Pierre Gamarra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pierre Gamarra
Pierre Gamarra (França, 2008)
Nascimento 10 de julho de 1919 (94 anos) de julho de 1919
Toulouse
Morte 20 de maio de 2009
Argenteuil
Nacionalidade francesa
Ocupação romancista, poeta, ensaísta
Influências

Pierre Gamarra (Toulouse, 10 de Julho 1919 — Argenteuil, 20 de Maio 2009) foi um poeta, romancista, crítico literário e dramaturgo francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pierre Gamarra foi um escritor francês particularmente conhecido pela sua obra destinada à juventude.

Em 1948, recebeu em Lausana o primeiro Prémio Internacional Charles Veillon, atribuído ao seu primeiro romance, A Casa de fogo[1] .

Em 1973, o seu romance Os Galos da Meia Noite foi adaptado para a televisão francesa.

Dirigiu a revista literária Europe desde 1974 até a sua morte.

Em 2001, o ator Michael Lonsdale recitou alguns dos seus poemas sobre a Espanha.

Obras[editar | editar código-fonte]

Romances traduzidos em português[editar | editar código-fonte]

  • A Grande Reportagem, Mem Martins, Publicações Europa-América, 1974
Colecção Europa-América Juvenil. Tradução de Noémia Seixas[2]
  • A Aventura do Serpente Emplumada, Lisboa, Livros Horizonte, 1961
Colecção Esquilo. Tradução de Severiano Ferreira, ilustrações de Philipe Daure. Prémio juvenil de 1961[3]

Notas

  1. Pierre Gamarra refere-se ao livro La Maison de feu dizendo: «Gosto imenso deste livro, que não é bem aquilo a que se chama uma autobiografia, mas que conta muito sobre mim, sobre a minha infância, sobre a minha geração.». Prefácio à edição japonesa de La Hache. Tóquio: Livraria Kempakusha, 1961, pg. IV.
    Nova edição do romance em 2014: sitio do editor(em francês)
  2. Ficha no catálogo da Biblioteca Nacional de Portugal.
  3. Ficha no catálogo da Biblioteca Nacional de Portugal.
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.