Pintassilgo-do-nordeste

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaPintassilgo-do-nordeste
Carduelis yarrellii.JPG

Estado de conservação
Status iucn3.1 VU pt.svg
Vulnerável (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Subordem: Passeri
Família: Fringillidae
Género: Carduelis
Espécie: C. yarrellii
Nome binomial
Carduelis yarrellii
(Audubon, 1839)

O pintassilgo-do-nordeste (Carduelis yarrellii) é uma ave passeriforme da família dos fringilídeos, que encontramos no Nordeste do Brasil e da Venezuela, distinta do pintassilgo-de-cabeça-preta (Carduelis magellanicus), por não apresentar a cabeça inteiramente preta, e sim com as laterais amarelas. Também é conhecido pelo nome de coroinha ou pintassilgo-baiano.

Descrição[editar | editar código-fonte]

O pintassilgo-do-nordeste tem um comprimento médio de 10cm, o macho tem o alto da cabeça (coroa) preto em contraste com o ventre, o peito, a garganta, os lados da cabeça, a nuca e o uropígio que são amarelo-vivo. O dorso é amarelo-esverdeado, as asas são pretas com uma banda amarela, a cauda é preta com marcas amarelas.[1] O bico e as pernas são cinzento-escuros. As fêmeas e os juvenis são parecidos com os machos mas não têm a coroa negra e as cores são mais baças.[2]

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Distribui-se pelo nordeste do Brasil, estados de Alagoas, Bahia, Piauí (Serra da Capivara) e Pernambuco (desde 1958 e 1957, respectivamente, que não há registos de indivíduos nos estados de Ceará e Paraíba) e pelo norte da Venezuela (Carabobo). [1]

Habitat[editar | editar código-fonte]

Tem um habitat variado: pastos, pomares, florestas abertas, pinhais, plantações, quintais, cerrado. [3] . Encontramo-lo também na Caatinga (IUCN 2012).

Alimentação[editar | editar código-fonte]

Na natureza consome grande variedade de sementes de plantas herbáceas, gosta da flor do eucalipto, insectos dos pinhais, sementes de picão (Bidens pilosa), dente-de-leão (Taraxacum), colonião (panicum maximum) e serralha (Sonchus oleraceus).[4] Gosta de se alimentar de sementes de mussambê (Cleome spinosa) e também das sementes de bem-me-quer.[5]

Nidificação[editar | editar código-fonte]

A época de reprodução estende-se de Outubro a Março. A fêmea constrói o ninho em forma de taça, com raízes finas, sem revestimento ou forrado de penas e pêlos, na forquilha de árvores ou de arbustos, a pouca altura do solo. A fêmea põe de 3 a 5 ovos esbranquiçados que incuba durante 13 dias.[5]

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

Descrito por Audubon, em 1839, na Bahia, Brasil. Não tem subespécies.[6]

Ameaças[editar | editar código-fonte]

É considerada como espécie Vulnerável pela IUCN (2012). Segundo a Birdlife International (2012) o comércio ilegal de aves quer a nível nacional, quer a nível internacional constitui uma ameaça para a espécie, suspeitando-se de uma rápida diminuição de indivíduos, apesar de não haver números concretos. O uso de pesticidas também constitui uma ameaça.

Filogenia[editar | editar código-fonte]

Foi obtida por Antonio Arnaiz-Villena et al.[7] [8] [9]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b BirdLife International 2012. Carduelis yarrellii in IUCN 2012. Version 2012.1. IUCN Red List of Threatened Species.Version 2012.1. Consultado em 29 de Setembro de 2012.
  2. Canaril Formosura Pintassilgo-do-nordeste
  3. FEOMG-Federação Ornitológica de Minas Gerais pintassilgo-do-nordeste
  4. Planetvet coroinha
  5. a b Wikiaves pintassilgo-do-nordeste
  6. The Internet Bird Collection Yellow-faced Siskin.
  7. Arnaiz-Villena, Antonio; Alvarez-Tejado M., Ruiz-del-Valle V., García-de-la-Torre C., Varela P, Recio M. J., Ferre S., Martinez-Laso J.. (1998). "Phylogeny and rapid Northern and Southern Hemisphere speciation of goldfinches during the Miocene and Pliocene Epochs". Cell.Mol.Life.Sci. 54(9): 1031–41.
  8. Zamora, J; Arnaiz-Villena A, Ernesto L, Ruiz-del-Valle V, Moscoso J, Serrano-Vela JI, Rivero-de-Aguilar J. (2006). "Rhodopechys obsoleta (desert finch): a pale ancestor of greenfinches(Carduelis spp.) according to molecular phylogeny". Journal of Ornithology 147 (3.): 448–456..
  9. Arnaiz-Villena, A; Areces C, Rey D, Enríquez-de-Salamanca M, Alonso-Rubio J and Ruiz-del-Valle V. (2012). "Three Different North American Siskin/Goldfinch Evolutionary Radiations (Genus Carduelis): Pine Siskin Green Morphs and European Siskins in America". The Open Ornithology Journal 5: 73–81.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Pintassilgo-do-nordeste
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Pintassilgo-do-nordeste