Physical Graffiti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Physical Graffiti
Álbum de estúdio de Led Zeppelin
Lançamento 24 de Fevereiro de 1975
Gravação Julho de 1970; Dezembro de 1970-Março de 1971; Maio de 1972; Janeiro-Fevereiro de 1974; Outubro de 1974 no Headley Grange, Hampshire, com o Ronnie Lane's Mobile Studio; Stargroves, Inglaterra com o Ronnie Lane's Mobile Studio; Olympic Studios, Londres, Island Studios, Londres. Mixado nos Olympic Studios, Londres; e Electric Lady Studios, Nova York
Gênero(s) Hard rock, heavy metal, blues-rock, rock progressivo
Duração 82:15
Gravadora(s) Swan Song Records
Produção Jimmy Page
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Led Zeppelin
Último
Último
Houses of the Holy
(1973)
Presence
(1976)
Próximo
Próximo
Capa traseira
Singles de Physical Graffiti
  1. ""Trampled Under Foot"/"Black Country Woman""
    Lançamento: 2 de abril de 1975


Physical Graffiti é o sexto álbum de estúdio da banda britânica de rock Led Zeppelin, lançado em 24 de fevereiro de 1975, como um álbum duplo.

Foi o primeiro álbum editado pela Swan Song Records, a gravadora criada pela banda, demonstra o máximo de suas habilidades, e o álbum aponta para vários estilos e influências. Physical Graffiti é frequentemente citado como um dos maiores álbuns de todos os tempos. Este álbum está na lista dos 200 álbuns definitivos no Rock and Roll Hall of Fame.[1] Foi considerado pela revista Rolling Stone o 70º melhor álbum de todos os tempos.

O álbum foi um sucesso de critica e público, alcançando o topo na lista da Billboard. Logo após o lançamento de Physical Graffiti, todos os álbuns lançados anteriormente pelo Led Zeppelin retornaram para lista dos 200 álbuns mais ouvidos.

Gravação do álbum[editar | editar código-fonte]

As sessões de gravação de Physical Graffiti inicialmente tiveram lugar em Novembro de 1973 em Headley Grange, em East Hampshire, Inglaterra. "The Rover" e "Black Country Woman" foi gravado na mesma sessão que "D'yer Mak'er" em Stargroves usando o Estúdio Móvel de The Rolling Stones em maio de 1972. A música "Houses of the Holy" foi também gravada em Maio de 1972, mas no Olympic Studios.[2] O álbum Houses of the Holy foi batizado baseando-se nesta canção.

As oito canções restantes foram gravadas durante as sessões para Physical Graffiti em 1974. Um aspecto interessante desse álbum é a forma como cada música parecem se encaixarem juntas na ordem em que são tocadas. O que surpreende é o fato de que as canções foram gravadas durante um período de quatro anos em estúdios diferentes.

Physical Graffiti é, provavelmente a obra prima do Led Zeppelin e demonstra a quase total adesão ao hard rock e ao progressivo, estilo esse que influenciou todos os grandes grupos de rock pesado surgidos em 69/70.

A Capa[editar | editar código-fonte]

96 and 98 St. Mark's Place

Trata-se da mais urbana (e misteriosa) das capas do Led Zeppelin. A foto do edifício (96 and 98 St. Mark's Place - Nova Iorque) faz lembrar, ora o Dakota (onde John Lennon foi morto), ora a cena final de Taxi Driver (EUA-1976), inclusive com o sujeito (Jimmy Page) sentado na escadaria. Na primeira coluna de janelas, no canto esquerdo, verticalmente, de cima para baixo, lê-se "PIG" (porco). Na terceira coluna de janelas, de cima para baixo, horizontalmente, da esquerda para a direita, lê-se "GRAF" (nome dado às diversas aeronaves no início do século XX, em homenagem a seu construtor). No interior, nota-se a presença de uma miscelânea de personalidades (o fauno , santos e freiras, Neil Armstrong), incluindo os integrantes do Led e seu empresário Peter Grant.

Lançamento e recepção[editar | editar código-fonte]

O álbum foi lançado em 24 de Fevereiro de 1975, num momento em que Led Zeppelin realizou sua décima turnê na América do Norte. Atrasos na produção do design da capa do álbum impediram sua liberação antes do início da turnê.[3]

Physical Graffiti foi o primeiro disco da banda a ser lançado em sua própria gravadora, a Swan Song Records, que foi criada em maio de 1974. Até este ponto, todos os álbuns do Led Zeppelin haviam sido lançados pela Atlantic Records. O álbum foi um sucesso comercial e de crítica, tendo construído uma enorme ordem de avanço, e quando finalmente lançado atingiu o primeiro lugar no Billboard 's Pop Albums chart. Desde então, vem provado ser um dos lançamentos mais populares por parte do grupo, o álbum vendeu 8 milhões de cópias nos Estados Unidos (e foi certificado com 16 discos de platina, pois é um álbum duplo).[4] Physical Graffiti foi o primeiro álbum a ter encomendas de platina antecipadas sozinho.[5] Pouco depois de seu lançamento, todos os álbuns anteriores do Led Zeppelin simultaneamente reestrearam na parada de álbuns top-200.[6]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado 1
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Custard Pie"   Jimmy Page e Robert Plant 4:13
2. "The Rover"   Page e Plant 5:36
3. "In My Time of Dying"   Page, Plant, John Paul Jones e John Bonham 11:04
Lado 2
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Houses of the Holy"   Page e Plant 4:01
2. "Trampled Under Foot"   Page, Plant e Jones 5:35
3. "Kashmir"   Page, Plant e Bonham 8:31
Lado 3
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "In the Light"   Page, Plant e Jones 8:44
2. "Bron-Yr-Aur"   Page 2:06
3. "Down by the Seaside"   Page e Plant 5:14
4. "Ten Years Gone"   Page e Plant 6:31
Lado 4
N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Night Flight"   Page, Plant e Jones 3:36
2. "The Wanton Song"   Page e Plant 4:06
3. "Boogie with Stu"   Page, Plant, Jones, Bonham, Ian Stewart e Ritchie Valens 3:51
4. "Black Country Woman"   Page e Plant 4:24
5. "Sick Again"   Page e Plant 4:43
Duração total:
82:15

Créditos[editar | editar código-fonte]

Led Zeppelin
Convidados
Produção
  • Peter Grant - Produtor, produtor executivo
  • Andy Johns - Engenheiro de áudio, mixagem
  • Eddie Kramer - Engenheiro de áudio, mixagem
  • Peter Corriston - Design, arte
  • Barry Diament - Masterização
  • Roy Harper - Fotografia
  • Elliot Erwitt - Fotografia
  • Keith Harwood - Engenheiro, mixagem

Referências

  1. 2007 National Association of Recording Merchandisers (em inglês) timepieces (2007). Visitado em 25 de maio de 2010.
  2. Dave Lewis. The Complete Guide to the Music of Led Zeppelin (em inglês). [S.l.]: Omnibus Press, 2004. 96 pp. ISBN 0-7119-3528-9.
  3. Welch, Chris. Led Zeppelin (em inglês). Londres: Orion Books, 1994. p. 73. ISBN 1-85797-930-3.
  4. Seach Database (em inglês) Recording Industry Association of America. Visitado em 06 de fevereiro de 2013.
  5. Record Collector: Physical Graffiti – an album under review (em inglês) Record Collector. Visitado em 06 de fevereiro de 2013.
  6. Ruhlmann, William. Breaking Records: 100 Years of Hits (em inglês). 1°. ed. Londres: Routledge Falmer, 2004. p. 165. ISBN 0-415-94305-1.