Pinguim-rei

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Como ler uma caixa taxonómicaPinguim-rei
Pinguins-rei em um zoológico

Pinguins-rei em um zoológico
Estado de conservação
Status iucn3.1 LC pt.svg
Pouco preocupante (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Sphenisciformes
Família: Spheniscidae
Género: Aptenodytes
Espécie: A. patagonicus
Nome binomial
Aptenodytes patagonicus
Miller,JF, 1778
Aptenodytes patagonicus

O pinguim-rei (Aptenodytes patagonicus) é uma espécie de pinguins de aproximadamente 90 cm de altura, e que pesa de 11 a 15 quilogramas. Habita na Antártica, na zona dos ventos do Oeste e de forma rara e por acidente podem ir para o Sudeste brasileiro.

Alimentação[editar | editar código-fonte]

São ativos e rápidos para alcançar suas presas, o bico é forte e comprido, adaptado a apanhar e reter crustáceos, moluscos, peixes pequenos, sépia e outros animais marinhos de pequeno porte, sua alimentação favorita.

Reprodução[editar | editar código-fonte]

Em certa época do ano, os pinguins vão à terra (rocha ou gelo) para depositar seus ovos. A fêmea bota um, raramente ela bota um segundo ovo. A forma do ninho varia, segundo a espécie de pinguim: Alguns cavam, outros criam ninhos com pedras e há aqueles que botam o ovo sobre os pés.

Entre os casais de pinguins existe a fidelidade, e há o divórcio que acontece em 25% dos casos, geralmente ocorre pela má reprodução.

Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.