Piratas de Edelweiss

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde março de 2008). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Março de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Memorial em Colónia às vítimas. Fica na Schönstein Strasse, junto da estação de caminho-de-ferro.

Os Piratas de Edelweiss (Edelweißpiraten) eram um grupo de jovens da resistência alemã ao regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Apesar de não serem famosos nos fatos históricos da guerra, contribuíram com a vitória dos aliados realizando atentados contra o exército nazista: colocando açúcar no combustível dos tanques, destruindo fábricas de munição, entre outros.

Alguns destes jovens numa certa ocasião ajudam a proteger um prisioneiro de guerra, e então passam a ser perseguidos pela Gestapo (polícia secreta do Estado) e pela juventude nazista.

Quando capturados, a maioria deles foi condenada à forca.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.