Pierre van Hooijdonk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pierre van Hooijdonk
Pierre van Hooijdonk
Informações pessoais
Nome completo Petrus Ferdinandus
Johannes van Hooijdonk
Data de nasc. 29 de Novembro de 1969 (44 anos)
Local de nasc. Steenbergen, Países Baixos
Altura 1,93 m
Apelido Pierre, Pi-Air
Informações profissionais
Posição Atacante
Clubes de juventude
Países Baixos vv Steenbergen
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
1989–1991
1991–1995
1995–1997
1997–1999
1999–2000
2000–2001
2001–2003
2003–2005
2005–2006
2006–2007
Total
Países Baixos RBC Roosendaal
Países Baixos NAC Breda
Escócia Celtic
Inglaterra Nottingham Forest
Países Baixos Vitesse
Portugal Benfica
Países Baixos Feyenoord
Turquia Fenerbahçe
Países Baixos NAC Breda
Países Baixos Feyenoord
0069 000(33)
0115 000(81)
0069 000(44)
0071 000(36)
0029 000(25)
0030 000(19)
0061 000(52)
0053 000(32)
0017 0000(5)
0037 0000(8)
0551 00(335)
Seleção nacional
1994–2004 Países Baixos Países Baixos 0046 000(14)

Petrus Ferdinandus Johannes van Hooijdonk, conhecido como Pierre van Hooijdonk (Steenbergen, 29 de novembro de 1969), é um ex-futebolista neerlandês.

Com mais de 400 gols marcados na sua carreira, passou boa parte dela atuando em seu país natal, e destacou-se em clubes como Feyenoord e NAC Breda. Fora da Holanda, atuou por Celtic, Nottingham Forest, Benfica e Fenerbahçe. Pela Seleção Holandesa, atuou por 10 anos, entre 1994 e 2004, marcando 14 gols.

Infância e juventude[editar | editar código-fonte]

Quando criança, Pierre van Hooijdonk jogava em uma pequena vila perto de sua cidade natal, chamada Welberg. Ele era torcedor do NAC Breda e fez testes no clube quando jovem. Chegou a fazer parte de categorias de base do clube, porém o técnico do RBC Roosendaal, Tiny van Dijk, o chamou para se profissionalizar pelo clube.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sua primeira temporada como profissional foi em 1989-90. Van Hooijdonk acabou se beneficiando da contusão do titular da época para entrar no time e impressionar os dirigentes do RBC da época, com 27 gols em 37 jogos. Vários times mostraram interesse em sua contratação, entre eles o NAC Breda, o que não o fez hesitar em assinar com o clube do coração. Pelo NAC foram quatro temporadas de muitos jogos e muitos gols. Não demorou muito, e dessa vez era o momento do mercado estrangeiro se interessar pelo atacante. O jogador transferiu-se então para o Glasgow Celtic, da Escócia. No clube britânico manteve uma ótima média (44 gols em 69 partidas). Depois, mais uma transferência, dessa vez para um mercado maior, o inglês. Assinou com o Nottingham Forest, onde passou mais duas temporadas. Anos fora de seu país, e Pierre resolve voltar a terra natal. Dessa vez, seu destino era o Vitesse Arnhem, mas por pouco tempo. Novamente, sua ótima méia o leva ao mercado de fora do país. O SL Benfica é seu novo destino. Ao se destacar no time português, van Hooijdonk finalmente chega a um grande clube de seu país, Feyenoord. No clube de Rotterdam faz história com vários gols e o título da Copa da UEFA. Já em fim de carreira, vê outra boa oportunidade fora, mas agora na Turquia, se transferindo para o Fenerbahçe daquele país. Finalmente, a poucos anos de se aposentar, retorna para os Países Baixos, para jogar nos dois clubes mais importantes da sua vida, o time de coração NAC Breda e o time que lhe deu toda a projeção internacional, o Feyenoord, onde encerra a carreira.

Seleção nacional[editar | editar código-fonte]

Pela Seleção Holandesa, van Hooijdonk participou das mais importantes competições, como a Copa do Mundo de 1998, disputada na França, e as Eurocopas de 2000 em sua terra natal e de 2004 em Portugal. Pela seleção de seu país, marcou um total 14 gols em 46 jogos entre 1994 e 2004.