Piper Saratoga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Piper Saratoga - Aeronave econômica e fácil de pilotar, um dos monomotores a pistão mais vendidos do mundo.

O Piper Saratoga é uma econômica aeronave monomotor a pistão, com construção convencional em alumínio e ligas metálicas, com asa baixa e com trem de pouso retrátil, com capacidade para transportar com razoável conforto um piloto e cinco passageiros em viagens intermunicipais e interestaduais, fabricado nos Estados Unidos desde a década de 1980 pela Piper Aircraft (atualmente New Piper Aircraft), uma das maiores e mais tradicionais fabricantes de aeronaves leves a pistão do mundo, e uma das mais conhecidas.

Lançado originalmente como Piper Lance é a versão de trem retrátil do famoso Cherokee Six. Juntamente com os seus irmãos mais velhos Piper Lance e Cherokee Six, o Piper Saratoga é um dos modelos de aeronaves monomotores a pistão mais vendidos do mundo, com mais de 7.800 unidades da mesma família vendidas.

Uma parte dos conceitos utilizados na fabricação do monomotor a pistão Saratoga também é utilizada na fabricação do bimotor a pistão Seneca, do mesmo fabricante Piper americano, dividindo com ele portanto praticamente o mesmo design da cabine de passageiros. Neste contexto, a maior diferença está no nariz, enquanto o inteligente estabilizador horizontal é do mesmo conceito Stabilator presente no Seneca, em que o estabilizador horizontal é móvel e em uma só peça, atuando também como profundor.

Os grandes sucessos de vendas do monomotor Saratoga e do bimotor Seneca podem ser explicados pelo cuidado permanente e incansável da Piper de projetar aviões razoavelmente acessíveis, com custo de manutenção baixo e reduzido consumo de combustível.

As motorizações a pistão disponíveis para o Saratoga HP e Saratoga TC são confiáveis, os tradicionais e econômicos motores Textron Lycoming IO 540 aspirado (300 hp) e Textron Lycoming TIO 540 turbo (310 hp), consomem cerca de 80 e 85 litros de AVGAS (gasolina de aviação) por hora de vôo, respectivamente, e o fabricante estabelece períodos de manutenção programada que inclui um Overhaul (revisão completa) para cada 2.000 horas de vôo, o que segundo especialistas e operadores pode resultar num baixíssimo custo por hora de vôo.

O projeto do Piper Saratoga foi licenciado na década de 1980 para ser fabricado no Brasil pelo fabricante brasileiro Embraer e, posteriormente, para sua subsidiária Neiva, e o projeto foi rebatizado no Brasil de Sertanejo pela Embraer. Naquela época havia grande interesse do Governo Brasileiro de estimular a indústria aeronáutica brasileira e o transporte aéreo executivo no Brasil e, como consequência, outros projetos da Piper também foram licenciados para fabricação no Brasil, incluindo o Minuano (parecido com o Sertanejo) e o pequeno Corisco, extremamente econômico.

O Sertanejo conseguiu se firmar por cerca de uma década no mercado nacional, com mais de 200 unidades vendidas e ainda hoje pode ser encontrado no mercado de aeronaves usadas por preços bem razoáveis, é uma aeronave de fácil revenda.

O Piper Saratoga, ainda hoje fabricado pela Piper nos Estados Unidos, é uma aeronave equipada com uma boa variedade de itens de navegação e conforto, incluindo ar-condicionado, o sistema de navegação EFIS (Electronic Flight Instrument System) e os indispensáveis Stormscope, GPS e TCAS.

Os quatro assentos traseiros em couro para passageiros são dispostos no modo club seating e o quinto assento ao lado do piloto da aeronave completa o conjunto, totalizando seis assentos e mais um pequeno refrigerador para água mineral, sucos e refrigerantes.

Pela capacidade de pousar e decolar em pistas de pouso sem pavimentação, é usado por agropecuaristas de vários países como meio de transporte para visitas às suas fazendas e também por empresários e executivos para visitas às filiais de empresas, fornecedores e revendedores.

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Saratoga II HP (aspirado)

  • Pista de pouso: Aprox. 1.000 metros (lotado / dias quentes / tanques cheios);
  • Velocidade de cruzeiro: Aprox. 310 km / h;
  • Motorização (potência): Lycoming IO 540 aspirado (300 hp);
  • Teto de serviço: Aprox. 5.000 metros;
  • Capacidade: 1 piloto e 5 passageiros;
  • Comprimento: Aprox. 8,5 metros;
  • Peso máximo decolagem: Aprox. 1.630 kg;
  • Alcance: Aprox. 1.200 quilômetros (lotado / 75% potência / com reservas);
  • Consumo médio (AVGAS): Aprox. 80 litros / hora (lotado / 75% potência);
  • Consumo médio (AVGAS): Aprox. 0,05 litro / passageiro / km voado;
  • Preço: Aprox. US$ 320 mil (usado / bom estado de conservação);

Saratoga II TC (turbo)

  • Motorização (potência): Lycoming TIO 540 turbo (310 hp);
  • Comprimento: Aprox. 8,5 metros;
  • Pista de pouso: Aprox. 1.000 metros (lotado / dias quentes / tanques cheios);
  • Peso máximo decolagem: Aprox. 1.630 kg;
  • Alcance: Aprox. 1.300 quilômetros (lotado / 75% potência / com reservas);
  • Consumo médio (AVGAS): Aprox. 85 litros / hora (lotado / 75% potência);
  • Consumo médio (AVGAS): Aprox. 0,05 litro / passageiro / km voado;
  • Capacidade: 1 piloto e 5 passageiros;
  • Velocidade de cruzeiro: Aprox. 340 km / h;
  • Teto de serviço: Aprox. 6.000 metros;
  • Preço: Aprox. US$ 350 mil (usado / bom estado de conservação);

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.