Piano elétrico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Piano Elétrico (E-Piano ou EP, sigla utilizada nos teclados modernos) nada mais é que uma modalidade de piano, só que, como diz o nome, é elétrico. Alcançou grande popularidade durante as décadas de 60 e 70. Por serem mais leves e portáteis, foram usados tanto na substituição do piano comum como na utilização de estudo de piano em escolas (por poderem ser utilizados com fones de ouvido).

Funcionamento e História[editar | editar código-fonte]

Piano Eléctrico Fender Rhodes,
modelo Suitcase 61.
Piano Eléctrico Wurlitzer,
modelo 200A.

Diferente do piano digital (ou piano electrónico), cujo som é produzido de forma digital, o piano elétrico tem o seu som produzido de forma eletro-acústica. O som é produzido mecanicamente e seu sons são transformados em sinais elétricos. Conforme o tipo de fonocaptadores utilizados, os pianos eléctricos podem ser electro-estáticos (o modelo CP-70 da Yamaha, Wurlitzer) ou electro-magnéticos (Neo-Bechstein electric grand piano, os pianos eléctricos da Rhodes). Ainda, conforme a maneira como o som é produzido, podem ser cordas percutidas (Neo-Bechstein electric grand piano, CP-70 da Yamaha), lâminas ou barras metálicas percutidas (pianos eléctricos Wurlitzer, pianos eléctricos Rhodes), ou até lâminas metálicas beliscadas (o modelo Pianet da Hohner). A empresa RMI também fabricou um modelo notável, o 368x Electra Piano, combinando cravo e piano elétrico.

Os primeiros pianos elétricos foram produzidos na década de 1920. O Neo-Bechstein electric grand piano, de 1929, foi o primeiro a ser constituído.

Esses tipos de piano pararam de ser produzidos; os últimos a serem fabricados foram feitos em meados da década de 1980.

Muitos grupos pop famosos utilizaram pianos elétricos, como é o caso The Beatles (em "Get Back", por Billy Preston), o Pink Floyd ("Sheep"), Billy Joel ("Just The Way You Are", seu maior hit) e Stevie Wonder ("You Are the Sunshine Of My Life", uma de suas músicas mais conhecidas) e até mesmo o Radiohead (em "Everything in Its Right Place" e "Morning Bell"), entre outros. Nestas músicas, esses artistas utilizaram o piano elétrico da marca Fender Rhodes. Veja a lista abaixo:

Técnicas e estilos[editar | editar código-fonte]

Como no caso violão vs. guitarra eléctrica, o som do piano elétrico difere muito do piano acústico, e o piano elétrico é muitas vezes usado pelos artistas para criar um som original, autêntico, além de ser mais portátil.

Outros instrumentos[editar | editar código-fonte]

Alguns instrumentos electro-acústicos estão relacionados com o piano eléctrico, por se tratarem também de instrumentos com teclas. No entanto, o objectivo da sua criação foi o de substituir outros instrumentos:

Exemplos de pianos eléctricos[editar | editar código-fonte]

Músicas populares feitas com pianos elétricos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Estilos músicais marcados pelo uso do piano elétrico[editar | editar código-fonte]

Artistas notáveis no uso do piano elétrico[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]