Peyton Place (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Peyton Place
Amar Não É Pecado (PT)
A caldeira do diabo (BR)
Peyton Place 000.JPG
 Estados Unidos
1957 • cor • 162 min 
Direção Mark Robson
Roteiro John Michael Hayes
Grace Metalious
Elenco Lana Turner
Lee Philips
Lloyd Nolan
Arthur Kennedy
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Peyton Place (br: A caldeira do diabo / pt: Amar Não É Pecado) é um controverso filme estadunidense de 1957, dirigido por Mark Robson e estrelado por Lana Turner.

Baseou-se no livro homônimo de mesmo nome, escrito por Grace Metalious, que vendeu quarenta mil cópias nos Estados Unidos em apenas dez dias após seu lançamento. Reconhecido por subverter os melodramas hollywoodianos, enfrentou forte censura, mas fez escola ao flagrar a hipocrisia dos habitantes de uma pequena cidadezinha do interior que escondem seus "pequenos" segredos: adultério, estupro e suicídio.

O filme rendeu uma duradoura série de televisão de mesmo nome (com Ryan O'Neal), que se estabeleceu como o primeiro drama tórrido, abrindo caminho para gerações futuras como Desperate Housewives e Twin Peaks.

A caldeira do diabo foi o segundo filme de maior bilheteria nos cinemas estadunidenses em 1958. Uma sequência menos famosa para o filme foi lançada em 1961.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história se inicia em 1941, num lugar chamado Peyton Place, na Nova Inglaterra, onde a maioria das pessoas trabalha para uma grande fábrica de tecidos, as crianças estudam numa boa Escola Secundária e as famílias frequentam diversas igrejas, de diferentes religiões.

A então adolescente Allison Mackenzie, que narra a história, vive com sua mãe viúva Constance, que administra uma loja de sua propriedade enquanto uma empregada cuida da casa. A melhor amiga de Allison é Selena, filha da empregada, que vive em uma cabana com seu irmão menor e seu padrasto alcoólico. Seu melhor amigo é Norman, um rapaz reprimido pela mãe opressora. Quando Allison e Norman são confundidos com outro casal que nadavam nús em um riacho, imediatamente surgem fofocas que chegam até Constance e também à mãe de Norman. Constance discute com a filha e lhe faz revelações, que levam Allison a sair de casa e ir sozinha para Nova Iorque. Mais de 1 ano depois, Selena confessa um crime e vai a julgamento, motivo de Allison voltar à Peyton Place, o último lugar que ela gostaria de estar no mundo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Apesar de ter sido indicado para treze importantes prêmios de cinema de sua época, A caldeira do diabo não conseguiu ganhar nenhum dos prêmios para os quais foi indicado.

Indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar
  • Melhor Filme do Ano
  • Melhor Direção (Mark Robson)
  • Melhor Roteiro Adaptado (John Michael Hayes)
  • Melhor Atriz Principal (Lana Turner)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Diane Varsi)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Hope Lange)
  • Melhor Ator Coadjuvante (Arthur Kennedy)
  • Melhor Ator Coadjuvante (Russ Tamblyn)
  • Melhor Fotografia (William C. Mellor)
Globo de Ouro
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Hope Lange)
  • Melhor Atriz Coadjuvante (Mildred Dunnock)
Outros
  • DGA para Melhor Direção de um filme (Mark Robson)
  • WGA para Melhor Roteiro Dramático (John Michael Hayes)

A vida imita a arte[editar | editar código-fonte]

Dez dias após a cerimônia de entrega dos Oscars, Lana Turner viu sua própria vida virar escândalo. Sua filha adolescente enfiou uma faca no estômago do gângster Johnny Stompanato (amante da mãe, essa tendo que admitir que foi infiel assim como sua personagem) matando-o após ouvi-lo ameaçar a atriz de morte. Tal crime inspirou o best-seller Escândalo na sociedade.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]