Pinguim-gentoo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPinguim-gentoo
Fêmea com sua cria

Fêmea com sua cria
Estado de conservação
Status iucn3.1 NT pt.svg
Quase ameaçada
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Sphenisciformes
Família: Spheniscidae
Género: Pygoscelis
Espécie: P. papua
Nome binomial
Pygoscelis papua
(Forster, 1781)
Subespécies
  • Pygoscelis papua papua
    * Pygoscelis papua ellsworthii

O pinguim-gentoo é uma das três espécies de pinguim do género Pygoscelis e a ave mais rápida do planeta debaixo de água. A origem do seu nome é incerta mas pensa-se ter sido usada no século XVIII por portugueses e ingleses para se referir a vários grupos étnicos, provávelmente como termo depreciativo para Hindus. Tem sido especulado que a sua mancha branca na cabeça se terá parecido com um turbante.

Características[editar | editar código-fonte]

É facilmente reconhecido pela mancha branca que lhe percorre a cabeça e pelo bico de um laranja vivo.

Mede de 75 a 90 cm de altura, fazendo dele o maior pinguim a seguir às duas espécies gigantes, o Pinguim-imperador e o Pinguim-rei. Os machos pesam entre os 8.5 kg e os 5.5 kg e as fêmeas entre os 7.5 kg e os 5 kg

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Os pinguins-gentoo reproduzem-se em muitas ilhas sub-Antárticas mas as principais colónias são nas Malvinas, Geórgia do Sul e ilhas Kerguelen. Populações menores podem ser encontradas na ilha Macquarie, Ilha Heard e Ilhas McDonald, Ilhas Shetland do Sul e Península Antártica.

A população reprodutora total é estimada em mais de 300 000 pares.

Os ninhos são feitos de pedras empilhadas numa formação circular e atinge os 20 cm de altura e 25 de diâmetro. Estes são geralmente alvo de barulhentas disputas que chegam frequentemente à agressão. Tal é a importancia que estas aves dão ao ninho que um macho pode conseguir certos favores de uma fêmea só pelo facto de lhe dar uma boa pedra.

Os ovos pesam 500 g e os pais partilham a sua incubação. Os ovos eclodem entre o 34º e o 36º dias. As crias permanecem nos ninhos por trinta dias até formarem creches e entre os 80 e os 100 dias já vão para o mar.

Alimentação e Predação[editar | editar código-fonte]

Alimentam-se de crustáceos como krill, lulas e peixe, embora este só ocupe 15% da sua dieta.

Na água servem de alimento a leões marinhos, focas leopardo e orcas. Em terra não há predadores de um pinguim-gentoo adulto, mas outras aves comem os seus ovos e crias