colts registraram uma grande melhora em seu desempenho. Com um ataque letal, venceram seus treze primeiros jogos, incluindo uma vitória por 40 a 21 sobre o New England Patriots, o time duas vezes campeão do Super Bowl, sendo essa a primeira vitória de Manning na casa dos Patriots (Foxborough) em oito tentativas. Ele ainda marcou três touchdowns, sendo nomeado Jogador Ofensivo da Semana na AFC.[43] Na semana 15, os Colts estavam invictos, com treze vitórias em treze jogos, e conseguiram assegurar vaga nos playoffs de forma antecipada, conquistando a divisão AFC South e a vantagem de jogar em casa durante a pós-temporada inteira. Tony Dungy decidiu usar todos os seus titulares contra os Chargers, mas o time acabou perdendo o jogo, por 26 a 17, e a invencibilidade. Manning terminou a temporada com 3 747 jardas, a primeira vez que ele lançou para menos de quatro mil jardas desde sua estreia como profissional, em 1998. Seu rating de quarterback ficou em 104,1, sendo o melhor da liga nesse aspecto.

Durante os playoffs, o Indianapolis enfrentou o Pittsburgh Steelers, em casa, no RCA Dome, pelos playoffs de divisão da AFC. No quarto período, a poucos minutos do final da partida, Manning lançou uma bola que foi agarrada pelo safety adversário Troy Polamalu, mas a interceptação foi anulada por uma falta que não existiu.[44] Os Colts marcaram em seguida um TD e conseguiram recuperar a bola faltando poucos minutos para o final do jogo com uma desvantagem de três pontos. Durante uma possível campanha para a vitória (game-winning drive), Manning foi derrubado perto da end zone em uma quarta descida, forçando os Colts a devolver a bola. O jogo parecia acabado quando os Steelers estavam perto da end zone adversária, mas na jogada seguinte ocorreu um fumble de Jerome Bettis, que foi recuperado pelo defensor dos Colts Nick Harper. Ele começou a retornar o fumble para marcar o que seria o touchdown da vitória, mas o quarterback dos Steelers, Ben Roethlisberger, conseguiu forçar um tackle na perna de Harper, parando-o. Depois disso, os Colts estavam na linha de 27 jardas dos Steelers, mas Mike Vanderjagt, até então o chutador mais preciso da liga, perdeu o field goal, e a temporada dos Colts foi encerrada.[45]

Manning ficou em segundo lugar na votação para MVP, perdendo para o running back Shaun Alexander, dos Seahawks. Ele recebeu o prêmio Walter Payton Man of the Year e foi indicado para o prêmio FedEx Air Player of the Year, junto com Tom Brady e Carson Palmer. Peyton foi nomeado All-Pro pelo terceiro ano consecutivo e também foi selecinado para o Pro Bowl, onde lançou três touchdowns, mas também cometeu três interceptações.[46] [47]

Temporada de 2006: rumo ao Super Bowl[editar | editar código-fonte]
Peyton Manning e os demais jogadores do Indianapolis Colts de 2006 visitam o presidente George W. Bush na Casa Branca após a vitória no Super Bowl XLI.

Os Colts começaram a temporada de 2006 vencendo os nove primeiros jogos, incluindo vitórias contra o Houston e o Washington, respectivamente nas semanas 2 e 7, que deram a Manning o título de Jogador Ofensivo da AFC. Na semana 9, outra vitória sobre o New England.[48] O Indianapolis Colts tornava-se então o único time na história da NFL a vencer seus nove primeiros jogos em duas temporadas consecutivas.[49] Peyton foi eleito novamente o jogador da semana após uma vitória sobre o Miami no último jogo daquele ano. Os Colts terminaram aquela temporada com uma campanha de doze vitórias e quatro derrotas, vencendo o título da AFC South pelo quarto ano seguido.[50] Manning terminou a temporada regular com 4 397 jardas e liderou a liga com 31 touchdowns. Seu rating (101,0) foi o mais alto da NFL e ficou acima de cem pelo terceiro ano seguido.[51]

Sob a liderança de Manning, os Colts derrotaram o Kansas City Chiefs na primeira fase dos playoffs, com um placar de 23 a 8. Depois veio a vitória sobre o Baltimore Ravens por 15 a 6, com uma grande atuação do novo chutador Adam Vinatieri.[52] Na Final da AFC, o Indianapolis começou perdendo para o rival New England Patriots sob a liderança do quarterback Tom Brady. Os Colts começaram em desvantagem de 21 a 3, mas no último período, Manning liderou seu time em uma campanha (drive) de oitenta jardas que terminou em um touchdown terrestre do novato Joseph Addai, garantindo a vitória do time de Indiana por 38 a 34. Manning terminou aquela partida com 349 jardas e dois touchdowns. A virada, que reverteu uma diferença de dezoito pontos, foi a maior na história das finais da AFC.[53]

Manning e o Indianapolis Colts foram até a cidade de Miami para o Super Bowl XLI, onde venceram o Chicago Bears por 29 a 17, sendo Manning nomeado MVP (jogador mais valioso) do Super Bowl.[54] Peyton, que sempre fora criticado por "amarelar" em jogos importantes, venceu o jogo mais importante de sua carreira com bravura e habilidade. "No passar dos anos nosso time sempre caía, e isso era decepcionante", comentou com a imprensa. "De alguma forma achamos um jeito de aprender com essas derrotas, e nós nos tornamos um time melhor por causa disso." Por seu papel na vitória dos Colts no Super Bowl, Manning levou o prêmio ESPY de melhor atuação numa final de campeonato. Manning foi selecionado para o Pro Bowl e também foi nomeado Second-team All-Pro; no Pro Bowl ele participou de apenas dois drives, passando para 67 jardas. Logo após a temporada, concordou em reestruturar seu contrato, abrindo assim 8,2 milhões de dólares no teto salarial dos Colts.[55]

Temporada de 2007[editar | editar código-fonte]

Manning e os campeões do Super Bowl abriram a temporada de 2007 com sete vitórias, tornando-se o primeiro time a vencer os sete primeiros jogos de temporada regular por três anos seguidos, até que o time de Indianápolis pegou o invicto New England Patriots, em um confronto chamado de "Super Bowl 41,5".[56] Peyton e o RB Joseph Addai lideraram os Colts, abrindo uma vantagen de 13 a 7 no intervalo. No começo do quarto período o placar apontava 20 a 10. Porém, Brady e os Patriots marcaram dois touchdowns, e Peyton Manning sofreu sua primeira derrota na temporada, por 24 a 20. Manning terminou o jogo com 225 jardas e um touchdown. Ele também anotou um TD correndo com a bola.[57]

Na semana seguinte veio outra derrota, contra o San Diego Chargers, quando Manning lançou seis interceptações. Apesar disso, ele conseguiu fazer os Colts sair de uma desvantagem de 23 a 0 para 23 a 21 e deu a Adam Vinatieri a chance de vencer o jogo com um field goal de 29 jardas. Mas Vinatieri não converteu o chute, e os Colts perderam a segunda seguida. Manning não jogou bem também na semana seguinte, contra o Kansas City Chiefs, quando não lançou nenhum touchdown. Contudo, conseguiu liderar um drive para Vinatieri chutar o field goal da vitória. Naquele jogo, Manning correu para duas jardas em uma situação de quarta descida, dando aos Colts uma nova chance no ataque. Ele terminou o jogo com 163 jardas, passando das quarenta mil jardas na carreira, e também chegou à vitória de número 100 como profissional.[58] Os Colts venceram seus cinco jogos seguintes, assegurando assim a liderança da AFC South pelo quinto ano seguido. No último jogo da temporada, Manning jogou dois drives e foi substituído pelo quarterback reserva, Jim Sorgi; os Colts acabaram perdendo para os Titans por 16 a 10.[59]

Peyton terminou a temporada com 4 040 jardas, 31 touchdowns e um rating de 98,0. No jogo de playoff de divisão, Manning e os Colts perderam para os Chargers por 28 a 24. Naquele jogo, Manning ajudou os Colts a recuperar quatro vezes a liderança, mas na última campanha ofensiva (drive) ele não conseguiu fazer um TD decisivo.[60] Peyton terminou aquela partida com 402 jardas e três touchdowns. Ele foi para o Pro Bowl naquela temporada e passou para 147 jardas e um touchdown em três drives.[61]

No Super Bowl XLII, Eli Manning, irmão mais novo de Peyton Manning, foi MVP da grande final e campeão com o New York Giants.[62]

Temporada de 2008: MVP pela terceira vez[editar | editar código-fonte]

No dia 14 de julho de 2008 Manning sofreu uma cirurgia para remover uma bursa infeccionada em seu joelho esquerdo.[63] Ele, que usava proteção no joelho desde a faculdade devido a algumas dores, ficou então de fora dos quatro jogos da pré-temporada e perdeu boa parte dos treinamentos. Sorgi e um time de QBs reservas foram chamados para jogar os amistosos pelos Colts e não deram conta do recado.

No primeiro jogo da temporada regular no novo estádio, o Lucas Oil Stadium, e mesmo com o retorno de Peyton Manning, o time de Indiana perdeu para o Chicago Bears por 29 a 13. Na semana seguinte, os Colts conseguiram virar um jogo contra o Minnesota Vikings depois de estar perdendo por 15 a 0 no segundo período, antes de Adam Vinatieri chutar um field goal de 47 jardas para tirar o zero do placar.[64] Manning conseguiu passar para 311 jardas e, assim, evitou uma derrota de seu time, vencendo por 18 a 15. Se os Vikings tivessem vencido, seria a primeira vez desde a temporada de Manning como calouro que o Indianapolis teria começado um ano com duas derrotas.

Peyton Manning, ao centro com a bola, jogando no Pro Bowl pela AFC.

