Phablet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Phablet (\fæb'leɪ̯\), aportuguesado "fablet", é um termo informal criado para designar dispositivos de telas sensíveis ao toque com mais de 5 e menos de 7 polegadas, que reúnem os recursos de um smartphone aos de um tablet — com a integração opcional de uma caneta stylus.

Um phablet é maior que a maioria dos smartphones, porém, suas dimensões não são grandes o suficiente para enquadrá-lo na categoria dos tablets ou até mesmo dos mini-tablets.[1]

Phablet é uma amálgama das palavras phone e tablet.[2]

O primeiro phablet lançado comercialmente foi o Dell Streak, em 4 de junho de 2010.[1] Outros exemplos notáveis de tais dispositivos incluem o Samsung Galaxy Note, o Note II|Note III, o Samsung Galaxy Mega, o HTC J Butterfly e o LG Intuition. O Samsung Galaxy Note foi o phablet que atingiu o maior sucesso comercial até hoje,[1] vendendo cerca de dez milhões de unidades até agosto de 2012,[3] e popularizando, assim, o uso do termo.[1] A segunda geração do phablet foi anunciada em agosto de 2012, e já se encontra à venda em alguns países, tendo recebido avaliações bastante positivas de sites especializados.[3]

Em 26 de outubro de 2011, a empresa sul-coreana LG Electronics solicitou o registro de exclusividade de uso do termo Phablet, de acordo com o website Trademarkia.com. O estado atual desta solicitação é "ação não-finalizada".Direito autorais reservados para um brasileiro [4]

Referências

  1. a b c d Ankit Banerjee (16 de maio de 2012). The rise of the Phablet (em inglês) Android Authority. Página visitada em 22 de outubro 2012.
  2. Is The Market Ready For A Phablet? (em inglês) Forbes.com. (15 de agosto de 2012). Página visitada em 22 de outubro de 2012.
  3. a b Samsung Galaxy Note II Review (em inglês) Pocketnow (11 de outubro de 2012). Página visitada em 22 de outubro de 2012.
  4. PHABLET (em inglês) LegalForce Trademarkia (2 de agosto de 2012). Página visitada em 22 de outubro de 2012.