Phil Spector

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Phil Spector
Phil Spector mugshot.jpg
Phil em 2009, na época de sua prisão
Informação geral
Nome completo Harvey Phillip Spector
Nascimento 26 de dezembro de 1939 (74 anos)
Origem Bronx, cidade de Nova York
País  Estados Unidos
Gênero(s) Pop, girl group, Rock, punk
Instrumento(s) Guitarra, piano
Período em atividade 1958-2009
Outras ocupações produtor musical, compositor e músico
Gravadora(s) Philles Records
Afiliação(ões) The Ronettes
The Crystals
Darlene Love
The Righteous Brothers
John Lennon
The Teddy Bears
Ike & Tina Turner
George Harrison
Ramones
The Beatles (Let It Be)
Leonard Cohen
Ben E. King
Gene Pitney
Bob B. Soxx & the Blue Jeans
The Wrecking Crew
Starsailor
Página oficial philspector.com

Phil Spector, nome artístico de Harvey Philip Spector (Nova Iorque, 26 de dezembro de 1939) é um produtor musical e músico estadunidense[1] . Ficou conhecido por produzir o álbum da banda britânica The Beatles, "Let It Be". Trabalho que não agradou o baixista da banda, Paul McCartney, enquanto John Lennon, anos mais tarde do fim da banda, declarou a uma entrevista para a revista Playboy que ficou satisfeito com o trabalho do produtor. Também produziu o álbum "Death of a Ladies' Man", quinto de Leonard Cohen. O álbum foi marcado por atritos após as gravações, quando Spector se trancou em seu estúdio para o processo de mixagem, não permitindo que nem mesmo Cohen interferisse no resultado final. Por conta disso é até hoje notória a insatisfação do cantor com o disco, o qual classifica como sendo o mais fraco de todos.

Julgamento[editar | editar código-fonte]

Em 13 de abril de 2009 Phil Spector foi declarado culpado de homicídio, no caso da morte de uma atriz em sua mansão, ocorrida seis anos antes[2] . Os promotores disseram que Spector atirou e matou a atriz Lana Clarkson em sua mansão na madrugada de 3 de fevereiro de 2003, após tê-la conhecido horas antes na discoteca em que a mulher trabalhava. O ex-motorista de Spector revelou ao juri que na noite da morte de Lana encontrou seu patrão com uma pistola e a mão ensanguentada, antes de dizer: "Acho que matei alguém". Phil Spector foi sentenciado em maio de 2009 a dezenove anos de prisão à prisão perpétua.[3]

Em 2013 foi lançado o telefilme Phil Spector que trata do primeiro julgamento.

Referências

  1. Phil Spector. Discogs.com. Página visitada em 10 de março de 2013.
  2. Phil Spector é condenado por homicídio doloso. Estadão.com.br. Página visitada em 10 de março de 2013.
  3. Título ainda não informado (favor adicionar).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Phil Spector

Relacionadas à música[editar | editar código-fonte]

Relacionados ao crime[editar | editar código-fonte]