Na semana 3, os Colts pegaram um rival de divisão, o Jacksonville Jaguars. Manning lançou duas interceptações naquele jogo, incluindo uma que foi retornada para TD pelo defensor Rashean Mathis. O Jacksonville correu para 236 jardas no chão e segurou a bola por 41 minutos dos 60 possíveis. Mesmo dominando totalmente o jogo, os Jaguars venciam por apenas seis pontos perto do final da partida, e Manning liderou o Indianapolis mais uma vez em um drive de 77 jardas que terminou em um touchdown, dando a liderança aos Colts por 21 a 20. Porém o chutador do Jacksonville, Josh Scobee, fez um field goal de 51 jardas para vencer o jogo e colocar a campanha dos Colts em apenas uma vitória e duas derrotas naquele ponto da temporada.[65]

Na semana seguinte, Peyton Manning conseguiu reverter no último período um déficit de 27 a 10 em apenas cinco minutos, para vencer o Houston Texans por 31 a 27. Foi a primeira vez na história da NFL que um time venceu o jogo no tempo regulamentar depois de estar perdendo por dezessete pontos nos últimos cinco minutos da partida. Manning, naquele jogo, lançou um TD de sete jardas em uma situação de 4th & 6 para o tight end novato Tom Santi deixar o jogo em 27 a 17. Então o quarterback do Houston, Sage Rosenfels, que substituía o titular Matt Schaub, sofreu um fumble enquanto corria com a bola, e esse fumble foi retornado por Gary Brackett para touchdown. Depois do fumble de Rosenfels, Manning lançou um TD de cinco jardas para Reggie Wayne sacramentar a vitória. Os Colts marcaram três TDs em pouco mais de dois minutos.[66]

No dia 12 de outubro Manning liderou os Colts em uma vitória arrasadora por 31 a 3 em casa contra o Baltimore Ravens.[67] Essa vitória deu a Manning o recorde de vitórias, com 108, ultrapassando Terry Bradshaw. Peyton foi nomeado então Jogador Ofensivo da AFC pela 17ª vez em sua carreira, pelo desempenho de três TDs e 271 jardas naquela semana. Foi então revelado pelos comentariastas da CBS, Jim Nantz e Phil Simms, que Manning sofrera uma segunda cirurgia no joelho antes de a temporada começar, informação que o treinador do Indianapolis, Tony Dungy, confirmaria um dia após a vitória sobre o Baltimore.

A maior derrota dos Colts naquela temporada veio na semana seguinte, para o Green Bay Packers, por 34 a 14. Manning lançou duas interceptações que acabaram sendo retornadas para touchdown. Na semana seguinte os Colts foram ao Tennessee para jogar contra os Titans no Monday Night Football — os Titans vinham de uma campanha com seis vitórias em seis jogos e lideravam a divisão. Os Colts lideravam por 14 a 6 no terceiro quarto, mas o Tennessee marcou 25 pontos seguidos e acabou com a vitória por 31 a 21, o que praticamente lhes garantiu a conquista da divisão AFC South pela primeira vez depois de seis temporadas consecutivas em posse dos Colts. O Indianapolis começava a temporada com uma campanha de três vitórias e quatro derrotas, indo para novembro com uma das piores campanhas dos últimos anos para o time. O jogo seguinte, contra os Patriots, era sempre aguardado com muita expectativa, devido à rivalidade criada pela imprensa e pelos torcedores entre Peyton Manning e Tom Brady, que tinha acabado de vir de uma temporada invicta, mas Brady se machucara na primeira semana da temporada, sendo substituído pelo reserva Matt Cassel, e nenhum dos dois times vinha mostrando o mesmo desempenho dos anos anteriores. Mesmo assim, o jogo foi muito disputado. A partida estava empatada em 15 a 15 quando Manning deu a vantagem para os Colts, colocando Adam Vinatieri em posição para um chute de 52 jardas que daria a vitória por 18 a 15. Manning completou 21 dos seus 29 passes para 254 jardas e dois touchdowns.[68] Na metade da temporada, o Indianapolis Colts tinha quatro vitórias e quatro derrotas, mas ainda estava vivo na disputa por uma vaga nos playoffs da AFC.

Na semana 10, os Colts viajaram até Pittsburgh para enfrentar os Steelers, que tinham até então seis vitórias e duas derrotas, com a melhor defesa da liga. Eles começaram atrás do placar, com um défict de 17 a 7 no segundo quarto, antes que Manning achasse Dallas Clark na end zone e fizesse um TD de duas jardas para terminar o primeiro tempo em 17 a 14. Perdendo por 20 a 17 no quarto período, Manning lançou para Dominic Rhodes fazer um touchdown de dezessete jardas, dando aos Colts a liderança por 24 a 20 no final do jogo. Este foi o quarto drive que Peyton Manning conduziu para dar a vitória ao Indianapolis (o 35º da carreira). Ele completou 21 de 40 passes para 240 jardas e três touchdowns (o quinquagésimo jogo em que ele lançou para três ou mais TDs). Essa também foi a primeira vez que os Colts venceram uma partida em Pittsburgh desde 1968 (até ali eram doze derrotas consecutivas).[69] Novamente contra o Houston na semana seguinte, Peyton passou para 320 jardas e dois TDs, com o quinto drive comandado por ele na vitória por 33 a 27, a terceira consecutiva para os Colts.[70] Manning foi novamente eleito o Jogador da Semana, a segunda vez naquela temporada e a 18ª na carreira do atleta.[71]

Em San Diego, Manning completou 32 de 44 passes para 255 jardas, dois TDs e uma interceptação na vitória por 23 a 20 contra os Chargers. A interceptação acabou com a sequência de 140 passes sem sofrer um turnover, a melhor marca da carreira. Depois de os Chargers se recuperarem de um déficit de dez pontos para empatar em 20 a 20 no último período, Manning liderou os Colts em mais um drive para a vitória, completando um passe de catorze jardas para Marvin Harrison em um situação de 4th & inches no meio do campo. Logo depois Adam Vinateri chutou o field goal de 51 jardas para vencer o jogo.[72] Esse foi o quinto game-winning drive de Manning em um quarto período na temporada, pondo fim a uma sequência de três derrotas seguidas para os Chargers. Peyton passou para apenas 125 jardas na semana seguinte, contra o Cleveland Browns, mas os Colts conseguiram vencer seu quinto jogo seguido, com o placar final de 10 a 6.[73]

Peyton Manning com um fã em 2006.

Na semana seguinte veio mais uma vitória, desta vez por 35 a 3 contra o Cincinnati Bengals, e Manning lançou três TDs, completando 26 de seus 32 passes para 277 jardas. Isso marcou a 11ª temporada seguida em que ele lançou pelo menos vinte TDs, a segunda maior sequência na história da liga.[74] Então, enfrentando o pior time da liga, o Detroit Lions, que terminaria a temporada com dezesseis derrotas, os Colts estavam empatando por 21 a 21 no final do quarto tempo, mas Manning liderou os Colts em seu sexto drive para a vitória na temporada, para vencer por 31 a 21. Esta foi a sétima vitória seguida do time naquele ano, tornando o clube o único na história da NFL a vencer sete jogos consecutivos em cinco temporadas seguidas, e também a sétima temporada seguida com dez ou mais vitórias. Manning completou 28 de 37 passes para 318 jardas e um TD contra os Lions.[75]

Precisando de uma vitória para conseguir chegar aos playoffs, Peyton Manning teve um dos melhores jogos de sua carreira em Jacksonville, no Thursday Night Football. Ele completou seus dezessete primeiros passes e, somado aos seis passes anteriores acertados contra o Detroit, ele completou 23 passes seguidos, um a menos que o recorde da NFL, pertencente a Donovan McNabb. Os Colts perdiam este jogo por 14 a 0 no final do primeiro tempo e por 24 a 14 no começo do último quarto. Manning liderou seu time, conseguindo pela sétima vez um drive para virada na temporada. O Indianapolis fez depois um TD defensivo para levar o jogo a 31 a 24, fazendo com que os Colts se garantissem nos playoffs pela sétima vez seguida. O quarterback do Indianapolis completou 29 dos seus 34 passes (85,7%) para 364 jardas e três TDs, estendendo o seu recorde na NFL com onze temporadas consecutivas com pelo menos 25 TDs.[76] Manning e os Colts igualaram o recorde da NFL, com três vitórias depois de estar perdendo por catorze pontos. Por isso Peyton foi nomeado Jogador Ofensivo da Semana na AFC pela terceira vez no ano. Essa foi a 19ª vez que Manning recebeu essa honra, ultrapassando Dan Marino. Ele também foi selecionado novamente FedEx Air Player of the Week. Com os playoffs assegurados, Manning jogou apenas um drive contra os Titans na semana 17. Ele completou todos os seus sete passes para 95 jardas e um TD[77] , estendendo seu recorde na NFL para nove temporadas com mais de quatro mil jardas na carreira e também continuou com o recorde de seis temporadas consecutivas em que os Colts tiveram pelo menos doze vitórias. No final da temporada de 2008, Manning foi nomeado Jogador Mais Valioso do ano pela terceira vez na carreira, empatando com Brett Favre com o maior número de prêmios de MVP na história da NFL até aquele momento.[78]

No dia seguinte da nomeação para MVP, Peyton Manning e o Indianapolis Colts enfrentaram o San Diego Chargers em casa, no jogo de repescagem dos playoffs.[2] Perdendo por 14 a 10 no intervalo da partida, Manning colocou os Colts em vantagem, com 17 a 14 no terceiro quarto, ao completar um passe de 72 jardas para touchdown, anotado pelo wide receiver Reggie Wayne. Mas os Chargers empataram o jogo no quarto período, quando o chutador Nate Kaeding acertou um field goal de 22 jardas. Depois o San Diego venceu o cara-ou-coroa na prorrogação e marcou um touchdown, colocando um fim na temporada dos Colts.

Temporada de 2009: MVP pela quarta vez[editar | editar código-fonte]

Sob o comando de um novo treinador, Jim Caldwell, Manning começou a temporada de 2009 com uma vitória em casa sobre o Jacksonville Jaguars por 14 a 12. Ele lançou para 301 jardas, sendo essa a 48ª vez em sua carreira que ele lançou para mais de trezentas jardas em uma partida. Essa vitória foi também a de número 118 como titular pelo Indianapolis, um recorde na franquia.[79] Já na semana 2, os Colts foram até Miami no Monday Night Football para pegar os Dolphins e, em um jogo dominado pelos corredores do adversário, Peyton conseguiu ótimas campanhas, marcando ao término da partida dois TDs e 303 jardas na vitória do Indianapolis por 27 a 23. Essa foi a 29ª virada no último período orquestrada por Manning (38º game-winning drive da carreira), sendo que durante o jogo os Colts seguraram a bola por apenas 14 minutos e 53 segundos, o menor tempo de posse de bola por um time vencedor em uma partida válida pela NFL desde 1977. Com essa vitória, a 119ª da carreira do atleta em temporada regular, ele ultrapassou Johnny Unitas como o quinto quarterback mais vitorioso da história da liga.[80]

