Pietro Riario

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Túmulo do Cardeal Pietro Riario em Santi Apostoli.

Pietro Riario (1445 - 3 de janeiro de 1474) foi um cardeal italiano e diplomata papal.

Nascido em Savona, era filho de Paolo Riario e da irmã do Papa Sisto IV, Bianca Della Rovere. Sisto o nomeou em 1471 bispo de Treviso e cardeal, e, em 1473, arcebispo de Florença.[1] Ele foi encarregado com a política externa de Sisto. Para reforçar a aliança entre Roma e Milão, seu irmão Girolamo Riario casou-se com a filha de Galeazzo Maria Sforza, duque de Milão (Catarina Sforza).

Foi um humanista conhecido por seu patrocínio da literatura e das artes, bem como por seus enormes banquetes e seu comportamento de luxo.[2] Ele tinha um grande palácio que começou em Roma, perto da Igreja de Santi Apostoli (que foi concluída por seu primo Giuliano della Rovere, papa como Júlio II).

Em 1473, viajou para o norte da Itália para supervisionar a cessão de Imola de Milão para a República de Florença. No seu regresso a Roma, Riario morreu repentinamente em sua casa. Suspeitou-se que ele tinha sido envenenado, embora uma indigestão fosse o mais provável. [1] Foi enterrado em Santi Apostoli, em um magnífico túmulo renascentista esculpido por Mino da Fiesole e Andrea Bregno [1] . Seu papel como colaborador de Sisto foi herdado por seu primo Giuliano della Rovere.

Referências