Piso tátil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Fevereiro de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Piso tátil em Belo Horizonte.

Pisos tatéis,[1] superfície tátil, pavimento tátil[2] ou podotáteis[3] são faixas em alto relevo fixadas no chão para fornecer auxílio na locomoção pessoal de deficientes visuais.[4] [5]

Podo: pé Tátil: tato (sentido). Assim dando o significado de sensação através dos pés. Esses pisos tem como serventia auxiliar a caminhada das pessoas, sejam elas deficientes visuais, crianças, idosos e até mesmo turistas. Como revestimento de chão, os pisos táteis não funcionam sozinhos e sim com uma composição de peças que caracterizam uma caminhada segura e com autonomia. Portanto deve ser levado em consideração o desenho universal deste produto, lembrando que o seu significado deve ser evidente e fácil reconhecimento, tendo uma linguagem simbolica onde quer que os encontre.

No Brasil existem duas tipologias dos pisos táteis, os mesmos são descritos pela NBR 9050 como sinaização tatil do piso:

Piso Direcional conhecido como Guia: tem como função guiar a pessoa através de uma trilha.

Pisos Alerta: tem como função alertar a pessoa de perigo e obstáculos oportunos, como mobiliário urbano.

Os pisos táteis teve seu início no Japão, iniciando sua aplicação nas plataformas de trens e metrôs, a fim de indicar aos passageiros o limite de chegada na beira da plataforma, evitando assim acidentes. A idéia prolifereou na Europa, cada país teve sua pesquisa desenvolvendo normas e manuais de aplicação do produto.

No Brasil os pisos táteis já existem algum tempo. A norma técnica NBR 9050 apresenta estes produtos há quase uma década, desde no ano de 2004. Porém seu conhecimento é relativamente novo, persistindo muito o que fazer para melhorar a acessibilidade do Brasil.

A regulamentação da obrigatoriedade do seu uso normalmente é feita municipalmente e de forma independente, p.ex., em Londrina, São Paulo, Sorocaba, etc.

Referências

  1. Piso tátil Para Acessibilidade Deficientes Visuais
  2. Pavimento tátil
  3. Piso tátil Brasil
  4. G1; Portal G1 (1º de outubro de 2011). Piso tátil para cegos termina em parede em estação de trem de SP G1 SP. Rede Globo. Página visitada em 7 de outubro de 2011.
  5. L. Wright, Charles. Facilitando o transporte para todos (em Português). [S.l.]: Bando Interamericano de Desenvolvimento, 2001. Capítulo: 4. , 92 pp. p. 42. ISBN 1886938881