Já na semana 3, contra o Arizona Cardinals, Peyton passou para 379 jardas e fez quatro TDs pela 18ª vez na carreira (passando Johnny Unitas e tomando-lhe a terceira colocação na lista dos jogadores com mais jogos com quatro ou mais TDs na NFL, atrás apenas de Dan Marino, com 21, e Brett Favre, com 20), em sua primeira vitória no Arizona, ao vencer por 31 a 10 os Cardinals. Essa foi sua vitória de número 50 em jogos de temporada regular com mais de trezentas jardas aéreas (o terceiro consecutivo na temporada).[81] Na semana seguinte os Colts enfrentaram o Seattle Seahawks em casa e venceram por 34 a 17, com Peyton Manning lançando para 353 jardas e dois TDs. Esta foi a quarta semana seguida que ele fez mais de trezentas jardas pelo ar, quebrando o recode da franquia.[82] Na semana 5 o time de Indiana foi até Nashville para enfrentar o Tennessee Titans, que não tinha vencido nenhum dos quatro jogos disputados naquela temporada. Manning liderou o time de Indianápolis, passando para 309 jardas e três TDs, e garantindo a vitória sobre o Titans por 31 a 9, sendo esta a 14ª vitória consecutiva dos Colts. Com essa atuação, Manning subiu ao terceiro lugar entre os líderes de todos os tempos na NFL em passes para touchdown, com 345, e ficou em quinto em jardas aéreas, com 47 273, passando Fran Tarkenton em ambas as categorias.[83]

Na semana 7 os Colts viajaram até St. Louis para enfrentar os Rams, um dos piores times da liga naquele momento. O time vinha de uma semana de folga e buscava sua sexta vitória na temporada. O jogo foi fácil, e Manning não teve problemas para vencer os Rams por um placar de 42 a 6, sendo esta a 15ª vitória consecutiva de Indianapolis em temporada regular, estabelecendo também um novo recorde para a franquia, com oito vitórias consecutivas fora de casa. Apesar de ter lançado para apenas 235 jardas, interrompendo uma sequência de cinco jogos com mais de trezentas jardas (o recorde é seis), Manning conseguiu lançar três touchdowns e também passou Warren Moon como quarto de todos os tempos em passes completados.[84] Depois de três semanas seguidas fora de casa, os Colts voltaram a jogar em seu estádio, o Lucas Oil Stadium, na semana 8, contra o San Francisco 49ers, e conseguiram terminar com uma vitória apertada por 18 a 14. Nessa partida Peyton não conseguiu lançar nenhum touchdown pela primeira vez em dez jogos, mas conseguiu 347 jardas pelo ar, e o running back Joseph Addai fez o único passe para TD do time em uma jogada falsa (trick play) durante o quarto período para garantir a 16ª vitória consecutiva do time.[85] Na semana 9 o Indianapolis enfrentou o Houston Texans em casa e saiu com a vitória por um placar apertado de 20 a 17. Manning alcançou vários recordes naquela partida, ajudando o time de Indiana a se tornar apenas o quarto time na história da NFL a ter dezessete vitórias seguidas em temporada regular. Ele também passou Fran Tarkenton como o quarto QB mais vitorioso, com 125 vitórias. Ele ainda tornou-se o primeiro quarterback a passar para quarenta mil jardas em apenas uma década. Contra os Texans na semana seguinte, ele lançou 25 passes no primeiro quarto, a maior quantidade na carreira (e o maior número de passes lançados em um quarto desde 1991), e também teve a melhor marca de sua vida ao lançar quarenta passes no primeiro tempo. Ele também quebrou o recorde da franquia de mais jogos com pelo menos trezentas jardas numa temporada, com sete (que também é um recorde da NFL nos primeiros oito jogos de uma temporada).[86] Neste jogo ele teve sua quarta virada (comeback) no último período nessa temporada, a 31ª de sua carreira.

Peyton Manning em agosto de 2010, atuando pelos Colts.

Na semana 10 os Colts foram enfrentar o New England Patriots em um duelo que para muitos era o jogo do ano, colocando frente a frente Peyton Manning e Tom Brady. Os Patriots começaram melhor e no início do quarto período venciam por 31 a 14, porém Manning liderou os Colts marcando três touchdowns neste último período, sendo um deles um passe de uma jarda para Reggie Wayne marcar o TD faltando treze segundos para o término da partida, virando o jogo no último quarto (32º comeback de sua carreira) e dando ao Indianapolis a vitória por 35 a 34. Naquele jogo Manning lançou quatro TDs e passou para 327 jardas, sendo este seu oitavo jogo com pelo menos trezentas jardas na temporada. Essa também foi a 18ª vitória consecutiva dos Colts, empatando a segunda maior sequência de vitórias na história da NFL.[87]

Então Manning e seus comandados foram enfrentar o Baltimore Ravens em Baltimore na semana 11, e os Colts saíram com uma vitória apertada por 17 a 15. Peyton lançou para 299 jardas aéreas na 19ª vitória consecutiva de seu time em temporada regular (isolada, a segunda maior sequência de vitórias na história da NFL). Pelo quarto jogo consecutivo Peyton Manning liderou um game-winning drive para dar a vitória ao seu time no último período. Ao término desse jogo, ele havia passado das três mil jardas pela 12ª temporada em sua carreira.[88]

Na semana 12, os Colts foram a Houston enfrentar os Texans e começaram o jogo cedendo dois touchdowns ao adversário em suas duas primeiras posses de bola. Já no segundo quarto o time perdia por 17 a 0. Foi então que Manning apareceu com três lançamentos para TD, vencendo o jogo por 35 a 27 e garantindo a vigésima vitória consecutiva do Indianapolis em temporada regular, além de garantir também uma vaga nos playoffs ao levar o título da AFC South de forma antecipada. Este foi o quinto jogo consecutivo em que Manning liderou um game-winning drive no quarto período, outro recorde na NFL.[89] Essa foi a 34ª virada no quarto período de Peyton na carreira, empatando com John Elway e Johnny Unitas em segundo na história da NFL neste quesito.[90] Na semana 13 os Colts enfrentaram novamente os Titans e saíram com a vitória por 27 a 17. Peyton manteve seu time na liderança por 24 a 10 no intervalo e já no quarto período liderou uma longa campanha, que terminou em field goal para assegurar a vitória do Indianapolis, sendo essa a 21ª vitória seguida do time. Eles também mantiveram o recorde de sete temporadas seguidas com pelo menos doze vitórias, empatando com o San Francisco 49ers de 1990 como o time com mais vitórias em uma década (113). Manning neste jogo passou para 270 jardas e um TD, sem cometer um erro naquele jogo.[91]

Na semana 14 Manning e o Indianapolis enfrentaram o Denver Broncos e mantiveram a invencibilidade com uma vitória por 28 a 16. Peyton lançou três TDs no primeiro tempo, abrindo uma vantagem de 21 a 0, depois lançou três interceptações, mas em seguida conseguiu encontrar o TE Dallas Clark na end zone para fazer o touchdown que deu aos Colts a primeira posição na AFC. Ele também estabeleceu um novo recorde na NFL de vitórias consecutivas em temporada regular (22) e de maior número de vitórias na década (114). Essa também foi a 13² vitória consecutiva dos Colts em casa, um recorde da franquia.[92]

Já na semana 15, os Colts bateram o Jacksonville Jaguars por 35 a 31 no Thursday Night Football, sendo a sétima vez na temporada (35ª da carreira) que Manning liderou os Colts a uma virada depois de estar perdendo no quarto período. Com uma atuação muito similar à que dera a Manning o titulo de MVP em 2008 em Jacksonville, ele completou 23 de 30 passes, para 308 jardas e quatro TDs. O quarterback ainda começou o jogo no primeiro período completando seus doze primeiros passes para dois TDs nas primeiras e únicas duas posses de bola que os Colts tiveram no primeiro tempo. Em uma situação de 3rd & 5, com apenas cinco minutos restando no jogo, Manning lançou um touchdown de 65 jardas para Reggie Wayne dar a vitória aos Colts fazendo do Indianapolis o terceiro time a chegar a catorze vitórias em catorze jogos em uma temporada (os outros foram os Dolphins de 1972 e os Patriots de 2007). Manning também passou das quatro mil jardas em uma temporada pela décima vez na carreira e ainda teve seu nono jogo com trezentas jardas na temporada.[93] Suas 308 jardas nesse jogo marcaram sua 62² partida com mais de trezentas jardas (incluindo playoffs), empatando em segundo lugar com o QB Brett Favre e atrás apenas de Dan Marino, com 67. Essa também foi a 21² vez que Peyton lançou quatro TDs em um jogo, empatando Marino como segundo neste quesito, uma partida atrás dos 22 jogos de Favre.

Na semana 16, contra o New York Jets, o time sofreu sua primeira derrota na temporada, por 29 a 15. Peyton completou 14 de 21 passes para 192 jardas e tornou-se o quarto QB na história da NFL a passar das cinquenta mil jardas na carreira, sendo o jogador mais jovem e mais rápido a atingir esta marca. A derrota colocou um fim à sequência histórica de 23 vitórias consecutivas em temporada regular. Depois de começar o jogo na frente por 9 a 0, o time de Indianápolis acabou tomando a virada para 10 a 9 quando os Jets retornaram um kickoff para TD. Manning então liderou os Colts em uma campanha de 81 jardas para touchdown (falhando em sequência na conversão de dois pontos) para retomar a liderança por 15 a 10. Com 5 minutos e 36 segundos para o fim do terceiro período, o calouro reserva Curtis Painter substituiu Manning como QB quando o treinador Jim Caldwell começou a poupar seus titulares perto do fim da partida. Então, sob intensas vaias da torcida, que estava ansiosa por uma temporada invicta, Painter sofreu um fumble, que foi retornado pela defesa dos Jets para touchdown. Os Jets fariam 19 a 0 nos Colts depois que Manning deixou o campo. Quando questionado sobre a decisão de poupá-lo, ele disse: "Eu estava preparado pra isso. Eu não fiquei surpreso quando me contaram que eu não jogaria a partida inteira."[94]

Na semana 17, contra o Buffalo Bills, os Colts perderam seu segundo jogo seguido, por 30 a 7. Manning só participou de três drives antes de ir para o banco de reservas, em um jogo debaixo de muita neve. Ele completou catorze de dezoito passes para 95 jardas e sofreu uma interceptação, terminando a temporada com 4 500 jardas aéreas e um rating de 99,9. O time sofreu 49 pontos e fez apenas sete após a decisão do treinador de colocar seu quarterback e outros titulares no banco nas semanas 16 e 17.[95]

Peyton dando uma entrevista durante o media day poucos dias antes do Super Bowl XLIV.

