Pilotar um avião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde dezembro de 2011).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ambox question.svg
Esta página ou seção carece de contexto (desde dezembro de 2011).

Este artigo (ou seção) não possui um contexto definido, ou seja, não explica de forma clara e dire(c)ta o tema que aborda. Se souber algo sobre o assunto edite a página/seção e explique de forma mais clara e objetiva o tema abordado.

Os três eixos

Pilotar um avião não é evidente pois o ser humano só está geralmente habituado nas suas deslocações a lidar com duas dimensões (comprimento e largura) e quando se levanta voo há que entrar em linha de conta com uma terceira, a altitude.

Comandos[editar | editar código-fonte]

Para pilotar um avião o piloto dispõe do manche e dos pedais. O manche, assim chamado porque na origem era um cabo que se mexia da direita para a esquerda e se puxava ou empurrava, é actualmente composto pelo mesmo sistema para o movimento de puxar/empurrar mas em cima tem um volante (tipo automóvel) para os movimentos direita/esquerda.[1]

Se se rodar o volante para a direita/esquerda accionam-se os ailerons, se se puxar/empurrar acciona-se o leme de profundidade e se se apoiar nos pedais acciona-se o leme de direcção.

Um acelerador manual semelhante ao dos navios

Instrumentos[editar | editar código-fonte]

Os seis instrumentos básicos de um avião. Em cima: velocímetro, horizonte artificial e altímetro; em baixo: indicador de curva, giro direcional e variômetro.

Os instrumentos relacionados directamente com a voo são:[1]

Eixos[editar | editar código-fonte]

Num avião há três eixos de rotação que são;[2]

  • Eixo longitudinal - uma linha imaginária que cruza o avião do nariz à cauda - linha vermelha (Roulis);
  • Eixo transversal - uma linha imaginária que cruza o avião de uma extremidade à outra da asa - linha azul (Tangage);
  • Eixo vertical - uma linha imaginária que atravessa o avião de cima para baixo - linha verde (Lacet);

O ponto onde se encontram as 3 linhas imaginárias é o centro de gravidade do avião.

Como a cada eixo corresponde um movimento associado também se poderia falar de:[1]

  • Eixo longitudinal - movimento de rolagem com aileron (Eng - Roll)
  • Eixo transversal - movimento de arpagem com o profundor (Eng - Pitch)
  • Eixo vertical - movimento de direcção com o leme vertical (Eng - Yaw )

Eixo longitudinal[editar | editar código-fonte]

A aeronave gire em torno do eixo longitudinal, movimento este conhecido por rolagem ou rolamento, quando se roda para a direita e a esquerda o volante no manche do avião. As superfícies aerodinâmicas que actuam na execução deste movimento são os ailerons situados na parte traseira, o bordo de fuga, das extremidades das asas.

Na prática, e em condições normais de voo uma volta de 360º só será possível em seu eixo longitudinal, sendo o movimento em seus outros dois eixos limitados pelas forças aerodinâmicas da aeronave, possibilitando apenas uma inclinação moderada.

Eixo transversal[editar | editar código-fonte]

O movimento de subir/descer da aeronave, movimento denominado arfagem, é dado pela superfície de controlo móvel horizontal existente na extremidade traseira da cauda (empenagem) dos aviões. O apêndice que efectua esse movimento chama-se profundor, o leme de profundidade.

O movimento para frente e para trás do manche actua no eixo transversal da aeronave inclinado o nariz desta para baixo, movimento de picar; e para cima, movimento de cabrar (ver: flap).

Eixo vertical[editar | editar código-fonte]

A aeronave gire em torno de seu eixo vertical, para a esquerda ou direita, segundo a pressão exercida nos pedais (como os dos automóveis), mas no sentido oposto, quer dizer que ao pisar no pedal esquerdo, o avião vira para a direita e vice-versa.

Este comando é responsável pelo movimento em torno do eixo vertical, de guinada, accionando o leme de direcção com os pedais.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Movimento rotação segundo o eixo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Aviação

Referências