Pilotis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O pilotis é um sistema construtivo em que uma edificação é sustentada através de uma grelha de pilares (ou colunas) em seu pavimento térreo.

A palavra pilotis, de origem francesa e eventualmente aportuguesada como piloti, pode se referir tanto ao pilar em si, quanto ao sistema como um todo. Também costuma ser usada para nomear o pavimento em que se encontra (ou seja, a expressão "pavimento pilotis" é eventualmente usada como um sinônimo para "pavimento térreo"). Em francês, pilotis significa palafita, mas em português o termo foi adotado apenas para as estruturas arquitetônicas modernas, distinguindo-as das tradicionais palafitas de madeira de habitações lacustres[1] .

O uso do pilotis tornou-se uma das características fundamentais da arquitetura moderna do século XX[2] , notadamente do international style. É parte dos 5 pontos da nova arquitetura propostos por Le Corbusier. Oscar Niemeyer tambem recorreu ao uso de pilotis, por exemplo, no Palácio da Alvorada, em Brasília. Também é encontrado na Casa das Canoas de Niemeyer.

Referências

  1. E-Civil: Dicionário On-Line [ P ]
  2. Rego, R.L. A Casa, o Pilotis e a Paisagem: Artifício e Natureza. Revista Assentamentos Humanos, Marília, v3, n. 2, p11-18, 2001.
Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.