Ao término da temporada regular, Manning foi eleito pela quarta vez MVP (melhor jogador) da temporada.[96] Peyton tornou-se então o único jogador na história da liga a ganhar o prêmio de jogador mais valioso por quatro vezes.[97]

No AFC Divisional Playoffs, contra o Baltimore Ravens, os Colts venceram por 20 a 3. Manning lançou dois passes para TD ainda no primeiro tempo para dar a vantagem de 17 a 3 no intervalo, vantagem essa que a defesa segurou no segundo tempo. Peyton completou trinta passes para 246 jardas em sua oitava vitória seguida sobre os Ravens.[98]

Em 24 de janeiro de 2010 o Indianapolis jogou o AFC Championship Game em casa contra o surpreendente New York Jets e saiu com a vitória por 30 a 17. Essa vitória contra a melhor defesa da liga veio quando Manning reverteu um déficit de 17 a 6 no final do segundo período, fazendo 24 pontos seguidos. Ele completou 26 de 39 passes para 377 jardas, três touchdowns e nenhum turnover, garantindo assim sua segunda aparição no Super Bowl em quatro anos. A virada de onze pontos foi a terceira maior em um jogo de final de conferência (a maior diferença revertida foi de dezoito pontos, quando o próprio Peyton liderou seu time contra o New England na final da AFC de 2006). Ele estabeleceu também um recorde em playoffs: esse foi seu sétimo jogo com trezentas jardas em pós-temporada na carreira.[99]

No Super Bowl XLIV, contra o New Orleans Saints, os Colts perderam por 31 a 17. Jogando contra o time de sua cidade natal, Manning conseguiu levar os Colts a uma vantagem de 10 a 0 pontuando nos dois primeiros drives, lançando um TD para o WR Pierre Garcon em uma campanha de 96 jardas (empatada como a maior campanha na história do Super Bowl). Depois de ter apenas seis jogadas no segundo quarto, o Indianapolis foi para o intervalo com vantagem de 10 a 6. Os Saints então recuperaram um onside kick no começo do segundo tempo e conquistaram a liderança por 13 a 10. Peyton então guiou seu time em mais uma campanha que terminou em touchdown, devolvendo a liderança ao seu time. Vencendo por 17 a 16 no quarto período, o chutador Matt Stover errou um chute de 51 jardas para os Colts. Os Saints voltaram a campo e marcaram mais um TD e conseguiram uma conversão de dois pontos, dando a vantagem na partida aos Saints em 24 a 17 faltando cinco minutos e 42 segundos para o final do jogo. Manning então retornou com uma boa campanha e levou os Colts até a linha de 31 jardas do adversário. Mas em uma situação de 3rd & 5 faltando três minutos e 24 segundos para o fim do tempo regulamentar, Peyton tentou conectar um passe para seu alvo preferido até então, Reggie Wayne, mas foi interceptado pelo defensor Tracy Porter, que retornou a interceptação para um touchdown de 74 jardas, que acabou sendo decisivo, ampliando a vantagem dos Saints para 31 a 17. Manning então levou os Colts novamente até a linha de cinco jardas do adversário faltando pouco mais de um minuto, em uma situação de 4th & goal, mas o recebedor Reggie Wayne não agarrou a bola. Os Saints então venceram o Super Bowl, o primeiro da franquia, e Manning mantém um retrospecto de nove vitórias e nove derrotas em pós-temporada, com uma vitória e uma derrota no Super Bowl. Ele passou para 333 jardas, completando 31 de 45 passes, fazendo um TD e sofrendo uma interceptação naquela final.[100]

Temporada de 2010[editar | editar código-fonte]

Na abertura da temporada de 2010 contra o Houston, Manning lançou a bola 57 vezes, a marca mais alta da carreira, completando quarenta passes, fazendo ainda três TDs e mais 433 jardas, a quarta maior marca na história da semana de abertura. Apesar dos bons números, Peyton não evitou a derrota de seu time por 34 a 24.[101] Porém, esse foi seu oitavo jogo com quatrocentas ou mais jardas em temporada regular, dando a ele o segundo lugar isolado na história do esporte atrás apenas de Dan Marino, que teve treze jogos de quatrocentas jardas na carreira.[102] Na semana seguinte, Manning jogou contra o seu irmão Eli no segundo "Manning Bowl" no Sunday Night Football. Peyton acabou por vencer o irmão, lançando para três TDs e dando a vitória aos Colts por 38 a 14.[103] Na semana 3, Manning passsou para 325 jardas na vitória por 27 a 13 sobre o Denver. Este foi seu terceiro jogo consecutivo na temporada com três passes para TD e nenhuma interceptação.[104] [105]

Na semana 4, aconteceu mais um jogo fora de casa contra o Jacksonville Jaguars e os Colts acabaram derrotados por 31 a 28.[106] Manning liderou seu time a dois TDs para empatar o jogo no último quarto, sendo o último faltando 0:48 no tempo. Jacksonville venceu o jogo quando o kicker Josh Scobee acertou um field goal de 59 jardas no final da partida. Manning passou para 352 jardas e ainda fez dois TDs, superando John Elway, se tornando o terceiro jogador com o maior somatório de jardas. Esta foi também o 158º jogo de temporada regular que Peyton começou com Jeff Saturday como seu center, estabelecendo um novo recorde na NFL como a maior parceria "QB-Center" da história.[107]

Em 10 de outubro, Manning e os Colts enfrentaram, em casa, o Kansas City Chiefs e venceram pelo placar de 19 a 9. Peyton não conseguiu lançar um TD nesta partida pela primeira vez em 2010, mas conseguiu liderar seu time numa última campanha vitoriosa no quarto período (45ª vez que ele o faz), infringindo aos Chiefs sua primeira derrota no ano.[108] Na semana seguinte, Peyton liderou seu time contra o Washington Redskins e venceu por 27 a 24. Manning passou para 307 jardas e fez dois TDs em pleno Sunday Night Football. Naquela altura, ele já tinha 68 jogos na carreira com trezentas ou mais jardas aéreas, passando Dan Marino (67) nesta marca.[109] Na semana 8, os Colts receberam o Houston Texans em casa para o segundo jogo na temporada contra o rival de divisão e acabou vencendo por 30 a 17.[110] Manning passou para 268 jardas e anotou dois TDs conquistando sua nona (9ª) vitória contra os Texans em nove partidas, sendo que esta vitória foi a de número onze em catorze jogos no Monday Night Football, o melhor percentual de aproveitamento por um QB no MNF (com mínimo de dez vitórias).[111] Em 7 de novembro, Peyton enfrentou o Philadelphia Eagles e saiu com uma amarga derrota por 26 a 24.[112] Em seu jogo de número duzentos como titular, Manning passou para 294 jardas e conseguiu um TD, mas foi interceptado duas vezes pelo CB Asante Samuel; a segunda interceptação veio quando Manning tentava colocar os Colts em posição para chutar o field goal da vitória nos últimos segundos.[113] Na semana 10, Peyton e o time de Indiana receberam o Cincinnati Bengals e conseguiram uma vitória apertada por 23 a 17.[114] Neste jogo, Manning conseguiu apenas 185 jardas, a marca mais baixa da temporada, e nenhum touchdown, mas foi capaz de levar seu time à sétima vitória na carreira sobre os Bengals em sete jogos.[115]

Manning na lateral de campo durante um jogo de temporada regular.

Em 22 de novembro, Indianapolis foi até Foxborough enfrentar o rival New England Patriots e acabaram sendo derrotados por 31 a 28. Depois de estar atrás no placar por 31 a 14 no quarto período, Manning lançou dois passes para TD seguidos para o WR Blair White, diminuindo a vantagem dos Pats para apenas três pontos. Depois de uma campanha que levou os Colts até a linha de 24 jardas de New England, Manning lançou uma interceptação para James Sanders com 31 segundos faltando no relógio, que decretou a vitória dos Patriots. Neste jogo, Peyton passou para 396 jardas (62º jogo com mais de trezentas jardas aéreas na carreira, atrás apenas de Brett Favre), quatro TDs e três interceptações.[116] Na semana 12, contra o San Diego Chargers, o time sofreu uma amarga derrota em casa por 36 a 14. Manning passou para 285 jardas, dois TDs e sofreu quatro interceptações (duas delas retornadas para touchdown) nesta que foi a maior derrota sofrida pelo quarterback em casa em sua carreira na NFL. Esse foi o terceiro jogo de Manning com ao menos quatro interceptações sofridas (a segunda contra San Diego). Esta também foi a quinto derrota do Indianapolis na temporada, terminando uma sequência de sete temporadas com pelo menos doze vitórias.[117]

No jogo da semana 13, contra o Dallas Cowboys, Peyton e os Colts sofreram sua terceira derrota seguida na temporada, por 38 a 35 na prorrogação (OT).[118] Este também foi o segundo jogo consecutivo que Manning terminou com dois TDs e quatro interceptações (duas retornadas para touchdown). A primeira INT retornada para a endzone pelo Cowboys colocou o Dallas em vantagem de 17 a 0 ainda no primeiro tempo. Depois de assumir a liderança rapidamente, os Colts sofreram a virada e o jogo ficou em 35 a 28 no fim do quarto período mas Manning liderou uma campanha de 81 jardas para marcar um TD decisivo forçando um empate. Na sua segunda posse de bola na prorrogação, Manning forçou um passe em um terceiro down mas foi interceptado e a bola ficou na linha de 36 jardas dos Colts. O Dallas então chutou um field goal seis jogadas mais tarde e sacramentou a vitória do time texano.[119] Em 9 de dezembro, Indianapolis enfrentaram o Tennessee Titans em Nashville em um importante jogo dentro da divisão e conseguiram vencer por 30 a 28.[120] Manning conseguiu uma boa performance no Thursday Night Football não lançando uma interceptação pela primeira vez em três jogos, passando para 319 jardas e mais dois dois TDs. Com os números deste jogo, ele passou das 4 000 jardas numa temporada pela 11ª vez na carreira e também empatou o recorde de Dan Marino com 63 jogos de temporada regular com 300 ou mais jardas.[121] Na semana 15, os Colts receberam o Jacksonville Jaguars em um jogo que valia a liderança da divisão. O time de Indiana conseguiu a importante vitória por 34 a 24.[122] Peyton conseguiu 229 jardas aéreas e anotou dois TDs dando assim aos Colts a liderança da divisão AFC South faltando apenas duas rodadas.[123]

Em 27 de dezembro, Peyton e os Colts enfrentaram o Oakland Raiders em uma partida decisiva para a conquista da divisão, e o Indianapolis saiu com a vitória por 31 a 26.[124] Manning passou para apenas 179 jardas, mas anotou três TDs e conseguiu uma corrida de 27 jardas em uma situação de "terceira para duas" perto do fim do quarto período, para garantir a terceira vitória seguida dos Colts.[125] Na semana 17, contra o Tennessee Titans, rival de divisão, o Indianapolis conquistou uma vitória decisiva na última rodada por 23 a 20, garantindo assim o título da AFC South.[126] Manning conseguiu o 46º game-winning drive de sua carreira, os Colts venceram a divisão pela sétima vez em oito anos, e Peyton se tornou o primeiro quarterback na história da NFL a liderar seu time a nove aparições na pós-temporada de forma consecutiva (2002-2010). Esta também foi a 208ª partida consecutiva em temporada regular em que ele começou como titular, quebrando o recorde de Gene Upshaw. Ainda nessa temporada, Manning terminou liderando a NFL em passes completados (450, a melhor marca da história) e em passes tentados (679, a segunda melhor marca da história), e ainda conseguiu 4 700 jardas aéreas, que foi a melhor marca de sua carreira.[127]

