Piratuba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Piratuba
Rua 18 de novembro piratuba sc.jpg

Bandeira de Piratuba
Brasão de Piratuba
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 18 de fevereiro
Fundação 18 de fevereiro de 1949 (65 anos)
Gentílico piratubense
Prefeito(a) Claudirlei Dorini (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Piratuba
Localização de Piratuba em Santa Catarina
Piratuba está localizado em: Brasil
Piratuba
Localização de Piratuba no Brasil
27° 25' 12" S 51° 46' 19" O27° 25' 12" S 51° 46' 19" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Oeste Catarinense IBGE/2008 [1]
Microrregião Concórdia IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ipira, Alto Bela Vista, Capinzal, Maximiliano de Almeida (RS), Marcelino Ramos (RS) e Machadinho (RS)
Distância até a capital Florianópolis: 441 km
Características geográficas
Área 145,701 km² [2]
População 4 707 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 32,31 hab./km²
Altitude 430 m
Clima Subtropical úmido Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,758 alto PNUD/2010[4]
PIB R$ 72 553,045 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 15 851,66 IBGE/2008[5]
Página oficial

Piratuba é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 27º25'11" sul e a uma longitude 51º46'19" oeste, estando a uma altitude de 430 metros. Sua população estimada em 2011 é de 4.707 habitantes, segundo estimativa do IBGE. [6]

Possui uma área de 149,741 km².

Piratuba conta com uma boa rede hoteleira e de restaurantes. Existem 14 hotéis e diversas outras alternativas de hospedagem.

Toponímia[editar | editar código-fonte]

"Piratuba" é um vocábulo tupi que significa "ajuntamento de peixes", através da junção dos termos pirá ("peixe") e tyba ("ajuntamento")[7] .

História[editar | editar código-fonte]

Com a construção da Ferrovia São Paulo Rio Grande, ligando o Sul do Brasil as regiões centrais do país, no início do Século XX, instalou-se às margens do Rio do Peixe o primeiro povoado. Eram operários da empresa norte-americana BRAZIL RAILWAY, a grande responsável pela obra da Estrada de Ferro. O trecho ferroviário cortando o território catarinense ao longo do leito do Rio do Peixe teve suas obras realizadas entre 1907 e 1910. Com a conclusão do traçado a partir de 1913 várias famílias, principalmente de origem alemã e italiana vindas do Vale dos Sinos e Região do Caí – a chamada Colônia Velha Gaúcha - chegaram à Estação Rio do Peixe, dando início ao desenvolvimento da Vila Rio do Peixe, que pertencia ao Município de Campos Novos.

O pequeno vilarejo foi elevada à categoria de distrito em 1923, sendo reconhecido como Município em 1948, Sua instalação com o nome de Piratuba aconteceu em 18 de Fevereiro de 1949. A opção reverencia o mais antigo habitante desta região: O índio Guarani; que em sua língua, o Tupi-Guaraní, a denominação desta simpática cidade se traduz como ABUNDÂNCIA DE PEIXES. O município que por décadas teve sua economia baseada no transporte ferroviário de cargas, na exploração da madeira e na indústria frigorífica, com a estagnação dos meios acabara por inaugurar um novo período a partir de 1964, com a chegada da PETROBRAS, que, embora não encontrando o “ouro-negro”, descobriu um lençol de águas sulfurosas, numa profundidade de 674 metros, aflorando com a temperatura de 38,6 graus, dando início complexo termal formado pela COMPANHIA HIDROMINERAL DE PIRATUBA, criada em Março/75 . Os anos seguintes trouxeram o desenvolvimento do Parque Termal, com a implantação da rede hoteleira levando ao surgimento do Turismo como base principal da economia local. Ao final da década de 90 a construção do complexo energético da Usina Hidrelétrica Machadinho, inaugurada em 2001.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Municípios limítrofes[editar | editar código-fonte]

Os limites do município são com os municípios de Ipira a norte, Capinzal a leste, estado do Rio Grande do Sul a sul e Alto Bela Vista a oeste.

Clima[editar | editar código-fonte]

Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Maior temperatura °C 26 26 26 23 19 18 18 20 20 23 25 26
Menor temperatura °C 16 16 16 13 10 09 08 10 10 13 14 16
Pluviosidade média (mm) 166 134 90 138 134 116 107 87 133 175 110 121
Fonte: MSN Weather

O município de Piratuba pertence a zona climática designada pela letra C, com o tipo climático Cwa, segundo a classificação do clima de Köppen. Tal tipo climático se caracteriza por ser um clima subtropical úmido.

A temperatura média é de 18,4°C e e a pluviosidade média é de 1.650 mm/ano, sendo outubro o mês mais chuvoso, com 175 mm, e agosto o mais seco, com 87 mm[8] .

O clima em Piratuba também é definido como sendo quente no verão e frio no inverno.

Relevo[editar | editar código-fonte]

Situada às margens do Rio do Peixe, no meio-oeste catarinense, seu relevo é predominantemente montanhoso[9] .

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Existem atualmente 4 bairros em Piratuba:

Cultura e eventos[editar | editar código-fonte]

Uma das várias piscinas que integram as termas de Piratuba

Diversas festas movimentam a cidade durante o ano. Em janeiro tem a Kerbfest e a Noite do Hawai; em fevereiro, a festa de aniversário da cidade; em março, o FECAPI,em junho a Festa do Agricultor; em setembro Festival Nacional de Cinema e Vídeo Rural e dezembro ocorre a abertura da temporada de verão e a tradicional queima de fogos do Reveillon, que reúne cerca de 30 mil pessoas (dados do reveillon 2011/2012 segundo informações da Polícia Militar). Aos domingos e feriados, sempre às 11h, é feita uma demonstração do jato d'água, que atinge uma altura de 30m, com pressão natural.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 15 de fevereiro de 2014.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Estimativa Populacional IBGE
  7. http://www.fflch.usp.br/dlcv/tupi/vocabulario.htm
  8. Guia Catarinense. Página visitada em 24 de Julho de 2008.
  9. Wikitravel. Página visitada em 24 de Julho de 2008.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.