Nos playoffs da temporada, o Indianapolis enfrentou o New York Jets na jogo de repescagem da AFC e perdeu por 17 a 16.[128] A apenas dois minutos e 36 segundos do final do quarto período, com os Colts perdendo por 14 a 13, Manning liderou seu time num drive de 48 jardas que terminou com um FG de cinquenta jardas do chutador Adam Vinatieri, dando a vantagem ao time de Indiana por 16 a 14 faltando apenas 53 segundos. Mas os Jets venceram o jogo com um FG com tempo expirado, terminando assim a temporada de Manning e dos Colts. Peyton completou 18 de 26 passes para 225 jardas e um TD naquela partida.[129] Com essa derrota, ele estabeleceu o recorde de derrotas em casa em pós-temporadas para um quarterback, com quatro.[130]

Em 15 de fevereiro de 2011, os Colts colocaram uma franchise tag em Manning.[131]

Temporada de 2011: contusões e afastamento do time[editar | editar código-fonte]

Em 23 de maio de 2011, antes de a temporada começar, Manning passou por uma cirurgia no pescoço, a segunda a que ele se submeteu em menos de quinze meses. Em entrevista ao jornal Indianapolis Star, ele falou que passava bem, que não houve complicações e que estaria pronto para a temporada.[132]

Em 30 de julho o Indianapolis Colts finalmente renovou o contrato de Peyton Manning por mais cinco anos, pelo valor de noventa milhões de dólares.[133] O contrato foi firmado logo após os donos dos times e a Associação de Jogadores (NFLPA) — de que ele é membro, tendo participado das negociações — assinaram o acordo coletivo de trabalho que oficializou que a temporada ocorreria, em vez de ser cancelada por uma greve, como era previsto até ali.[134]

Após um revés na sua recuperação da cirurgia feita no pescoço em 23 de maio, em 7 de setembro os Colts anunciaram que Manning estaria fora do jogo de abertura contra o Houston, pondo um fim na série de 208 jogos consecutivos como titular (227, se incluídos os playoffs). Depois de consultar outros médicos, ele decidiu passar por outra intervenção médica, desta vez na coluna cervical, em 8 de setembro.[10] O tempo de recuperação desse procedimento é de dois a três meses. O Indianapolis então assinou com o QB Kerry Collins e nomeou-o seu quarterback para o começo da temporada.[135]

Quando Manning veio a público e anunciou que não pretendia jogar em 2011, ele também avisou que não "lutaria" para ficar fora do injured reserve (reserva de machucados) se sua vaga no elenco fosse necessária.[136] Ele começou a retornar a treinar com bola em meados de dezembro com o companheiro Joseph Addai e afirmou que estava "pronto para jogar".[137] No fim, Peyton realmente não participou de jogo algum durante a temporada de 2011, e os Colts terminaram o ano com apenas duas vitórias, sofrendo catorze derrotas. Essa foi apenas a segunda temporada, desde que o quarterback foi recrutado pela franquia, em que o time terminou o ano com menos de dez vitórias.[138]

Em 7 de março de 2012, conforme já vinha sendo projetado por semanas, Peyton Manning foi oficialmente dispensado do Indianapolis Colts depois de catorze anos no time.[11] [139] [140] Em sua entrevista coletiva, o atleta agradeceu aos torcedores do time e anunciou que não pretende se aposentar.[141] "Esta cidade e este time significam muito para mim. Foi, de verdade, uma honra jogar em Indianápolis. Eu agradeço muito, do fundo do meu coração. Eu realmente me diverti sendo seu quarterback", afirmou Manning, emocionado, durante a entrevista coletiva. O dono do time, Jim Irsay, declarou que a camisa do jogador será aposentada no clube.[142]

Denver Broncos[editar | editar código-fonte]

Temporada de 2012: novo time e recomeço[editar | editar código-fonte]
Peyton Manning em agosto de 2012.

Após ser dispensado pelos Colts, Manning iniciou sua busca por um novo time para recomeçar a carreira. Ele visitou nas semanas seguintes a sua dispensa as instalações do Miami Dolphins e do Arizona Cardinals, que esperavam fechar contrato com o jogador. Em 9 de março ele visitou o centro de treinamento dos Broncos em Denver, Colorado.[143] Depois de muita especulação, em 20 de março Peyton Manning e os Broncos anunciaram que chegaram a um acordo e assinaram um contrato de cinco anos por um total de noventa e seis milhões de dólares.[144] [145]

Em 9 de agosto de 2012, Peyton Manning fez sua primeira aparição com a camisa dos Broncos durante uma partida contra o Chicago Bears na pré-temporada,[146] completando quatro de sete passes para 44 jardas e sendo interceptado uma vez pelo safety Major Wright.[147] Sua estreia pelo time de Denver na temporada regular aconteceu em setembro, na semana de abertura da temporada de 2012 da NFL, contra o Pittsburgh Steelers.[148] No jogo, Manning completou 19 de 26 passes para 253 jardas, dois touchdowns e não sofreu nenhuma interceptação. Ele conseguiu um ratting de 129,2 na vitória por 31 a 19 e quebrou um recorde com o touchdown de 71 jardas anotado pelo recebedor Demaryius Thomas. Este foi o touchdown de número 400 de Peyton, fazendo dele o terceiro quarterback a atingir esta marca, atrás de Dan Marino e Brett Favre.[148] Este também foi seu primeiro TD por outro time que não o Colts.[148]

Apesar das preocupações na pré-temporada a respeito de sua saúde física, Manning acabou tendo um dos melhores anos de sua carreira em 2012.[149] Ao fim de outubro, os analistas da rede de televisão ESPN comentaram que ele conseguiu "silenciar os críticos" sobre a força de seu braço.[149] Peyton atuou pelos dezesseis jogos da temporada regular e lançou para pelo menos trezentas jardas em nove destes, e em apenas seis partidas seu passer rating ficou abaixo de cem.[150] Ele terminou o ano com 4 659 jardas lançadas, 37 touchdowns anotados e um rating de 105,8[150] e acabou sendo eleito pelo público da NFL para o Pro Bowl de 2013, o décimo-segundo de sua carreira.[151] Durante o ano, Peyton, segundo analistas do canal de esportes americano ESPN, "silenciou todos os críticos" ao demonstrar que seu braço ainda tinha força.[149] Seu trabalho de recuperação, antes e durante a temporada, rendeu-lhe o prêmio de Comeback Player of the Year de 2012.[152]

Temporada de 2013: MVP pela quinta vez[editar | editar código-fonte]

Na abertura da temporada de 2013, Manning tornou-se um dos seis jogadores na história da NFL a lançar para sete touchdowns em um jogo. Ele conseguiu este feito contra o campeão do Super Bowl XLVII, o Baltimore Ravens. Ele também não lançou nenhuma interceptação nesta partida, juntando-se a Y. A. Tittle como os únicos jogadores a ter sete passes para TD sem cometer um erro durante uma mesma partida.[153] Duas semanas depois, contra o Oakland Raiders, Peyton quebrou o recorde de maior quantidade de passes para touchdown nas primeiras três partidas de uma temporada (doze), superando a marca estabelecida por Tom Brady em 2011.[154] Então, na semana 16, ele quebrou o recorde da liga com 51 passes para TD em um único ano, sendo que ele terminaria 2013 com 55.[155] Ele também estabeleceu o recorde de maior quantidade de jardas lançadas (com 5 477) por um quarterback em uma temporada, sendo esta a primeira vez em sua carreira que ele passou das cinco mil jardas aéreas alcançadas.[156]

Por ter tido a melhor campanha da AFC, com treze vitórias em dezesseis jogos, os Broncos garantiram mando de campo nos playoffs e jogariam no seu estádio, o Sports Authority Field at Mile High, pelo restante da temporada. Então, em 12 de janeiro, a equipe enfrentou o San Diego Chargers, pelas semifinais de conferência, e Manning teve um bom jogo, lançando para 230 jardas e dois touchdowns e sofrendo uma interceptação, na vitória do seu time por 24 a 17.[157] Na semana seguinte, na final da Conferência Americana, Peyton enfrentou o New England Patriots de Tom Brady. Na partida, que foi uma das mais aguardadas do ano, o Denver venceu por 26 a 16. Manning teve uma de suas melhores performances no ano, ao lançar para quatrocentas jardas, além de dois passes para TD. Esta foi a quarta vez que ele enfrentou Brady nos playoffs, com cada jogador derrotando o oponente duas vezes. Com esta vitória, seu time garantiu uma vaga no Super Bowl XLVIII.[158] No grande jogo, disputado em Nova Jérsei, em 2 de fevereiro, Manning liderou sua equipe (que tinha o melhor ataque da história em termos de pontos anotados durante a temporada) contra o Seattle Seahawks, time de melhor defesa do ano. Peyton acabou sendo anulado boa parte do jogo e precipitou-se em vários passes (sofrendo, inclusive, duas interceptações). A partida terminou com a vitória dos Seahawks por 43 a 8. Esta foi a terceira aparição de Manning nas finais: ele conseguiu levantar o troféu de campeão uma única vez, em 2007.[159]

Nesta temporada, Manning foi, pela quinta vez na carreira, eleito o Jogador Mais Valioso (MVP) da temporada, mais do que qualquer outro atleta profissional de futebol americano nos Estados Unidos, e ainda foi nomeado o "Jogador de Ataque do Ano" (Offensive Player of the Year).[160] Também foi apontado como o "Desportista do Ano" de 2013 (Sportsman of the Year) pela revista Sports Illustrated.[161] Ele também juntou-se a Jerry Rice e Reggie White como os únicos jogadores a ser selecionados para treze Pro Bowls, um a menos que Bruce Mathews e Merlin Olsen.[162]

Postura pré-snap[editar | editar código-fonte]

A postura de Peyton Manning antes do snap é hoje uma das cenas mais reconhecidas e aclamadas na NFL.[163] Antes do início de cada jogada ofensiva, os times de ataque normalmente se juntam no chamado huddle (conferência); contudo, Manning e os Colts raramente fazem o huddle, usando a chamada hurry-up offense (ataque em velocidade) usando vários audibles (códigos) na linha de scrimmage.[163] Manning é conhecido por sua capacidade acima da média de ler a defesa adversária e mudar a jogada pré-estabelecida. Esse estilo de jogo rápido e agressivo chamou muita atenção pela sua eficácia e requer constante treinamento por parte dos jogadores, e por isso Peyton é considerado um dos quarterbacks mais inteligentes da liga.[164]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Manning casou-se com sua esposa Ashley em Memphis no Dia de São Patrício em 2001.[165] Ela trabalha no ramo imobiliário e o casal tem dois filhos, Marshall Williams e Mosley Thompson.[166]

Peyton é um cristão devoto: "Eu entreguei minha vida a Cristo, e a fé tem sido mais importante para mim desde então."[167]

Durante o verão, Peyton, seu pai Archie e seus irmãos Cooper e Eli trabalham na Manning Passing Academy, que treina jovens wide receivers, tight ends e running backs.[168] Além dos Mannings, alguns jogadores que são amigos de Peyton participam do projeto, como os wide receivers Marvin Harrison e Reggie Wayne.

Manning é republicano e já doou mais de oito mil dólares para campanhas políticas de vários candidatos, como Mitt Romney, Fred Thompson, Bob Corker e o ex-presidente George W. Bush.[169]

Peyton também é presidente da Peyback Foundation, uma fundação que ajuda crianças nos estados americanos de Luisiana, Tennessee e Indiana.[170] Em agosto de 2005, logo após o Furacão Katrina, Peyton e Eli doaram, por meio de sua fundação, dinheiro para ajudar na reconstrução de sua cidade natal. Em setembro de 2007 o St. Vincent Hospital, em Indianápolis, mudou o nome de sua ala infantil para "Peyton Manning Children's Hospital at St. Vincent". Manning e sua esposa já doaram enormes somas para o hospital desde que chegaram à cidade.[171]

Manning na mídia[editar | editar código-fonte]

Esse cara é muito bom. Quero dizer, se você gosta… de um quarterback de 1,96 metro e 104 kg com um… braço de foguete…

—Peyton Manning, referindo-se a si mesmo em um comercial para a Sprint

Manning é um dos jogadores com nome mais rentável da NFL, aparecendo em vários comerciais e outdoors para alguns dos maiores patrocinadores da liga. Seu N-Score, estatística calculada pelo instituto de pesquisas Nielsen para avaliar potencial de endosso para garotos-propaganda, era, em janeiro de 2011, de 262, disparado o maior entre atletas profissionais.[130] Ele é conhecido como "garoto-propaganda" das seguintes marcas: Sprint, Sony, MasterCard, Gatorade, DirecTV, H.H. Gregg e da Cruz Vermelha Americana. Manning também é porta-voz dos jogos NFL Fever para Xbox e está na capa de alguns games.[8]

Peyton já fez uma aparição no programa Saturday Night Live em 2008, numa cena com crianças de uma escola e também em outro sobre um time de basquete de escola.

Uma vinheta do programa da ESPN This is SportsCenter, de 2006, mostra a família inteira de Manning: os pais, Archie e Olivia, com os filhos Peyton, Eli e Cooper, num pequeno tour pelos estúdios do SportCenter, com Peyton e Eli brincando um com o outro.[172]

Ele também aparece em uma série de comerciais para a DirecTV. Em um dos comerciais há uma paródia com Manning se preparando para uma jogada e em vez de chamar um audible ele comenta sobre o NFL Sunday Ticket em um "jogo" contra o Tennessee Titans.[173] Manning também aparece em uma propaganda para o St. Mary's Medical Center em Knoxville, Tennessee.

Manning também foi o anfitrião num episódio de Saturday Night Live com a convidada musical Carrie Underwood em 24 de março de 2007, seu 31º aniversário. O episódio foi o mais assistido dos dez meses anteriores. Na abertura, ele fez uma alusão a sua imagem rentável e brincou dizendo que conquistou dois objetivos na vida: seu time, os Colts, vencer um Super Bowl e aparecer em metade dos comerciais nos Estados Unidos.[174] Ele também ganhou o prêmio de Favorite Male Athlete (atleta masculino favorito) no Kids Choice Awards.[175] Em 27 de maio de 2007 Manning balançou a bandeira verde, dando a largada para a 91ª edição das 500 Milhas de Indianapolis.[176]

Em 2009 Manning apareceu como convidado (junto com os irmão Eli e Cooper) em um episódio de The Simpsons, chamado "O Brother, Where Bart Thou?", em que Bart sonha que tem um irmão mais novo e vê os famosos irmãos como The Marx Brothers, The Blues Brothers, The Wright Brothers, The Mario Brothers e The Manning Brothers.[177]

Números da carreira[editar | editar código-fonte]

  • Touchdowns: 491 (2º)[178]
  • Passes completados: 5 532 (2º)[179]
  • Jardas aéreas: 64 964 (2º)[180]
  • QB Rating: 97,2 (2º)[181]
  • Jardas por jogo: 270,7 (3º)[182]
  • Percentual de acerto nos passes: 65,5% (4º)[183]

(atualizado em 30 de dezembro de 2013)[184]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Todos os números retirados dos sites Pro Football Reference,[19] CBS Sportsline,[185] ESPN[186] e NFL.com.[187]

Temporada regular[editar | editar código-fonte]

Ano Time Jogos Titular Vitórias Passando a bola Correndo com a bola QB Rating
Comp Ten Pct Jardas Jardas
por
jogada
TD Int Ten Jardas Jardas
por
jogada
TD
1998 IND 16 16 3 326 575 56,7% 3 739 6,5 26 28 15 62 4,1 0 71,2
1999 IND 16 16 13 331 533 62,1% 4 135 7,8 26 15 35 73 2,1 2 90,7
2000 IND 16 16 10 357 571 62,5% 4 413 7,7 33 15 37 116 3,1 1 94,7
2001 IND 16 16 6 343 547 62,7% 4 131 7,6 26 23 35 157 4,5 4 84,1
2002 IND 16 16 10 392 591 66,3% 4 200 7,1 27 19 38 148 3,9 2 88,1
2003 IND 16 16 12 379 566 67,0% 4 267 7,5 29 10 28 26 0,9 0 99,0
2004 IND 16 16 12 336 497 67,7% 4 557 9,2 49 10 25 38 1,5 0 121,0
2005 IND 16 16 14 305 453 67,3% 3 747 8,3 28 10 33 45 1,4 0 104,1
2006 IND 16 16 12 362 557 65,0% 4 397 7,9 31 9 23 36 1,6 4 101,0
2007 IND 16 16 13 337 515 65,4% 4 040 7,8 31 14 20 −5 −0,3 3 98,0
2008 IND 16 16 12 371 555 66,8% 4 002 7,2 27 12 20 21 1,1 1 95,0
2009 IND 16 16 14 393 571 68,8% 4 500 7,9 33 16 19 −13 −0,7 0 99,9
2010 IND 16 16 10 450 679 66,3% 4 700 7,0 33 17 18 18 1,0 0 91,9
2011 IND 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
2012 DEN 16 16 13 400 583 68,6% 4 659 8,0 37 11 23 6 0,3 0 105,8
2013 DEN 16 16 13 450 659 68,3% 5 477 8,3 55 10 32 -31 -1,0 1 115,1
Carreira 240 240 167 5 532 8 452 65,5% 64 964 7,7 491 219 401 697 1,7 18 97,2

Pós-temporada[editar | editar código-fonte]

Ano Time Jogos Vitórias Passando a bola Correndo a bola QB Rating
Comp Ten Pct Jardas Jardas
por
jogada
TD Int Ten Jardas Jardas
por
jogada
TD
1999 IND 1 0 19 42 45,2% 227 5,4 0 0 2 22 11 1 62,3
2000 IND 1 0 17 32 53,1% 194 6,1 1 0 1 -2 -2 0 82,0
2002 IND 1 0 14 31 45,2% 137 4,4 0 2 1 2 2 0 31,2
2003 IND 3 2 67 103 65,0% 918 8,9 9 4 4 3 0,8 0 106,4
2004 IND 2 1 54 75 72,0% 696 9,3 4 2 2 7 3,5 1 107,4
2005 IND 1 0 22 38 57,9% 290 7,6 1 0 0 0 0 0 90,9
2006 IND 4 4 97 153 63,4% 1 034 6,8 3 7 8 3 0.4 1 70,5
2007 IND 1 0 33 48 68,7% 402 8,4 3 2 1 -6 -6 0 97,7
2008 IND 1 0 25 42 59,5% 310 7,4 1 0 1 -1 -1 0 90,4
2009 IND 3 2 87 128 68,0% 956 7,5 6 2 3 -2 −0,6 0 99,0
2010 IND 1 0 18 26 69,2% 225 8,7 1 0 0 0 0,0 0 108,7
2012 DEN 1 0 28 43 65,1% 290 6,7 3 2 1 −1 −1 0 88,3
2013 DEN 3 2 91 128 71,1% 910 7,1 5 3 3 -2 -0,7 0 94,2
Carreira 23 11 837 624 61,8% 6 589 7,2 37 24 27 23 0,5 3 86,8

Referências

  1. Elias Sports Bureau. Peyton Manning - Profile ESPN.com. Página visitada em 23 de novembro de 2010.
  2. a b Peyton Manning Is Named League M.V.P. for Record Fourth Time The New York Times. Página visitada em 2 de agosto de 2013.
  3. Manning quebra o recorde de touchdowns de Unitas Associated Press (28 de outubro de 2007). Página visitada em 28 de outubro de 2007.
  4. Reuben, Frank (22 de dezembro de 2004). O QB do Titans Volek quebra recorde em seu começo como titular Sports Illustrated. Página visitada em 17 de fevereiro de 2008.
  5. QB reserva Collins lidera o Titans lidera seu time aos playoffs pela primeira vez desde desde 2003 Associated Press (30 de dezembro de 2007). Página visitada em 30 de dezembro de 2007.
  6. "Jockbio: Peyton Manning Facts". Página acessada em 7 de setembro de 2012.
  7. "SN names the 20 smartest athletes in sports". Sporting News. Página acessada em 21 de abril de 2013.
  8. a b Peyton Manning retorna para o Quarterback "NFL Fever 2003" Microsoft (25 de julho de 2002). Página visitada em 22 de janeiro de 2007.
  9. a b Pro Football Reference: Líderes em Touchdown. Página visitada em 14 de janeiro de 2007. Líderes em jardas profootballreference.com. Página visitada em 2 de julho de 2007. Pro Football Reference. Página visitada em 14 de janeiro de 2007.
  10. a b Sources: More Peyton Manning surgery ESPN.com. Página visitada em 11 de setembros de 2011.
  11. a b Colts release Peyton Manning ESPN.com. Página visitada em 26 de junho de 2013.
  12. a b Peyton Manning Isidore Newman High School win 34 of 39 games Peyton Manning:A Biography. Página visitada em 2 de maio de 2010.
  13. His favorite toy was a football p.19-20 Peyton Manning: A Biography. Página visitada em 2 de maio de 2010.
  14. Time Line Peyton Manning p.29. Página visitada em 2 de maio de 2010.
  15. Lista de vencedores do Heisman
  16. MacCambridge, Michael. Enciclopédia da ESPN sobre Futebol americano universitário. [S.l.]: ESPN Books, 2005. 1402 pp. ISBN 1-4013-3703-1
  17. O ESPY Awards de 2005 – vencedores ESPN. Página visitada em 20 de dezembro de 2007.
  18. Anállise do jogo (San Diego-Indianapolis) Sports Illustrated (4 de outubro de 1998). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  19. a b Pro Football Reference Pro-Football-Reference.com. Página visitada em 14 de janeiro de 2007.
  20. Pro Football Reference - 1998 Indianapolis Colts Pro-Football-Reference.com. Página visitada em 15 de janeiro de 2007.
  21. Indianapolis 31, Buffalo 14 Sports Illustrated (12 de setembro de 1999). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  22. New England 31, Indianapolis 28 Sports Illustrated (19 de setembro de 1999). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  23. Indianapolis Colts at San Diego Chargers (1999) The Football Database. Página visitada em 21 de abril de 2013.
  24. "Moss faz novo recorde na NFC no Bowl: Alstott corre para três touchdowns.", San Jose Mercury News, 7 de fevereiro de 2000, p. 7D. Página visitada em 16 de fevereiro de 2008.
  25. NFL Semana 1: O jogo; Colts vecem os Chiefs The New York Times. (4 de setembro de 2000). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  26. Os Colts a caminho dos Playoffs The New York Times. (25 de dezembro de 2000). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  27. Barreiro, Dan. "Vikings pode gastar mais dinheiro com a defesa.", Star Tribune, 9 de fevereiro de 2001.
  28. Manning skips huddles in rout ESPN.com (9 de setembro de 2001). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  29. Manning, Pathon, Harrison leads Colts' stampede Sports Illustrated (23 de setembro de 2001). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  30. Calendário de 2001 do Indianapolis Colts ESPN.com. Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  31. Prisco, Pete (10 de novembro de 2002). Manning segue ajudando os Colts conquistando vitórias CBS Sportsline. Página visitada em 26 de dezembro de 2007.
  32. 2003 NFL Pro Bowlers Pro-Football-Reference.com. Página visitada em 2 de agosto de 2013.
  33. Bell, Jarrett (12 de outubro de 2003). Foster substitui Davis e os Panthers sobrevivem por 23 a 20 na OT USA Today.. Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  34. Manning faz 22 de 26 com 377 jardas e 5 TDs ESPN.com (4 de janeiro de 2004). Página visitada em 24 de dezembro de 2007.
  35. CBS Sportsline - Peyton Manning CBS Sportsline. Página visitada em 15 de janeiro de 2007.
  36. Beacham, Greg (9 de fevereiro de 2004). Recordes quebrados em grande Pro Bowl USA Today.. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  37. Smith, Michael (14 de outubro de 2004). Indy se esforça mas cai ESPN.com. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  38. Favre faz 4 TDs e fica atrás de manning ESPN.com (26 de setembro de 2004). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  39. Colts superam déficit de 15 pontos para vencer o jogo ESPN.com (26 de dezembro de 2004). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  40. Tabela de classificação de 2004 da NFL, com todas as estatísticas Pro-Football-Reference.com. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  41. a b Peyton (457 jardas, 4 TDs) destrói os Broncos ESPN.com (9 de janeiro de 2005). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  42. Manning heads All-Pro list Desert News. (7 de janeiro de 2005). Página visitada em 13 de janeiro de 2008.
  43. Manning lança 3 TDs, e melhora os Colts ESPN.com (7 de novembro de 2005). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  44. NFL: interceptação de Polamalu é anulada ilegalmente ESPN.com (16 de janeiro de 2006). Página visitada em 15 de janeiro de 2007.
  45. Steelers vencem os Colts ESPN.com (15 de janeiro de 2006). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  46. 2005 NFL All-Pro Team ESPN.com (9 de janeiro de 2006). Página visitada em 13 de janeiro de 2008.
  47. Bell, Jarrett (12 de fevereiro de 2006). NFC vence AFC no pro bowl, 23-17 USA Today.. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  48. Manning e Harrison quebram recordes juntos ESPN.com (17 de setembro de 2006). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  49. Manning lança 4 TDs e ajuda os Colts a continuar invictos ESPN.com (22 de outubro de 2006). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  50. Estatísticas de 2006 da NFL pro-football-reference.com. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  51. Manning finalmente vence o grande jogo e dá aos Colts um Super Bowl ESPN.com (21 de janeiro de 2007). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  52. Manning vence um jogo importante, e os Colts derrotam os Bears no Super Bowl ESPN.com (4 de fevereiro de 2007). Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  53. Vencedores do 2007 ESPY Award. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  54. Manning's elusive Super Bowl ring comes with MVP award USA Today. Página visitada em 7 de janeiro de 2013.
  55. Manning reestrutura seu contrato para abrir espaço no teto salarial dos Colts ESPN.com (21 de fevereiro de 2007). Página visitada em 23 de fevereiro de 2007.
  56. Patriots x Colts: Super Bowl 41,5 Kentuckyhunting.net. Página visitada em 24 de novembro de 2010.
  57. Brady vira pra cima de Indy e os Pats seguem imbativel CBS Sportsline (5 de novembro de 2007). Página visitada em 5 de novembro de 2007.
  58. Vinatieri chuta bem e Colts passam pelo Chiefs CBS Sportsline (18 de novembro de 2007). Página visitada em 18 de novembro de 2007.
  59. TEN@IND - semana 17 (2007) Cbs.sports.com (30 de dezembro de 2007). Página visitada em 24 de novembro de 2010.
  60. 2007 NFL Standings, Team & Offensive Statistics pro-football-reference.com. Página visitada em 25 de dezembro de 2007.
  61. Peterson é MVP, e T.O. marca duas vezes na vitória da NFC no Pro Bowl CBS Sportsline (10 de janeiro de 2008). Página visitada em 10 de janeiro de 2008.
  62. Fatos sobre o Super Bowl XLII NFL.com. Página visitada em 4 de fevereiro de 2008.
  63. Colts: Manning had staph in left knee bursa USA Today. Página visitada em 2 de agosto de 2013.
  64. "Colts se recuperam de déficit de 15 pontos e vencem Vikes", Sportsline.com
  65. "Jags abrem caminho, Scobee acerta FG para vencer os Colts", Sportsline.com
  66. "Colts vencem Texans em jogo difícil", Sportsline.com
  67. "Manning, Wright, Jones são os melhores da AFC, de acordo com analistas", The Sports Network
  68. "Vinatieri dá vitória para os Colts sobre o Patriots no Sunday night", Sportsline.com
  69. "Colts sofrem para vencer Pittsburgh", Sportsline.com. Retirado em 28 de dezembro de 2008.
  70. "Manning atua bem e vence os Texans", Sportsline.com. Retirado em 28 de dezembro de 2008.
  71. "Manning is AFC player of the week", IndyStar.com. Retirado em 28 de dezembro de 2008.
  72. "Vinatieri chuta para a vitória e os Colts derrotam os Chargers", Sportsline.com. Retirado em 28 de dezembro de 2008.
  73. "Colts vencem; QB do Browns QB se machuca. Fim de temporada?", Sportsline.com
  74. "Manning e os Colts massacram os Bengals", Sportsline.com. Retirado em 28 de dezembro de 2008.
  75. "Detroit Lions vs. Indianapolis Colts - Recap". ESPN.com. Retirado em 2 de agosto de 2013.
  76. "Colts derrotam Jags, e vão para os playoffs", Sportsline.com. Retirado em 28 de dezembro de 2008.
  77. "Colts conquistam marcas importantes e vencem Titans em jogo sem relevância", Sportsline.com
  78. Manning se junta a Favre com três títulos de MVP ESPN (3 de janeiro de 2009). Página visitada em 5 de fevereiro de 2009.
  79. "Defesa dos Colts segura Jaguars e Indianapolis vence jogo", Sportsline.com
  80. "Manning lidera Colts em virada sobre os Dolphins", Sportsline.com
  81. "Manning passa para quatro touchdowns, e Colts passam pelos Cardinals", Sportsline.com
  82. "Manning quebra recorde, e Colts batem o Seahawks", Sportsline.com
  83. "Colts (5-0) destroem o Titans na 14² vitória consecutiva em temporada regular", Sportsline.com
  84. "Manning e os invictos Colts vencem os fracos Rams", Sportsline.com
  85. "Colts vence 49ers, na 16ª vitória consecutiva do time", Sportsline.com
  86. "Brown erra FG e Colts vencem os Texans para permanecerem invictos", ESPN.com
  87. "Colts vencem Pats após má decisão do tecnico e se mantêm invictos", Sportsline.com
  88. "Defense comes up with big plays, helps Colts remain unbeaten", Sportsline.com
  89. "Colts vencem Texans de novo e continuam invictos, 11-0", Sportsline.com
  90. "Quarterbacks e viradas no último período, Parte II", Pro-Football-Reference.com
  91. "Colts asseguram 21ª vitória consecutiva", Sportsline.com
  92. "Colts quebram recorde com a 22² vitória seguida; Marshall também quebra recorde com 21 recepções", Sportsline.com
  93. "Manning e Colts batem Jaguars, indo para 14-0", Sportsline.com
  94. "Termina sonho de temporada invicta dos Colts, e Manning vai para o banco em derrota para os Jets", Sportsline.com
  95. "Bills vencem Colts debaixo de neve", Sportsline.com
  96. The Associated Press (9 de janeiro de 2010). Manning claims fourth MVP in landslide ESPN.com. Página visitada em 23 de novembro de 2010.
  97. "Johnson e Manning são unanimidade para All-Pro", ESPN.com
  98. "Indianápolis será sede da Final da AFC depois de vitória sobre o Ravens", Sportsline.com
  99. "Manning vence Jets, e Colts estão no Super Bowl", Sportsline.com
  100. "Brees e Saints vencem os Colts, trazendo o primeiro título de Super Bowl para Nova Orleães", Sportsline.com
  101. NFL.com (11 de setembro de 2010). Semana 1 da NFL - Colts 24 x 34 Texans. Página visitada em 15 de setembro de 2010.
  102. "Foster detona Colts com 231 jardas e Texans vence rival", CBSSports.com
  103. "Peyton vence Eli, e Colts passam pelos Giants", CBSSports.com
  104. "Com bela atuação de Peyton, Colts vence Broncos de Orton", CBSSports.com
  105. "Player Game Finder Query Results", Pro-Football-Reference.com
  106. The Associated Press (3 de outubro de 2010). NFL Game Center: Colts@Jarquars NFL.com. Página visitada em 5 de outubro de 2010.
  107. "Scobee marca field goal de 59 jardas e Jags vencem Colts", CBSSports.com
  108. "Colts conquista vitória e infringem primeira derrota aos Chiefs na temporada", CBSSports.com
  109. "Colts vence cambaleando e impõe dura derrota ao Redskins" CBSSports.com
  110. The Associated Press (1 de novembro de 2010). Texans @ Colts - Semana 8 (01/11/2010) NFL.com. Página visitada em 2 de novembro de 2010.
  111. Colts derrota Houston e assume a primeira colocação na Divisão
  112. The Associated Press (7 de novembro de 2010). Colts @ Eagles - Week 9 NFL.com. Página visitada em 8 de novembro de 2010.
  113. "Vick joga com maestria, e os Eagles vencem os Colts" CBSSports.com
  114. Associated Press (15 de novembro de 2010). Bengals @ Colts - Week 10 NFL.com. Página visitada em 16 de novembro de 2010.
  115. "Colts força cinco turnovers contra o Bengals e sai com a vitória." CBSSports.com
  116. "Brady lidera Pats em vitória sobre os Colts de Peyton" CBSSports.com
  117. "Chargers destroem Manning, e conquistam quarta vitória seguida" CBSSports.com
  118. Associated Press (5 de dezembro de 2010). Cowboys @ Colts - Week 13 NFL.com. Página visitada em 6 de dezembro de 2010.
  119. "Cowboys capitaliza em erros de Peyton e superam os Colts na OT" CBSSports.com
  120. Associated Press (9 de dezembro de 2010). Colts @ Titans - Week 14 NFL.com. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  121. "Colts vencem Titans e mantém esperança de playoff viva." CBSSports.com
  122. Associated Press (19 de dezembro de 2010). Jaguars @ Colts - Week 15 NFL.com. Página visitada em 20 de dezembro de 2010.
  123. "Colts seguram os Jags, e assumem contro da divisão" CBSSports.com
  124. Associated Press (26 de dezembro de 2010). Colts @ Raiders - Week 16 NFL.com. Página visitada em 27 de dezembro de 2010.
  125. "Colts passam pelos Raiders e ficam perto do título da AFC South" CBSSports.com
  126. Associated Press (2 de janeiro de 2011). Titans @ Colts - Week 17 NFL.com. Página visitada em 3 de janeiro de 2011.
  127. "Colts batem Titans para conquistar sétimo título da AFC South em oito anos" CBSSports.com
  128. The Associated Press (8 de janeiro de 2010). Jets @ Colts - AFC Wild Card Game NFL.com. Página visitada em 9 de janeiro de 2010.
  129. "O chutador dos Jets Nick Folk faz o chute decisivo para eliminar os Colts e dar a vitória ao seu time." CBSSports.com
  130. a b (17 de janeiro de 2011) "Go figure" (em inglês). Sports Illustrated 114 (3). Time, Inc.. ISSN 1068624X. Página visitada em 13 de janeiro de 2011.
  131. Colts colocam franchise tag em Manning enquanto tentam acertar novo contrato Nfl.com (15 de fevereiro de 2011). Página visitada em 16 de fevereiro de 2011.
  132. Peyton Manning had neck surgery ESPN.com (25 de maio de 2011). Página visitada em 31 de julho de 2011.
  133. Manning assina novo contrato com os Colts
  134. Judy Battista (25 de julho de 2011). As the Lockout Ends, the Scrambling Begins The New York Times. Página visitada em 21 de abril de 2013.
  135. Manning out for September? NFL.com. Página visitada em 11 de setembro de 2011.
  136. Phillip B. Wilson. Why is Manning still on active roster? Indystar.com. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  137. Associated Press. RB: Peyton Manning's throws have zip ESPN.com. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  138. Pro-Football-Reference.com: In a single season, from 1978 to 2011, in the regular season, sorted by descending opp Pass Completion %. Pro-Football Reference. Página visitada em 7 de fevereiro de 2012.
  139. Klemko, Robert. "Report: Colts to release Peyton Manning Wednesday", 7 de março de 2012. Página visitada em 6 de março de 2012.
  140. Chase, Chris. "Report: Peyton Manning will be cut by Indianapolis Colts on Wednesday", 7 de março de 2012. Página visitada em 6 de março de 2012.
  141. OFFICIAL: Colts Release Quarterback Peyton Manning FOXiNEWS. Página visitada em 7 de março de 2012.
  142. Após 14 anos, Indianapolis Colts confirma dispensa de Peyton Manning Globoesporte.com. Página visitada em 7 de março de 2012.
  143. Manning visita os Broncos nesta sexta-feira, diz jornal ExtraTime.com. Página visitada em 20 de março de 2012.
  144. "Peyton Manning, Broncos OK deal", ESPN. Página visitada em 20 de março de 2012.
  145. "How will Peyton Manning and the Denver Broncos fare next season?", Los Angeles Times, 20 de março de 2012. Página visitada em 20 de março de 2012.
  146. "Denver Broncos Football Radio Broadcast Live Online", Oliver Stream Sports, 27 de junho de 2012.
  147. NFL Game Center: Denver Broncos at Chicago Bears - 2012 Preseason Week 1 Nfl.com. Página visitada em 8 de setembro de 2012.
  148. a b c "Pittsburgh Steelers vs. Denver Broncos - Recap", ESPN. Página visitada em 10 de setembro de 2012.
  149. a b c Clawson, Doug. "Peyton arm strength silencing doubters", ESPN. Página visitada em 28 de outubro de 2012.
  150. a b 2012 Denver Broncos Pro-football-reference.com. Página visitada em 8 de janeiro de 2013.
  151. Sessler, Marc (26 de dezembro de 2012). 2013 Pro Bowl roster analysis: AFC National Football League. Página visitada em 8 de janeiro de 2013.
  152. Dan Hanzus (2 de fevereiro de 2013). Peyton Manning wins Comeback Player of the Year NFL.com. Página visitada em 3 de fevereiro de 2013.
  153. Peyton: First with 7 TDs since '69 ESPN. (6 de setembro de 2013). Página visitada em 28 de setembro de 2013.
  154. Wesseling, Chris. Peyton Manning sets mark for TDs in first three weeks National Football League. Página visitada em 23 de setembro de 2013.
  155. Peyton Manning sets record with 51st touchdown pass NFL.com. Página visitada em 22 de dezembro de 2013.
  156. Dan Hanzus. Peyton Manning sets mark for passing yards in season NFL.com. Página visitada em 29 de dezembro de 2013.
  157. Associated Press (12 de janeiro de 2014). Denver Broncos hold off San Diego Chargers, advance to AFC title game NFL.com. Página visitada em 20 de janeiro de 2014.
  158. Denver Broncos defeat New England Patriots, punch ticket to Super Bowl NFL.com. Página visitada em 20 de janeiro de 2014.
  159. "Seahawks bring back memories". Página acessada em 3 de fevereiro de 2014.
  160. Frank Schwab. Report: Peyton Manning wins record fifth MVP Yahoo! Sports. Página visitada em 2 de fevereiro de 2014.
  161. Associated Press. Peyton Manning named SI's Sportsman of the Year Sports Illustrated. Página visitada em 16 de dezembro de 2013.
  162. Peyton Manning joins Jerry Rice, Reggie White with 13 Pro Bowls NBCsports.com. Página visitada em 7 de janeiro de 2014.
  163. a b Corbett, Jim (13 de setembro de 2006). A rotina antes do snap de Peyton Manning USA Today.. Página visitada em 10 de fevereiro de 2008.
  164. Pompei, Dan. "É sua chamada: no ataque dos Colts, Peyton Manning seleciona as jogadas na linha. Esse sistema tem suas falhas, mas normalmente dá ao Indianapolis uma vantagem sobre os oponentes", Sporting News, 22 de setembro de 2003. Página visitada em 16 de fevereiro de 2008.
  165. Peyton Manning's Wife: See Pictures of Ashley Manning Bleacher Report. Página visitada em 28 de setembro de 2013.
  166. "Esposa de Peyton Manning da à luz a gêmeos", 8 de abril de 2011.
  167. Manning, P., Manning, A., Underwood, J., & Peydirt Inc. Manning. [S.l.]: HarperEntertainment, 2001. 362-364 pp. ISBN 0061020249
  168. Manning Passing Academy, a escola de preparação de QBs, RBs e WRs. Página visitada em 7 de janeiro de 2008.
  169. Campaign Contribution Search - Peyton Manning (em inglês) News Meat. Página visitada em 23 de dezembro de 2010.
  170. Fundação PeyBack
  171. Hospital infantil renomeado em honra a Manning WRTV (6 de setembro de 2007). Página visitada em 17 de fevereiro de 2008.
  172. Manning's roster of endorsements (em inglês). Página visitada em 23 de dezembro de 2010.
  173. Peyton Manning to Star in DirecTV Commercial (em inglês). Página visitada em 23 de dezembro de 2010.
  174. 'SNL': Eli Manning Spoofs Big Brother Peyton Manning's 2007 'Saturday Night Live' Skit (Video) (em inglês) The Hollywood Reporter. Página visitada em 7 de janeiro de 2014.
  175. Begley, Ian (25 de fevereiro de 2007). Peyton estará em 'SNL' Daily News.. Página visitada em 26 de março de 2007.
  176. Kelly, Paul (14 de março de 2007). MVP do Super Bowl, Manning dará bandeira verde para Indy 500 indy500.com. Página visitada em 16 de fevereiro de 2008.
  177. Walker, Dave. "Irmãos Manning dão suas vozes em episódio de 'The Simpsons'", The Times-Picayune, NOLA.com, 7 de agosto de 2009. Página visitada em 8 de agosto de 2009.
  178. Drinen, Doug. Líderes em passes para Touchdown pro-football-reference.com. Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
  179. Drinen, Doug. Líderes em passes completados pro-football-reference.com. Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
  180. Drinen, Doug. Líderes em jardas pro-football-reference.com. Página visitada em 21 de dezembro de 2007.
  181. Drinen, Doug. Líderes em Rating pro-football-reference.com. Página visitada em 28 de dezembro de 2007.
  182. Drinen, Doug. Líderes em jardas por jogo pro-football-reference.com. Página visitada em 28 de dezembro de 2007.
  183. Drinen, Doug. Líderes em passes completados pro-football-reference.com. Página visitada em 28 de dezembro de 2007.
  184. Indy Star - Manning The Indianapolis Star.. Página visitada em 27 de dezembro de 2007.
  185. CBS.Sportsline.com - Peyton Manning Statistics CBS Sportsline. Página visitada em 10 de dezembro de 2007.
  186. ESPN.com – Peyton Manning Statistics ESPN.com. Página visitada em 31 de dezembro de 2007.
  187. NFL.com (26 de novembro de 2012). Números de Peyton Manning National Football League. Página visitada em 26 de novembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Peyton Manning